Deportivo Lara 1 x 1 Santos

Data: 16/03/2021, terça-feira, 19h15.
Competição: Copa Libertadores – 2ª fase – Jogo de volta
Local: Estádio Olímpico de La UCV, em Caracas, Venezuela.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Victor Carillo (PER).
Cartões amarelos: Meleán e Anzola (DL); Jean Mota e Sandry (S).
Gols: Soteldo (36-1); Anzola (16-2).

DEPORTIVO LARA (VEN)
Curiel; España, Anzola, Rodríguez e Sifontes; Meleán (Castillo), Bueno e Segovia; Castellanos (Castillo), Gómez e Sánchez (Salazar).
Técnico: Martín Brignani

SANTOS
João Paulo; Pará, Kaiky, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Sandry (Gabriel Pirani) e Jean Mota (Vinicius Balieiro); Ângelo (Lucas Braga), Soteldo e Marcos Leonardo (Bruno Marques).
Técnico: Ariel Holan



Santos leva susto em empate com o Deportivo Lara, mas avança na Libertadores

O Santos empatou com o Deportivo Lara (VEN) por 1 a 1 na noite desta terça-feira, em Caracas, e avançou na Pré-Libertadores. O gol do Peixe foi marcado por Soteldo e Anzola empatou. Na Vila Belmiro, o Alvinegro levou a melhor, com um 2 a 1 no placar.

O Santos foi melhor durante quase todo o tempo, mas levou um susto, novamente na bola aérea defensiva. Nos minutos finais, o Peixe conseguiu administrar o resultado para se classificar e até ficou perto do segundo gol.

O Alvinegro está na terceira etapa, quando enfrentará Universidad (CHI) ou San Lorenzo (ARG). As equipes jogarão nesta quarta, no Nuevo Gasómetro. Na ida, empate por 1 a 1 em Santiago.

Só de eliminar o Lara, o Santos já garante R$ 3 milhões na conta e fica a duas partidas de chegar à fase de grupos da maior competição de futebol do continente.

O jogo

O Santos foi amplamente superior ao Deportivo Lara no primeiro tempo, mas não construiu a posse de bola em 70% em oportunidades claras de gol.

Sem sofrer na defesa e bem organizado em campo, o Peixe precisou da individualidade de Soteldo para abrir o placar. O camisa 10 acertou o ângulo em cobrança de falta perfeita aos 36 minutos.

Aos 41, o goleiro João Paulo saiu mal do gol e Rodríguez não aproveitou. No minuto 45, Soteldo cruzou e Marcos Leonardo furou.

O Santos continuou melhor na etapa final. Logo aos oito minutos, Soteldo tabelou com Felipe Jonatan e passou para Ângelo, que ficou perto de ampliar para os visitantes.

O Peixe seguiu no campo de ataque e parecia tranquilo, até que o fantasma do jogo aéreo voltou a aparecer. Aos 16 minutos, España desviou cruzamento e Anzola empatou.

O Lara se lançou ao ataque, abusou dos cruzamentos e não conseguiu virar. Foi o Santos quem esteve mais perto do gol nos minutos finais. O Peixe superou o susto e avançou na Libertadores.

Bastidores – Santos TV:

Holan revela problema de última hora e valoriza classificação: “Santos tinha toda a pressão”

Ariel Holan revelou que o Santos teve um problema de última hora antes do empate em 1 a 1 com o Deportivo Lara (VEN) na noite desta terça-feira, em Caracas, pela partida de volta da segunda fase da Pré-Libertadores.

O elenco sentiu um problema estomacal no horário do almoço nessa terça, mas não teve nenhum desfalque. O Peixe fez um bom primeiro tempo e abriu o placar com Soteldo, mas levou o gol de Anzola novamente no jogo aéreo e correu risco até o fim.

“Libertadores é difícil. Santos tinha toda a pressão, Lara ia por um jogo histórico, deixar o finalista fora. Para nós toda a pressão para gerir. Tratamos de jogar como gostamos, com a posse. Mas como disse anteriormente, faltou profundidade. Apesar disso, equipe fez um bom jogo com a posse, mas no último terço faltou agressividade e velocidade para superar a defesa do Lara. É importante passar, temos muitos jovens que têm primeira experiência nessa competição tão difícil”, disse Holan.

“Que possamos recuperar os que ainda não jogaram para termos mais alternativas. São muitos jogos e ter alternativas é sempre bom. Madson, Marinho, Kaio Jorge… Pará fez esforço grande hoje. Muitos com problemas estomacais generalizados, que surgiram hoje. Por isso tudo valorizo muito a classificação, claro que anotando o que temos a melhorar”, completou.

O Alvinegro teve 70% da posse de bola na etapa inicial, mas pouco criou. Na visão de Ariel Holan, o problema foi a falta de profundidade.

“Tivemos a posse de bola, mas nos faltou profundidade. Se encontrássemos os passes profundos, o resultado da partida seria outro. Nos custou muito encontrar isso. Tivemos a posse durante todo o jogo, mas não tivemos a profundidade no último passe. Creio que isso temos que continuar melhorando”, afirmou.

“Lara estava muito retrancado, com linha de cinco. Temos que crescer no jogo de filtrar bolas e criar combinações para agregar profundidade na posse de bola”, concluiu.

