De 05/Fevereiro/77 a 25/Setembro/77

Goleiros:
Ricardo
Wilson Quiqueto
Ernani
Willians
Ado


Laterais:
Léo Paraibano
Terezo
Zé Maria
Fausto
Otávio
Nelsinho Baptista
Gilberto Sorriso


Zagueiros:
Bianchi
Neto
Fernando
Marçal
Alfredo Mostarda
Joãozinho
Aílton Silva
Renato Alves
Alfredo Santos


Volantes:
Carlos Roberto
Clodoaldo
Zé Mário
Gilberto Costa


Meias:
Ailton Lira
Toinzinho
Rubens Feijão
De Rosis
Pita
Tostão
Amaury


Atacantes:
Nilton Batata
Reinaldo
Totonho
Juary
Bozó
João Paulo
Jorginho Maravilha
Rodrigues
Kalu
Silva
Flávio Minuano
Célio
Babá
Claudinho



Técnicos:
Urubatão
Otto Glória



Santos Futebol Clube

– Presidente: Modesto Roma (1975-1977)
– Vice-presidente: Milton Teixeira
– Diretor de Futebol: Marcus Vinicius Riberti / Fernando Oliva
– Fornecedor: Adidas
– Técnicos: Urubatão Nunes, Cidinho e Otto Glória.

Elenco:

G – Ricardo Barnabé Romera
G – Wilson Lumazi Quiqueto
G – Ernani Sales
G – Willians de Jesus
G – Eduardo Roberto Stinghen (Ado)

LD – Léo Paraibano
LD – Antonio Carlos da Silva Terezo
LD – José Maria Bernardo da Silva (Zé Maria)
LD, QZ, V – Fausto Luiz Pereira Filho
LE – Otávio
LD – Nelson Baptista Júnior (Nelsinho Baptista ou Nelson)
LE – Gilberto Ferreira da Silva (Gilberto Sorriso)

ZC, V – Carlos Bianque da Silva (Bianchi)
QZ – Luiz Antonio Neto
Z, LE – Fernando Guisini Neto
Z – Emerson Marçal
QZ – Alfredo Mostarda Filho
ZC – João Rosa de Souza Filho (Joãozinho)
Z – Aílton Silva
ZC – Renato Alves
QZ – Alfredo José dos Santos

V – Carlos Roberto de Carvalho
V – Clodoaldo Tavares Santana
V – José Mário Crispim (Zé Mário)
V – Gilberto da Costa (Gilberto Costa)

ME – Aílton Lira Silva
MD – Antônio Carlos Nomelini (Toinzinho)
MA, A – Rubens de Jesus (Rubens Feijão)
MD – Rui Sérgio Gomes de Rosis
MD – Edivaldo Oliveira Chaves (Pita)
M – Luís Antônio Fernandes (Tostão)
M – Amaury Vital da Silva (Amauri)

PD – Nilton Pinheiro da Silva (Nilton Batata)
CA – Reinaldo Francisco de Oliveira
CA – Antônio das Graças Braz (Totonho)
PD, CA – Juary Jorge dos Santos Filho
PE – Luiz Augusto de Aguiar (Bozó)
PE – João Paulo de Lima Filho
A – Jorge Luiz Marques (Jorginho Maravilha)
PE – Rodrigues
CA, P – Carlos Henrique da Silva (Kalu)
A, PL – José Gabriel da Silva
CA – Flávio Almeida da Fonseca (Flávio Minuano)
PD – Marcelo Carlos Monteiro da Silva (Célio)
PD – Nelson Luiz Faria Pimenta de Mello (Babá)
A – Cláudio José Agnello (Claudinho)

T – Urubatão Calvo Nunes / T – Otaviano Martins Glória (Otto Glória)
TI – Alcides Romano Junior (Cidinho)

Comissão técnica: Ramos Delgado (Auxiliar técnico), Cidinho (Preparador físico), Celso Diniz (Preparador físico), Carlos Braga (Médico), Antônio Trocolli (Médico), Herminio D’Aló Salerno (Médico)



