Santos 1 x 1 Botafogo-SP

Data: 25/02/1997, terça-feira, 20h30.
Competição: Campeonato Paulista
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: 3.355 pagantes
Renda: R$ 17.414,00
Árbitro: Oscar Ruiz (COL).
Cartões amarelos: Piá (S); Adil, César e Mozé (B).
Gols: Macedo (02-1) e Marco Aurélio (20-1).

SANTOS
Zetti; Ânderson Lima (Piá), Narciso, Ronaldão e Cássio; Marcos Assunção, Vágner, Alexandre (Caíco) e Robert; Alessandro e Macedo (Edgar Baez).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

BOTAFOGO-SP
Ricardo Gomes; Garrinchinha, Jivago, Gustavo e Rúbens; César, Douglas, Pichetti (Mozé) e Adil; Adílson Balinha (Torrinha) e Marco Aurélio (Lucas).
Técnico: Jorge Vieira



Santos desperdiça um pênalti e fica no empate com o Botafogo

O Santos empatou com o Botafogo em 1 a 1, ontem à noite, no Morumbi, e desperdiçou a oportunidade de, ainda que provisoriamente, assumir a liderança isolada do Grupo 2 do Paulista.

Agora, a equipe dirigida pelo técnico Wanderley Luxemburgo soma dez pontos e está ao lado de Palmeiras e Guarani, que se enfrentam amanhã.

O Santos teve sua partida antecipada em virtude do confronto contra a Desportiva (ES) pela Copa do Brasil. No domingo, a “maratona”, como foi definida pelo técnico Luxemburgo, continua com o clássico contra o Palmeiras.

A equipe ficará treinando em São Paulo para a partida contra a Desportiva, que acontece no estádio do Parque Antártica.

Macedo abriu o placar para o Santos aos 2min de jogo. Aos 20min, Marco Aurélio empatou para o Botafogo.

Aos 15min do segundo tempo, o técnico Luxemburgo fez três substituições. A mais ousada foi a do lateral Ânderson, dando lugar ao atacante Caíco. A partir daí, o Botafogo se limitou à defesa.

O Santos ainda desperdiçou um pênalti inexistente, aos 27min. Marcos Assunção cobrou e o goleiro Ricardo Gomes defendeu.



Santos, descansado, inicia nova ‘maratona’

O Santos inicia hoje mais uma maratona de jogos enfrentando o Botafogo de Ribeirão Preto, no estádio do Morumbi.

O técnico Wanderley Luxemburgo afirmou que os jogadores já conseguiram se recuperar do cansaço provocado pelos três jogos da semana passada, realizados num período de quatro dias.

“O pessoal já conseguiu descansar. Os jogadores ficaram o domingo e toda a manhã de hoje (ontem) em casa. Deu para recuperar bem, o cansaço já passou, mas vai ser mais uma semana difícil.”

Na quinta-feira, o Santos vai enfrentar a Desportiva (ES) pela Copa do Brasil e, no domingo, o Palmeiras, pelo Paulista.

Jogando em casa contra o Botafogo, o Santos vai se armar com ênfase no jogo ofensivo.

“Sabemos que o Botafogo é uma equipe difícil de se bater, que conseguiu três empates. Como já sofreu uma derrota, deve entrar em campo buscando um resultado bem positivo”, disse Luxemburgo.

O técnico do Santos reiterou as dificuldades que o time vem enfrentando por não poder jogar na Vila Belmiro, que está em obras.

“Essa será a semana do pijama-treino. Descansar bastante, o máximo possível, para poupar os jogadores.”

Luxemburgo afirmou que não pode mais ficar se lamentando toda vez que o time tem de jogar fora de casa.

“Temos que colocar na cabeça que não podemos jogar na Vila. Sempre que o mando de jogo foi do Santos, mesmo jogando fora de casa, conseguimos a vitória.”


Fonte: Estadão