América de Cali 1 x 5 Santos

Data: 05/02/2003, quinta feira, 0h05.
Competição: Copa Libertadores – Grupo 3 – 1ª rodada
Local: Estádio Pascual Guerrero, em Cali, na Colômbia.
Renda e público: N/D
Árbitro: Luis Solórzano (VEN)
Cartões amarelos: Ricardo Oliveira (S); Bustos e Banguero (A)
Gols: Léo (28-1), Banguero (35-1) e Alex (36-1); Ricardo Oliveira (12-2), Diego (14-2) e Ricardo Oliveira (43-2).

AMÉRICA DE CALI
Julián Viáfara; Iván López, Luis Asprilla, Pablo Navarro y Rubin Bustos; Jorge Banguero, Fabián Vargas, James López (Moreno); David Ferreira; Julián Vásquez e Oscar Villarreal (Romero)
Técnico: Fernando Castro

SANTOS
Fábio Costa; Reginaldo Araújo, André Luís, Alex (Preto) e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego (Fabiano); Robinho (Nenê) e Ricardo Oliveira
Técnico: Emerson Leão



Santos massacra América de Cali com show de Robinho que sai de campo aplaudido pela torcida colombiana

Em uma estréia de gala, o Santos aplicou uma goleada de 5 a 1 sobre o América de Cali, na Colômbia, pelo Grupo 3 da Taça Libertadores. Com a vitória, a equipe lidera sua chave junto com o 12 de Octubre, que fez 3 a 1 no El Nacional. O atual campeão brasileiro, entretanto, tem melhor saldo de gols.

Fora da competição sul-americana desde 1984, quando foi eliminada logo na primeira fase, a jovem equipe da Baixada não se intimidou diante dos rivais e de seus cerca de 10.000 torcedores.

Logo aos 28min, Léo invadiu a área, passou por um defensor e chutou cruzado. A bola desviou na zaga e enganou o goleiro Julian Viafara.

Aos 35min, após cobrança de escanteio, Jorge Banguero aproveitou falha da defesa santista e marcou.

Enquanto a torcida local ainda comemorava, o zagueiro Alex fez o segundo do Santos no minuto seguinte. Em uma forte cobrança de falta, a bola passou no meio da barreira e entrou no canto esquerdo do goleiro do América.

Na segunda etapa o time comandado por Emerson Leão não diminuiu o ritmo e continuou atacante. Aos 12min, Ricardo Oliveira driblou um adversário e tocou na saída do goleiro Julian Viafara, fazendo 3 a 1.

Dois minutos depois, Diego fez o gol mais bonito do jogo. Após uma troca de passes na intermediária entre Paulo Almeida e Robinho, o atacante tocou para Diego, que passou por um zagueiro e bateu colocado, no ângulo esquerdo do goleiro do América.

O Santos ainda teve tempo para fazer mais um, aos 43min. Ricardo Oliveira aproveitou cruzamento da direita e desviou de primeira.

TV do presidente santista transmitiu o jogo contra o América de Cali

Um acordo firmado com a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), com a emissora colombiana Caracol e com a Globo permitiu à TV Santa Cecília transmitir ao vivo na madrugada de hoje a goleada do Santos.

A Santa Cecília foi a única TV brasileira a mostrar o jogo, o único do Santos na Libertadores cuja exibição não estava programada pelas detentoras dos direitos -Globo, em sinal aberto, para o Brasil, e o canal pago Fox, para a América Latina.

A emissora é vinculada à Unisanta (Universidade Santa Cecília), de propriedade da família do presidente do Santos, Marcelo Teixeira, que também é diretor-presidente da TV e pró-reitor administrativo da universidade.

De caráter regional, a Santa Cecília alcança os municípios da Baixada Santista, cuja população é de quase 1,5 milhão de habitantes.

Durante a programação da emissora, não houve divulgação prévia da exibição do jogo porque a negociação só foi concluída por volta das 22h de ontem, duas horas antes do início da partida.

Teixeira afirmou que havia dúvida se a Fox transmitiria o jogo, mas, segundo ele, a Conmebol informou que o canal esportivo possui uma cota semanal, e o jogo do Santos estava fora da grade.

Após a liberação, a TV santista negociou com a Globo a retransmissão, por satélite, das imagens geradas pela TV Caracol, que também aceitou cedê-las.

Teixeira mantém boas relações com o presidente da Conmebol, Nicolás Leoz. Em 2002, Leoz recebeu o título de professor emérito da Unisanta e lançou em Santos um livro de memórias.