Santos 0 x 0 Botafogo-SP

Data: 10/04/2021, sábado, 22h00.
Competição: Campeonato Paulista – 9ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Thiago Lourenço de Mattos
Auxiliares: Daniel Luís Marques e Luiz Alberto Andrini Nogueira.
VAR: Raphael Claus
Cartões amarelos: Luiz Felipe (S); Victor Ramos (B).

SANTOS
John; Sandro Perpétuo (Vinicius Balieiro) (Copete), Luiz Felipe, Alex, Jhonnathan, Kevin Malthus, Jean Mota (Renyer), L.Lourenço, Ângelo, Bruno Marques (Kaio Jorge) e Allanzinho (Lucas Venuto).
Técnico: Ariel Holan

BOTAFOGO-SP
Igor; Rodrigo Ferreira, Victor Ramos, Fabão, Pará; Yan Victor (Matheus), Emerson (John), Renatinho (Michel), Dudu (Luqueta), Richard e Neto Pessoa (Kaio Magno).
Técnico: Argel



Santos poupa estrelas e empata sem gols na Vila Belmiro

Com as estrelas poupadas e muitos garotos em campo, o Santos ficou no 0 a 0 com o Botafogo-SP, na noite desse sábado, na Vila Belmiro, em jogo adiantado pela nona rodada do Campeonato Paulista.

O resultado colocou o Santos na segunda colocação do Grupo D, agora com seis pontos em cinco jogos. O Botafogo é o lanterna do Grupo A, com dois pontos em cinco partidas.

Com a cabeça na decisão pela Libertadores, Ariel Holan voltou a apostar nos garotos oriundos da base santista. O início até foi promissor. Luiz Felipe chegou a marcar um gol de cabeça, que devidamente foi anulado com o auxílio do VAR.

Daí pra frente o Botafogo se soltou no jogo e criou chances claras para marcar. Richard perdeu uma oportunidade na cara de John e depois mandou uma bola no travessão, em chute de longe.

Na estreia da iluminação em LED da Vila Belmiro, quem mostrou qualidade foi Ângelo, que ainda desperdiçou uma boa chance de dentro da área.

Na etapa final, com tantas trocas, os times não conseguiram manter nem o padrão nem o mesmo ritmo. Assim, apesar do jogo franco, o confronto terminou sem gol.

O Santos volta a campo na terça-feira, quando enfrentará o San Lorenzo pela terceira fase da Copa Libertadores da América. Pelo Paulistão, o Peixe vai enfrentar o Red Bull Bragantino na sexta-feira, fora de casa.

O Botafogo vai visitar o Ituano, na quarta-feira, pelo Estadual.

Holan elogia meninos e diz que Santos estranhou a bola do jogo

Na terça-feira, o Santos vai encarar o San Lorenzo, em Brasília, para definir sua classificação à fase de grupos na Copa Libertadores da América. Por isso, Ariel Honan poupou alguns titulares e apostou nos meninos da base nesse sábado, contra o Botafogo-SP. Após o empate por 0 a 0, o treinador se mostrou otimistas com o futuro da equipe e das promessas da base.

“Eu creio que eles vão jogar melhor, mas isso é experiência, como na vida. Estou convencido de que eles vão ser importantes para o clube, e só vão crescer jogando. Treinando, mas, sobretudo, jogando”.

Holan também admitiu que o time encontrou dificuldade para jogar depois de treinar todo esse tempo com a bola utilizada no torneio continental.

“Excelente pergunta. Mas, com o decorrer do jogo, sobretudo no segundo tempo, creio que nos adaptamos melhor. Mas, nos últimos treinamentos, estávamos usando a bola da Libertadores. Não pensamos que íamos jogar hoje. Pensamos que íamos jogar na semana que vem. Então, tivemos que nos adaptar e apenas trabalhamos com a bola do jogo apenas ontem, quando soubemos que íamos jogar”.

Veja outros trechos da entrevista coletiva de Ariel Holan:
Padrão tático independente da escalação
“Sim. Foi um jogo com muitos jovens e outros mais experientes que não jogavam 90 minutos há um tempo. O time trabalhou bem, e faltou o gol”.

