Santos 0 x 1 Botafogo

Data: 18/09/1999, sábado, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – 11ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 12.502 pagantes
Renda: R$ 73.800,00
Árbitro: Luciano Augusto Teotônio de Almeida (DF)
Cartões amarelos: Russo, Andrei e Clóvis (B); Gustavo Nery (S).
Cartões vermelhos: Reidner (B) e Narciso (S), ambos aos 47-2.
Gol: Sandro (08-2).

SANTOS
Zetti; Michel, Cláudio, Andrei e Gustavo Nery (Adiel); Élson, Narciso, Eduardo Marques e Lúcio (Aílton); Rodrigão e Dodô (Aristizábal).
Técnico: Paulo Autuori

BOTAFOGO
Vágner; Russo, Sandro, Jorge Luís e Clóvis; Marcelinho Paulista, Reidner, Rodrigo (Caio) e Sérgio Manoel; Valdir (Leandro Augusto) e Zé Carlos (Darci).
Técnico: Antônio Clemente



Santos prefere Vila, mesmo com vaias

Mesmo com vaias da torcida, gritos de renúncia para o presidente Samir Abdul-Hak e xingamentos até para o maior ídolo da história do clube, Pelé, o elenco do Santos ainda toma como trunfo os jogos na Vila Belmiro.

Décimo segundo no Brasileiro, o Santos sofreu anteontem para o Botafogo-RJ (1 a 0), último, a segunda derrota em seus domínios.

Até então, haviam sido cinco apresentações na Vila Belmiro. Venceu o São Paulo e o Botafogo-SP, empatou com Vasco e Vitória, e perdeu para Guarani.

No Brasileiro de 97, uma única derrota em casa, para o próprio Botafogo (2 a 1). Em 98, uma derrota, para o Paraná Clube (2 a 1).

Dos 18 pontos disputados este ano em seus domínios, obteve 8 pontos -aproveitamento de 44%. Fora de casa, conquistou 7 de 15 pontos em jogo -47%.

“Qualquer rival sente a pressão de jogar na Vila. Não podemos descartar esse fator positivo”, disse o técnico Paulo Autuori.

“É mais fácil enfrentar o Palmeiras que um time ameaçado de rebaixamento”, afirma Zetti.