O Santos está na terceira etapa, quando enfrentará Universidad (CHI) ou San Lorenzo (ARG). As equipes jogarão nesta quarta, no Nuevo Gasómetro. Na ida, empate por 1 a 1 em Santiago.

Só de eliminar o Lara, o Peixe já garante R$ 3 milhões na conta e fica a duas partidas de chegar à fase de grupos da maior competição de futebol do continente.

Soteldo elogia Santos do primeiro tempo contra o Deportivo Lara e diz: “Tinha que fazer a diferença no meu país”

Yeferson Soteldo gostou do primeiro tempo do Santos no empate em 1 a 1 com o Deportivo Lara (VEN) na noite desta terça-feira, em Caracas, pela segunda fase da Pré-Libertadores.

O Peixe foi melhor na etapa inicial e abriu o placar com golaço de falta do camisa 10, mas sofreu o empate no jogo aéreo e correu risco até o fim. Na ida, o Alvinegro venceu por 2 a 1 e a vantagem fez o Alvinegro avançar na competição continental.

“Muito feliz. Ajudar a equipe é sempre especial. Sabia que no meu país tinha que fazer diferença e ajudar o Santos a passar de fase”, disse Soteldo, nascido em Acarigua, na Venezuela.

“Temos que manter o que fizemos no primeiro tempo. Lara foi bem, se impôs no segundo tempo, mas no primeiro quase não tocou na bola. É assim”, completou.

O Santos enfrentará Universidad (CHI) ou San Lorenzo (ARG) na próxima fase. As equipes jogarão nesta quarta, no Nuevo Gasómetro. Na ida, empate por 1 a 1 em Santiago.

Holan pede tempo para Santos ser mais competitivo: “Jogamos mais do que treinamos”

Ariel Holan pediu paciência após o Santos empatar em 1 a 1 com o Deportivo Lara, na Venezuela, e avançar para a terceira e última fase da Pré-Libertadores da América.

O técnico chegou ao Peixe há duas semanas e precisa de mais tempo para aperfeiçoar o estilo de jogo.

“Presidente foi claro sobre esse primeiro semestre ser difícil. Temos equipe jovem, com muitos juvenis e faltando alguns dos mais experientes, como Marinho, Kaio Jorge e Madson. Quando tudo isso passar, teremos equipe muito competitiva. Precisaremos de algumas semanas, trabalhamos há pouco tempo. Jogamos mais do que treinamos”, disse Holan.

Yeferson Soteldo reforçou o discurso.

“Peça-chave do time? Ele (Holan) tem que falar. Quero sempre ajudar. De verdade, a cada jogo pegamos o que o técnico fala, a cada treino. E é falta de treino também. Muitos jogos seguidos e precisamos treinar mais para pegar esse sistema que ele quer meter na gente”, falou.

Soteldo diz que Holan pede o mesmo que Sampaoli no Santos: “Muito fácil para mim”

Ariel Holan quer que Yeferson Soteldo jogue como jogava sob o comando de Jorge Sampaoli no Santos em 2019: sempre pela ponta esquerda, à espera do mano a mano.

Com Cuca, até pela dificuldade em encontrar um meia, o camisa 10 atuou como armador, pela direita e até como falso 9. O ex-treinador costumava falar sobre a necessidade do venezuelano estar em todos os locais do campo.

Com Holan, Soteldo fica mais onde prefe atuar.

“Com Sampaoli era assim, sempre ficava aberto, muito fácil para mim. Com Cuca, ele queria que eu pegasse a bola sempre, sem demorar para tocar na bola. Holan quer que eu faça o mesmo que eu fazia com o Sampaoli. São coisas fáceis para colocar na cabeça e botar em prática”, disse Soteldo.

“São treinadores diferentes. A gente tem que acatar o que falam. Cuca era bom técnico também, Holan chegou e estamos gostando muito dele. Gosta de ficar com a bola e temos técnica para fazer isso”, completou.

Soteldo fez o gol do Santos no empate em 1 a 1 com o Deportivo Lara na noite desta terça-feira, na Venezuela. O Peixe se classificou para a terceira e última etapa da Pré-Libertadores, quando enfrentará Universidad (CHI) ou San Lorenzo (ARG). As equipes jogarão nesta quarta, no Nuevo Gasómetro. Na ida, empate por 1 a 1 em Santiago.

Soteldo aperfeiçoa cobranças em treinos e faz primeiro gol de falta pelo Santos

Yeferson Soteldo marcou seu primeiro gol de falta pelo Santos no empate em 1 a 1 com o Deportivo Lara (VEN) na última terça-feira, em Caracas, na classificação à terceira e última fase da Pré-Libertadores da América.

Foi o 20º gol de Soteldo em 101 jogos pelo Peixe, e o primeiro em cobrança de falta desde 2019. O camisa 10 treina quase que diariamente e tem se aperfeiçoado no fundamento.

Além das faltas diretas, o venezuelano também treina os cruzamentos e escanteios. O objetivo do meia-atacante de 23 anos é ser um jogador “completo”. A dificuldade óbvia está no cabeceio pelo fato de ter 1,60 m de altura.