São Paulo 1 x 2 Santos

Data: 04/10/2003, sábado, 18h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 34ª rodada
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: 35.790
Renda: R$ 526.565,00
Árbitro: Paulo César de Oliveira (FIFA SP)
Auxiliares: Valter José dos Reis (FIFA SP) e Ednilson Corona (FIFA SP).
Cartões amarelos: Fábio Simplício e Lugano (SP); Reginaldo Araújo, Daniel, Diego, Elano e Alexandre (S).
Cartão vermelho: Carlos Alberto (SP).
Gols: William (37-1); William (10-2) e Luís Fabiano (21-2).

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Gabriel (Galo), Júlio Santos, Diego Lugano e Fabiano; Adriano, Carlos Alberto, Fábio Simplício e Ricardinho (Fábio Santos); Diego Tardelli (Rico) e Luís Fabiano.
Técnico: Roberto Rojas

SANTOS
Fábio Costa; Reginaldo Araújo (Fabiano), Alex, André Luís e Léo; Daniel (Alexandre), Renato, Elano e Diego; Robinho e William.
Técnico: Emerson Leão



Em jogo movimentado, Santos vence São Paulo e volta a sonhar com o bi nacional

O Santos voltou a sonhar com o bicampeonato brasileiro neste sábado à noite. Jogando no estádio do Morumbi, a equipe venceu o clássico contra o São Paulo por 2 a 1 e diminuiu a diferença aberta pelo líder Cruzeiro na tabela de classificação na corrida pelo título.

A arbitragem do paulista Paulo César de Oliveira foi bastante contestada, especialmente por parte dos são-paulinos, que viram irregularidade nos dois lances que resultaram nos gols santistas.

Com o resultado, o Santos se isolou provisoriamente na vice-liderança da competição, com 62 pontos (cinco a menos do que o Cruzeiro, que joga neste domingo). Já o São Paulo permaneceu na quarta posição (e não poderá ser ultrapassado mais nesta rodada), com 58 pontos.

A partida começou aberta, com ambos os times jogando e deixando jogar. O Santos, porém, dominou até os 20min, quando tomou a iniciativa de atacar e perdeu três grandes chances, especialmente com Elano, logo aos 4min.

Nervoso em campo, o São Paulo não conseguia se encontrar. Quando conseguiu equilibrar a partida foi castigado com gol de William, aos 37min, que aproveitou falha da defesa são-paulina. Para piorar, Carlos Alberto foi expulso aos 46min.

O Santos continuou melhor no segundo tempo e chegou a acertar uma bola no travessão, aos 9min. Dominando a partida, os santistas ampliaram aos 10min, com William novamente.

O São Paulo não se entregou e, mesmo com um a menos, descontou aos 21min, com o artilheiro do campeonato, Luís Fabiano.

O jogo

O Santos começou a partida eletrizante. Aos 4min, Elano perdeu grande oportunidade. Ele recebeu bola na direita e, sozinho, chutou para fora.

Um minuto depois, William aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou com perigo à direita de Rogério Ceni.

O time santista voltou a assustar aos 10min. Diego, em cobrança de falta da entrada da área, colocou a bola próxima à trave direita do goleiro são-paulino.

O São Paulo deu a resposta somente aos 23min e quase fez o gol. Simplício colocou Diego Tardelli, que estava em posição duvidosa, na frente do gol, sem marcação. Ele driblou Fábio Costa e demorou a chutar. Com isso, o goleiro santista se esticou e fez bela defesa, mandando a bola para escanteio.

Mais um bom ataque do tricolor. Aos 30min, Carlos Alberto fez boa jogada na entrada da área e abriu para Ricardinho. O meia cruzou para Luís Fabiano, livre, cabecear por cima do gol santista.

O Santos voltou a pressionar e chegou ao gol aos 37min. A jogada foi iniciada por Diego, que, da intermediária, cruzou para Léo na esquerda. Os são-paulinos ficaram reclamando de uma posição irregular do santista, não marcado pelo árbitro, que ainda conseguiu escanteio. Na cobrança, William aproveitou falha da defesa do tricolor e subiu na pequena área para abrir o placar. Rogério Ceni e Carlos Alberto apenas assistiram ao gol.

O goleiro do São Paulo ainda evitou o segundo gol santista aos 40min, após sair nos pés de William, que ia ficar com a bola sem marcação na pequena área, pela direita.

Aos 46min, Carlos Alberto segurou Robinho na esquerda, que ia sair na frente de Rogério Ceni, e foi expulso. na Na cobrança da falta, Diego quase ampliou para o Santos. A bola passou raspando a trave direita de Rogério Ceni.

O segundo tempo começou como o primeiro, com o Santos pressionando. Aos 3min, William recebeu cruzamento da esquerda e, de frente para o gol, desperdiçou grande chance. Com Rogério Ceni batido no lance, Júlio Santos apareceu e mudou a trajetória da bola, que ia entrando no gol.

Aos 9min, após boa troca de passes do ataque santista, Elano fez boa jogada na entrada da área e acertou o travessão de Rogério Ceni.

O segundo gol do Santos saiu aos 10min. O lance foi bastante contestado pelos são-paulinos. Robinho, após ter dominado a bola na esquerda com o braço, tocou para Diego, que invadiu a área e chutou. Rogério Ceni fez a defesa e, no rebote, William cabeceou para o fundo do gol. Era o segundo dele na partida.

Após Júlio Santos, aos 18min, quase marcar gol contra, o São Paulo conseguiu descontar em contra-ataque rápido. Luís Fabiano saiu em velocidade, deixando André Luís para trás, e saiu de frente para o gol, tocando na saída de Fábio Costa: 2 a 1.

O Santos voltou a assustar aos 24min. Léo recebeu na esquerda e arriscou de fora da área. A bola passou próxima à trave esquerda do goleiro são-paulino.

William, aos 37min, perdeu nova oportunidade de ampliar. Após receber cruzamento da esquerda de Léo, ele subiu sozinho na grande área, mas cabeceou para fora.

Aos 46min, Galo saiu na frente do gol santista e chutou. Fábio Costa fez grande defesa, mandando bola para escanteio.