Manter time de meninos no Paulista
“Agora temos uma final na terça-feira com San Lorenzo para definir que time continua na Libertadores. E a partir daí a estratégia será feita. São muitas partida. Temos de ser inteligentes na administração dos jogadores”.

Madson de fora em cima da hora
“Depois do treinamento, nos comunicaram que Madson não estava habilitado para jogar”.

Como preparar time para jogo em cima da hora
“Muito difícil para todos os treinadores, mas são situações que a covid foi causando, na vida e para o futebol. Está muito difícil para todos e vamos fazer o melhor possível”.

Postura do Santos contra o San Lorenzo
“A postura que temos de jogar é jogar como Santos e tratar de impor nosso sistema de jogo, como fizemos no campo deles. Espero que possamos definir a classificação”.

O que viu de positivo
“De positivo, muitos jogadores que há muito tempo não jogavam 90 minutos puderam fazer a partida sem problemas físicos, terminamos bem o jogo, e isso é muito importante. Sofremos muitas faltas, era difícil dar continuidade. Faltou um pouco mais nos últimos metros de campo. Também é positivo seguir somando experiência para muitos jovens que vêm crescendo muito e não jogam tanto. Não podemos esquecer que são jovens, mas estou feliz com o rendimento deles e também de jogadores mais experientes, como Luiz Felipe, que fez uma partida muito boa”.

Observações sobre Venuto e Copete
“Copete é extraordinário, porque jogou em uma posição que não é o normal para ele. Um jogador de muita experiência e depois da covid não é fácil jogar, mas é muito profissional. Está fazendo treinamentos cada vez melhor e hoje mostrou que fisicamente já está bom para jogar muitos minutos”

“Lucas entrou muito bem. Mostrou muita disposição, foi agressivo”.

Após serem poupados, estrelas do Santos retornam para partida decisiva na Libertadores

O Santos está a um passo de cravar presença na fase de grupos da Libertadores de 2021. Após construir larga vantagem na Argentina, o Peixe recebe o San Lorenzo nesta terça-feira, às 21h30, em Brasília, e conta com a presença de seus medalhões.

Em meio a Libertadores, o time de Ariel Holan voltou a jogar pelo Campeonato Paulista. De olho e com foco total na competição internacional, o alvinegro poupou todos os titulares.

“O Santos tem que jogar como Santos e tratar de impor nosso sistema de jogo. Não há uma fórmula, mas jogar com a posse de bola e agredindo o rival, como fizemos na Argentina. Essa é a ideia e tomara que o time, na terça-feira, esteja em seu melhor nível para que possamos definir a classificação”, comentou Holan após o empate com o Botafogo-SP.

A larga vantagem permite que o Santos empate ou perca por até 2 a 0. A última vez que o time da Vila levou mais de dois gols, situação que causaria a eliminação na copa, foi ainda sob o comando de Holan – no mês passado, o Peixe perdeu por 4 a 0 para o São Paulo de Hernán Crespo.

Focado na Libertadores, Santos tem a pior campanha dos quatro grandes no Paulistão

Entre duas competições logo no início do ano, o Santos teve que priorizar a classificação para a fase de grupos da Libertadores. A decisão tem resultado em uma campanha preocupante no Campeonato Paulista, a pior dentre os quatro grandes do estado.

Apesar do empate contra o Botafogo, no último sábado, a equipe de Holan contou com a derrota do Guarani para se manter em segundo lugar do grupo e na zona de classificação para a próxima fase.

Finalista da última edição, o Santos não conseguiu a vaga direta para a Libertadores de 2021. Em oitavo lugar no Brasileiro, o alvinegro praiano disputa as duas fases eliminatórias – já avançou sobre o Deportivo Lara e agora enfrenta o San Lorenzo.

Sem um elenco farto, o Peixe segue apostando na base e são os jovens que têm entrado em campo pelo estadual. Até agora, foram cinco jogos – uma vitória, três empates e uma derrota. Com seis pontos conquistados, a equipe tem apenas 40% de aproveitamento.

Ampliando o panorama do estadual para os três rivais – O Corinthians está invicto, com 14 pontos até aqui, enquanto o São Paulo soma 10 pontos, ambos liderando seus respectivos grupos. Com um jogo a menos que o Peixe, o Palmeiras tem oito pontos e é o segundo do grupo C.