Santos 1 x 0 Paraná

Data: 05/05/1998, terça-feira, 21h40.
Competição: Copa do Brasil – Quartas-de-final – Jogo de ida
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 5.865 pagantes
Renda: R$ 50.270,00
Árbitro: Cláudio Vinícius Cerdeira (RJ).
Cartão vermelho: Vital (P).
Gol: Viola (39-1).

SANTOS
Zetti; Ânderson Lima, Argel, Sandro e Dutra; Élder (Fumagalli), Narciso, Jorginho e Caíco (Eduardo Marques); Viola e Adiel.
Técnico: Emerson Leão.

PARANÁ
Marcos; Wilson, Fabiano, Eleomar e Ednélson; Emerson, Reginaldo Vital, Sidnei, Bira (Reginaldo) e Lucio Flavio (Pachequinho); Tico (Paulinho).
Técnico: Cláudio Duarte.



Santos vence na Copa do Brasil e fica a um empate da semifinal

O Santos venceu o Paraná Clube por 1 a 0, ontem à noite, na primeira partida das quartas-de-final da Copa do Brasil. Para se classificar pela primeira vez para as semifinais desse torneio, basta empatar o próximo jogo, em Curitiba.

O Paraná, que tinha o empate como objetivo, se fechou na defesa desde o início. Com isso, o Santos dominou o jogo, mantendo-se no ataque, mas só conseguia arriscar finalizações de longe.

A qualidade defensiva do Paraná, mesmo depois de perder um jogador, aos 20min do primeiro tempo, conseguiu tirar a tranquilidade do Santos, que errava os passes no meio-campo.

O lateral Vital, que jogou no meio e era uma das opções de ataque da equipe paranaense, foi expulso depois de receber cartão amarelo e reclamar com o juiz.

Mesmo com um a mais em campo, o Santos só conseguiu chegar ao gol 20 minutos depois, após cobrança de escanteio. A bola rebateu em jogadores santistas e paranaenses, sobrando para o centroavante Viola marcar.

Foi o seu quarto gol na Copa do Brasil, assumindo a artilharia do Santos no torneio, ao lado de Müller, que não jogou por estar com uma contusão no joelho esquerdo.



Santos usa júnior no lugar de Müller hoje

O Santos não terá o atacante Müller na partida de hoje à noite contra o Paraná Clube, na Vila Belmiro, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil.

Afastado há 11 dias dos treinos com bola devido a uma contusão no joelho esquerdo, Müller não participou do coletivo de ontem. Para substituí-lo, está escalado o júnior Adiel, 17.

Viola, que se recuperou de uma pancada no tornozelo esquerdo, está confirmado na equipe.

Apesar da ausência de Müller, o Santos não modificará seu estilo de jogo, segundo o técnico Leão.

“Não podemos ficar prisioneiros de um atleta só. Temos um esquema para jogar”, declarou.

Leão também não quer ansiedade na busca de gols. “Não estamos pensando em placar. Estamos pensando em boa apresentação. O placar é decorrência de uma boa apresentação”, afirmou.

Os jogadores estão prevendo dificuldades para chegar à vitória porque acreditam que enfrentarão um adversário fechado na defesa.

Adiel, o substituto de Müller, tentará explorar a habilidade e a capacidade de drible para tentar “furar” o bloqueio do Paraná. Ele disse que recebeu de Leão a orientação de atuar pela esquerda, como um autêntico ponta, explorando as jogadas individuais sobre os zagueiros adversários.

“O Adiel sabe o que tem de fazer. Ele é um garoto de 17 anos, habilidoso e atrevido, e tem de continuar assim”, afirmou Leão.

Se passar pelo Paraná e chegar à fase semifinal, o Santos enfrentará o vencedor do confronto entre Palmeiras e Sport.