Santos 2 x 0 Rio Claro

Data: 08/04/2015, quarta-feira, 22h00.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 15ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 4.720
Renda: R$ 91.810,00
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Carlos Augusto Nogueira Junior
Cartões amarelos: Jeferson Paulista e Catanhede (RC).
Gols: Ricardo Oliveira (05-1) e David Braz (45-2).

SANTOS
Vladimir; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Chiquinho (Zeca); Valencia, Leandrinho (Lucas Otávio) e Marquinhos Gabriel; Gabriel (Lucas Crispim), Robinho e Ricardo Oliveira.
Técnico: Marcelo Fernandes

RIO CLARO
Richard; Vinícius Bovi, Pitty, Gilberto e Renan Diniz; Carlinhos Miranda (Nenê Bonilha), Renan Luis, Matheus Galdezani e Jeferson Paulista (Guarú); Paulinho e Bruno Catanhede (Léo Cordeiro).
Técnico: Estevam Soares



Santos joga para o gasto, mas vence e é vice-líder geral do Paulistão

O Santos jogou para o gasto na noite desta quarta-feira. Com a Vila Belmiro praticamente vazia, o time de Marcelo Fernandes fez o suficiente para bater o Rio Claro e garantir a segunda colocação na classificação geral do Campeonato Paulista. A vitória por 2 a 0, com gols de Ricardo Oliveira e David Braz, levou o Peixe aos 34 pontos, o que permite o alvinegro praiano a atuar em seus domínios até a fase semifinal da competição.

Nesta quinta-feira, a Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciará a tabela com as datas e horários dos duelos válidos pelas quartas de final. Por enquanto, a única certeza é que o Santos enfrentará o XV de Piracicaba no próximo fim de semana.

Antes disso, porém, a equipe santista terá o segundo jogo contra o Londrina, pela primeira fase da Copa do Brasil. A pedido da diretoria do Peixe, o confronto foi antecipado para às 19h30 desta quarta-feira e acontecerá no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo. No duelo de ida, vitória do Santos por 1 a 0.

Para o Rio Claro, o Paulistão termina até bem. Mesmo com a última colocação no Grupo B, os 16 pontos do time foram suficientes para livrar a equipe do rebaixamento nesta última rodada.

O jogo – A partida começou muito bom para o Santos. Sem contar com Lucas Lima, Cicinho e Geuvânio, todos suspensos pelo terceiro cartão amarelo, Marcelo Fernandes deu oportunidade para Marquinhos Gabriel, Gabigol e manteve Vitor Ferraz na equipe. Além disso, resolveu poupar Renato e dar chance a Leandrinho.

Em campo, logo aos 5 minutos de jogo a torcida já soltou o grito de gol da garganta. Marquinhos Gabriel fez boa jogada individual, invadiu a área e, na hora de finalizar, deixou para Ricardo Oliveira. O centroavante só teve o trabalho de escolher o canto e sair para comemorar seu oitavo gol na temporada. O gol também foi de número 5 mil do Peixe em 100 participações em Campeonatos Paulistas.

Aos 12, Robinho quase marcou um golaço. O camisa 7 recebeu pela ponta esquerda, pedalou, fintou a marcação, mas bateu por cima do gol, de pé esquerdo.

O Rio Claro só apareceu com perigo aos 15 minutos, quando Renan Luis aproveitou a brecha nas costas de Vitor Ferraz e fez Vladimir trabalhar.

O Peixe poderia ter ampliado sua vantagem ainda na primeira etapa também com Marquinhos Gabriel, que recebeu lindo lançamento de Robinho e bateu forte, cruzado, mas Richard fez linda defesa. Aos 35, foi a vez do arqueiro parar Gabriel, em finalização de fora da área.

Já aos 40 minutos, Vladimir mostrou que está em grande fase. Após ser o melhor em campo no clássico contra o Corinthians, o substituto de Vanderlei salvou o Peixe de levar o empate após cabeceio de Renan Luis, praticamente a queima roupa.

Na segunda etapa, o jogo caiu de rendimento. O Rio Claro não conseguia esboçar uma reação e praticamente ficou os últimos 45 minutos apenas tentando evitar levar amis gols. Vladimir passou todo o tempo tentando se manter aquecido e aparecia apenas na hora de cobrar tiros de meta.

O Santos, por sua vez, também passou a levar a partida sem muita concentração. Robinho claramente preocupava-se mais em dar dribles a ser efetivo no ataque. Alguns jogadores claramente também se pouparam para as fases finais.

O camisa 7 santista chegou a ter duas chances claras de gol, mas parou no bloqueio dos zagueiros do Rio Claro e na defesa de Richard. Na última oportunidade do atacante, já aos 44, a trave evitou o gol do capitão santista. Porém, na sequência do lance, David Braz completou, de bico, confusão na área a decretou a vitória santista por 2 a 0.

Desta forma, o Santos encerrou a primeira fase na liderança disparada do Grupo D, com 34 pontos, e em segundo lugar no geral, apenas atrás do Corinthians.

Bastidores – Santos TV: