Santos 2 x 0 Paysandu

Data: 20/08/2003, quarta-feira, 21h40.
Competição: Campeonato Brasileiro – 27ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 3.631 pagantes
Renda: R$ 41.458,00
Árbitro: Antônio Hora Filho (SE)
Auxiliares: Renilson Nunes Freire (SE) e Almidrovando da Silva Lima (SE).
Cartões amarelos: André Luís e Val Baiano (S); Borges Neto e Zé Augusto (P).
Gols: Alex (17-2) e Diego (19-2, de pênalti).

SANTOS
Fabio Costa; Reginaldo Araújo (Val Baiano), André Luís, Alex, e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego; Robinho (Jerri) e Fabiano.
Técnico: Emerson Leão

PAYSANDU
Carlos Germano; Borges Neto, Jorginho (Lima), André Dias e Luís Fernando; Vanderson, Sandro (Jairo), Magnum e Vélber (Lecheva); Zé Augusto e Aldrovani.
Técnico: Ivo Wortmann



Diego comanda vitória do Santos sobre o Paysandu

Diego ficou. E decidiu o jogo do Santos contra o Paysandu, nesta quarta-feira à noite, na Vila Belmiro. Pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time paulista bateu o paraense por 2 a 0.

Foi o primeiro jogo do Santos após a tentativa fracassada do Tottenham, da Inglaterra, em contratar o meia Diego. Mostrando que não ficou abalado com as negociações, o camisa dez mostrou muita vontade em campo e bom futebol.

Foi dos pés de Diego que partiu o cruzamento, em cobrança de escanteio, para Alex marcar o primeiro gol da partida. E o próprio meia sofreu pênalti e converteu, fechando o placar na Vila Belmiro.

Com a vitória, o Santos voltou a se aproximar do Cruzeiro, líder do Brasileirão. O time mineiro, que empatou com o Coritiba por 2 a 2, tem 52 pontos, contra 51 do Santos. O São Paulo, em terceiro lugar, tem 50. Já o Paysandu fica com 33.

Susto

O começo do jogo foi um sufoco para o Santos. Aos 6min, a bola foi cruzada da direita e Vélber chegou um pouco atrasado, tocando por cima do gol. Dois minutos depois, o mesmo Vélber ficou livre pela esquerda, cortou um zagueiro e bateu. Fábio Costa fez boa defesa.

O Santos acordou a partir dos 10min, após cobrança de falta de Alex, Carlos Germano espalmou para escanteio. O Paysandu começou a recuar, enquanto o time alvinegro tomou conta do jogo.

Bem em campo, o Santos parou novamente no goleiro Carlos Germano aos 24min. Diego fez boa jogada e passou para Robinho, na direita. O atacante chegou batendo de primeira, no canto, mas o goleiro do Paysandu espalmou.

Mesmo mantendo-se no campo de ataque, o Santos foi perdendo força. Assim, a equipe paulista passou a cercar o Paysandu, chegar até a área adversária, mas não ameaçar mais o gol paraense no primeiro tempo.

O segundo tempo começou como o primeiro, com o Paysandu perdendo um gol. Aos 4min, Zé Augusto avançou livre com a bola e bateu forte. Fábio Costa novamente fez ótima defesa, espalmando para escanteio.

A zaga santista não se encontrou e o time visitante teve outra boa chance aos 9min. Vélber fez jogada pela direita e virou o jogo para Magnum. Pela esquerda, o meia bateu forte da entrada da área, mandando por cima do gol.

A resposta santista aconteceu no mesmo minuto. Diego ganhou da zaga, invadiu a área e bateu forte, mas para fora do gol. Novamente os donos da casa passaram a controlar o jogo, com a bola cruzando a área do Paysandu.

Desta vez, porém, o Santos marcou. Aos 17min, Diego cobrou escanteio pela direita e Alex, de cabeça, abriu o placar. Dois minutos depois, Diego sofrou pênalti duvidoso. Ele mesmo cobrou e ampliou a vantagem santista.

Com os 2 a 0 no placar, o Santos diminuiu o ritmo, mesmo com o Paysandu jogando mais aberto. A equipe visitante ainda tentou pressionar nos cinco minutos finais, mas o time alvinegro controlou bem a partida até o final.