Flamengo 0 x 3 Santos

Data: 17/01/2001, quarta-feira, 20h30.
Competição: Torneio Rio SP – 1ª rodada
Local: Estádio Giulite Coutinho, em Nova Iguaçu, RJ.
Público e renda: não divulgados.
Árbitro: Cléber Abade (SP).
Cartões amarelos: Galván e Deivid (S); Fernando, Roma e Reinaldo (F).
Gols: Deivid (20-1); Rodrigão (36-2) e Robert (43-2).

FLAMENGO
Clêmer; Maurinho; Juan, Fernando e Bruno Carvalho (Marco Antonio); Leandro Ávila, Rocha, Beto e Iranildo; Roma e Reinaldo.
Técnico: Zagallo

SANTOS
Fábio Costa; Pereira, Galván, André Luís e Russo; Claudiomiro, Léo, Renato e Robert; Caio (Caíco) e Deivid (Rodrigão).
Técnico: Geninho



Santos derrota o Flamengo no RJ

O Santos estreou com vitória no Torneio Rio-São Paulo e na temporada 2001 ao bater o Flamengo por 3 a 0. O jogo aconteceu no Giulitte Coutinho, estádio do América, em Nova Iguaçu (RJ).

O jogo foi típico de pré-temporada: desfalques (os flamenguistas Edílson, Petkovic e Gamarra e o santista Dodô), furadas, erros de passe e jogadas individuais. Foi numa delas que o Santos abriu o placar, aos 20min. Caio se livrou de três marcadores e avançou pela esquerda. Entrando na área, chutou cruzado, e Deivid interceptou, empurrando a bola para gol.

Já o Flamengo também dependia de lampejos de seus atletas, principalmente do meia Iranildo e do atacante Roma. Aos 9min, Iranildo fez lance pessoal e chutou de fora da área. A bola passou rente ao travessão. O mesmo jogador criou mais duas chances, sem sucesso.

No segundo tempo, os times voltaram com a mesma formação e a mesma disposição. Aos 6min, foi a vez de o atacante Roma dominar a bola na área, driblar a zaga e chutar a gol. A bola bateu no rosto do goleiro Fábio Costa, que, atordoado, precisou de atendimento médico.

Outra característica da pré-temporada apareceu a partir dos 20min: a falta de fôlego. As duas equipes cadenciaram o ritmo e os passes laterais aumentaram.

O Flamengo ficou com um jogador a menos com a expulsão do lateral-direito Maurinho, aos 30min, após lance violento.

Por seu lado, o Santos fez melhores modificações, com Caíco e Rodrigão entrando. O segundo gol santista saiu justamente de um levantamento de Caíco para Rodrigão completar de cabeça, aos 36min.

A torcida flamenguista entoava o coro de “”timinho, timinho” quando o time visitante ampliou ainda mais sua vantagem. Sem marcação na entrada da área, o meia Robert chutou aos 43min, encobrindo o goleiro Clêmer.

O jogo acabou em ritmo de treino, com os flamenguistas não conseguindo reagir em campo.



Fonte: http://acervo.folha.com.br/fsp/2001/01/18/20//13291