Quem chegou: Bozó (PE, São Bento), Rodrigues (PE, Remo), Renato Alves (ZC, Nacional-AM), Kalu (CA, Flamengo), Zé Mário (M, Palmeiras), Alfredo Mostarda (QZ, Palmeiras), Silva (A, Cruzeiro), Otto Glória (T, Portuguesa), Joãozinho (ZC, Vitória-BA), Joãozinho (PE, São Cristóvão-RJ), Zé Maria (LD/LE, Fluminense), Ernani (G, Olaria-RJ), Flávio Minuano (CA, empréstimo), Nelsinho Baptista (LD, São Paulo), Gilberto Sorriso (LE, São Paulo)

Quem saiu: Vicente (Z, Coritiba), Urubatão (T, Portuguesa), Aílton Silva (Z, Vitória), Cláudio Adão (CA, Flamengo), Kalu (CA, Club León-MEX), Amaury (M, Club León-MEX)

Time-base: Ricardo (Ernani); Léo Paraibano (Fausto), Marçal, Alfredo Mostarda e Fernando; Carlos Roberto (Bianchi), Zé Mário e Aílton Lira; Nilton Batata, Totonho (Juary) e Bozó.

Destaques: Aílton Lira, Carlos Roberto, Toinzinho e Clodoaldo.



Reconstruindo uma equipe para o futuro



O técnico Urubatão assumiu no dia 10/01 e encontrou o elenco com 37 jogadores. Escolheu 19 e deixou 4 vagas em aberto, por entender que o ideal era trabalhar com 23 atletas.

A lista de dispensa inicial do treinador tinha oito nomes: Zé Carlos (lateral esquerdo), Adilson, Admundo, Clayton, Da Silva, Durval, Mendes e Paulo Davoli. Desapontado pela não concretização da transferência para o Cosmos, o ponta Edu mostrava desinteresse em continuar no Santos. Edu não se apresentou ao clube e foi descartado por Urubatão.

Para substituir Edu, que foi emprestado ao Corinthians por nove meses, comprou o ponta-esquerda Bozó, do São Bento, por Cr$ 400 mil.

Após longa novela, o Santos finalmente negocia Cláudio Adão com o Flamengo. O clube recebeu Cr$ 3 milhões, o passe do centroavante Kalu, de 20 anos, e mais uma indenização de Cr$ 1.150 milhão pois o zagueiro Jaime se negou a jogar na Vila Belmiro, já que tinha proposta melhor do São Paulo.

Em 02/05, após a derrota para o São Paulo, e com a virtual desclassificação para as semifinais do 1º turno, o Santos demitiu o técnico Urubatão, que foi para Portuguesa, e trouxe Otto Glória, ex-técnico da própria Lusa. O Santos perde seu 4º técnico em 18 meses de gestão Modesto Roma.

Urubatão, por ser muito rígido com os jogadores, acabou criando um ambiente ruim no elenco, que foi determinante na sua saída. O preparador físico Cidinho comandou a equipe interinamente na última partida diante do Juventus.

Durante o período de treinamentos em Poços de Caldas, onde o Santos realizou dois amistosos contra a Caldense, o técnico Otto Glória solicitou a Ramos Delgado que os seguintes atletas amadores se juntassem ao elenco: Claudinho, Célio, Rubens Feijão e Alfredo Santos. Era o Santos mais uma vez investindo em suas categorias de base devido a condição financeira do clube.

O Santos tem grandes planos para suas categorias de base, onde serão investidos parte dos Cr$ 15 milhões auferidos do carnê Bicampeão. Na grande área que o clube deverá conseguir próximo a Santa Casa, serão feitos pequenos campos com vestiários, assistência escolar, física, psicológica, uma máquina “Gladiador” prometida pela CBD. Tudo faz parte dos projetos surgidos de uma conversa entre Milton Teixeira, Ramos Delgado e Otto Glória.

Com passagem apagada, o centroavante Flávio Minuano retornou ao Pelotas.

Kalu e Amaury foram vendidos ao León do México, por 120 mil dólares.

Ainda no planejamento de redução do elenco, o goleiro Wilson Quiqueto ganhou seu passe livre.


Fontes:
– Estadão
– Jornal Folha de SP
– Revista Placar