Atlético-MG 2 x 1 Santos

Data: 11/09/1997, quinta-feira.
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, MG.
Renda e público: não divulgados
Árbitro: Jorge Travassos (RJ).
Cartões amarelos: Almir, Taffarel, Sandro, Cleiton e Sandro Barbosa (A); Narciso e Muller (S).
Cartão vermelho: Ânderson Lima (S).
Gols: Caíco (36-2), Sandro Barbosa (42-2) e Ernani (43-2).

ATLÉTICO-MG
Taffarel; Bruno, Sandro, Sandro Barbosa e Vítor; Roberto (Ernani), Doriva, Cairo e Cleiton (Leandro); Almir e Valdir.
Técnico: Emerson Leão

SANTOS
Zetti; Ânderson Lima, Jean (Rogério Seves), Ronaldão e Baiano; Narciso, Marcos Basílio, João Santos (Sandro) e Caíco; Muller (Macedo) e Caio.
Técnico: Wanderley Luxemburgo



Atlético-MG vence Santos no Mineirão

Em menos de dois minutos o Santos perdeu a chance de obter sua segunda vitória fora de casa no Brasileiro. Até aos 42min do segundo tempo o time paulista vencia por 1 a 0 o Atlético-MG. Em dois lances seguidos, o time mineiro virou o jogo: 2 a 1.

O Santos teve uma performance superior na primeira etapa. A opção tática do técnico Wanderley Luxemburgo -reforçar a marcação em seu meio-campo com o deslocamento do zagueiro Narciso para o setor no lugar de Arinelson- mostrou-se correta.

Com a forte marcação no meio, o Atlético-MG teve que optar pelos lançamentos longos, facilitando o trabalho dos defensores santistas. No ataque, a constante movimentação de Caio e Muller criou dificuldades para os mineiros.

A principal chance de gol do Santos no primeiro tempo surgiu, justamente, dessa movimentação. Aos 41min, Caio recebeu passe de Caíco e chutou com perigo.

Mesmo sem Muller, contundido, o Santos iniciou a segunda etapa no mesmo ritmo. Logo aos 2min, Caio quase marca, ao tocar na saída de Taffarel.

A expulsão do lateral Ânderson diminuiu o ímpeto ofensivo do Santos, que passou a explorar os contra-ataques. Aos 36min, aproveitando uma falha de Taffarel -que não conseguiu segurar uma bola-, Caíco marcou: 1 a 0.

Quando a torcida mineira já deixava o estádio, o Atlético-MG obteve a virada, com Sandro Barbosa, aos 42min, e Ernani, aos 43min.



Santos reforça marcação e tira Arinelson contra o Atlético-MG ( Em 11/09/1997 )

O Santos vai reforçar a marcação no meio-campo para enfrentar o Atlético-MG hoje à noite em Belo Horizonte (MG). O técnico Wanderley Luxemburgo decidiu escalar o zagueiro Narciso como volante. O meia-atacante Arinelson, revelação do time no Brasileiro, vai para o banco.

O time tentará quebrar o jejum de mais de dois meses sem vitórias fora de casa. Desde o início do Brasileiro, foram sete jogos fora -4 derrotas, 2 empates e 1 vitória.

Apesar da escalação, o treinador nega que o Santos vá jogar defensivamente no estádio do Mineirão e diz que o objetivo é vencer. “Não é porque coloquei o Narciso e tirei o Arinelson que o time vai jogar retrancado”, declarou.

Narciso vai formar a dupla de volantes com Marcos Basílio, a fim de dar maior proteção à zaga. Os outros dois do meio-campo serão o meia defensivo João Santos e o meia ofensivo Caíco. Segundo Luxemburgo, o objetivo ao colocar Narciso no meio é dar “equilíbrio” à equipe.

O goleiro Zetti viajará direto de Salvador, onde até ontem estava com a seleção brasileira, para se incorporar à delegação em Belo Horizonte.

Os santistas consideram decisivo o jogo de hoje porque o Atlético-MG (18 pontos em 13 jogos) é um dos adversários diretos do Santos (17 pontos em 11 jogos) na luta pela classificação.

Uma derrota na capital mineira também poderá gerar um ambiente ruim para a partida de domingo contra o Coritiba, na Vila Belmiro, onde parte da torcida vaiou o time e o técnico no último fim-de-semana, apesar da vitória de 2 a 0 sobre o Criciúma.

Médicos define escalação pelos mineiros

O técnico do Atlético-MG, Emerson Leão, está na dependência do Departamento Médico para escalar o time que pega o Santos.

A novidade do time pode ser a volta de Taffarel. Afastado por deficiência técnica, o goleiro da seleção brasileira pode voltar ao gol, já que o titular Paulo César contundiu-se na partida contra a Lusa, anteontem, pela Copa Conmebol.

Mas Taffarel ficou parado para tratar de um cisto no pulso direito e só retornou aos treinos com bola na semana passada, tendo realizado apenas um coletivo de 30 minutos. Se nenhum dos dois puder jogar, o goleiro deverá ser Hugo.

Mais três jogadores dependem de revisão médica para saber se atuarão -o meia Jorginho, o atacante Almir e o lateral Dedimar. O atacante Marques e o lateral-esquerdo Dede estão suspensos.