Santos 0 x 0 Flamengo

Data: 11/09/2005, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 24ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Árbitro: Lourival Dias Lima Filho (BA)
Auxiliares: Alessandro Rocha (FIFA BA) e Belmiro da Silva (BA).
Cartões amarelos: Léo Matos, Jônatas, Obina, Fernando e Renato Silva (F); Ávalos, Souza, Elton, Wendel e Ricardinho (S).
Cartão vermelho: Kleber (S)

SANTOS
Saulo; Paulo César, Ávalos, Luís Alberto e Kléber; Carlos Alberto (Wendel), Élton, Ricardinho e Giovanni (Léo Lima); Diego (Basílio) e Geílson.
Técnico: Alexandre Gallo

FLAMENGO
Diego; Léo Matos, Renato Silva, Fernando e André; Augusto Recife, Jônatas (Róbson), Renato, Souza (Geninho); Fellype Gabriel e Obina (Fabiano Oliveira).
Técnico: Andrade



Santos empata com Flamengo e cai para quarto

A liderança do Santos no Campeonato Brasileiro acabou. Neste domingo, pela 24ª rodada, o time alvinegro ficou no empate por 0 a 0 com o desesperado Flamengo, na Vila Belmiro, e caiu para a quarta posição na tabela.

Apesar da igualdade fora de casa, os cariocas seguem na zona de rebaixamento, com 27 pontos. O vacilo como mandante, deixou o Santos com 44 pontos e o faz ser ultrapassado por Fluminense, Goiás e Internacional (estes nos critérios de desempate).

Neste domingo, os paulistas deram impressão, durante boa parte dos 90mim, que acreditavam em uma vitória fácil. Por isso, sofreram e acabaram perdendo pontos importantes.

“Tivemos muita dificuldade para sair jogando no primeiro tempo. Depois, perdemos muitos gols e isso faz falta”, justificou Ricardinho.

A chance de recuperar a supremacia será contra o Atlético-MG, domingo, em Minas. Para esta partida, o técnico Gallo não terá Kleber, suspenso. Já Giovanni deixou o campo contundido e preocupa.

A igualdade manteve uma escrita duradoura. O Flamengo jamais venceu o Santos em partidas oficiais na Vila Belmiro. Os únicos triunfos foram amistosos nos anos de 1939, 1956 e 1976.

Este foi o quarto empate consecutivo dos cariocas no Brasileiro. Embora o resultado não tenha sido ruim, ainda deixa a equipe com o sinal de alerta ligado. Para evitar o rebaixamento, a diretoria cancelou todas as folgas do elenco e aumentou o prêmio por vitória em 375% (de R$800 passou para R$ 3 mil).

“Não posso estar feliz com o empate. Tenho que estar triste. Fizemos um bom jogo e faltou o gol. Tivemos o jogo na mão e não soubemos aproveitar. Faltou um pouco mais de qualidade no contra-ataque”, declarou o técnico Andrade, que ainda está invicto desde que substituiu Celso Roth (quatro empates e uma vitória).

A equipe rubro-negra segue com o pior ataque do campeonato (27 gols). Agora, a esperança está na estréia do atacante paraguaio César Ramírez, que deve acontecer no próximo sábado, contra o São Caetano, no estádio Luso-Brasileiro.

O jogo

O Flamengo começou a partida de igual para igual e teve a primeira chance, aos 7min. Renato arrancou do meio campo e perto da meia-lua chutou para fora.

O troco santista foi muito mais incisivo. Aos 10min, Giovanni chutou torto cruzado e Geílson, desequilibrado, chutou no pé da trave. Os anfitriões começaram então a dominar a partida.

Aos 20min, Giovanni tocou e Elton chutou fraco para defesa de Diego. Em dois contra-ataques, aos 22min e 24min, o Flamengo quase abriu o placar. Jônatas e Fellype Gabriel arremataram e Saulo espalmou.

A criação das jogadas do Santos sofreu um baque antes dos 30min, quando Giovanni saiu contundido e deu lugar a Léo Lima. O Flamengo melhorou e passou a controlar as ações, porém, sem grande chance de gol.

A auto-suficiência santista em campo irritou o treinador no intervalo. “O time tem que mudar de atitude”, disse Gallo, que sacou um volante (Carlos Alberto) e colocou um meia (Wendel).

A etapa final começou morna e apenas aos 11min Fernando cabeceou com perigo. Os minutos foram passando e a torcida santista começou a ficar impaciente. Melhor em campo, o Flamengo teve outra chance aos 16min, quando Fellype Gabriel avançou e chutou para fora.

O Santos, enfim, apareceu aos 18min. Geílson recebeu na área e bateu cruzado. Diego fez boa intervenção e salvou o Flamengo. O nervosismo santista ficou latente aos 24min, quando Kleber deu uma entrada violenta em Renato e foi expulso pelo árbitro Lourival Dias.

Com um a mais, o Flamengo quase marcou aos 26min. Renato cobrou falta e Saulo espalmou para escanteio. Porém, o Santos melhorou, e teve boas oportunidades. Aos 28min, Geílson cabeceou na trave. Logo depois, Diego fez bela defesa em chute de Léo Lima. Por fim, Basílio, livre, cabeceou para fora.

Quando o gol dos santistas parecia iminente, o Flamengo equilibrou. Aos 28min, Renato chutou forte e Saulo defendeu com o queixo. No fim, as duas equipes tiveram chances de vencer, mas o 0 a 0 permaneceu.