Santos 1 x 1 Ferroviária

Data: 03/03/2021, quarta-feira, 17h00.
Competição: Campeonato Paulista – Grupo D – 2ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Raphael Claus
Auxiliares: Daniel Luis Marques e Leonardo Tadeu Pedro.
VAR: Marcio Henrique de Gois
Cartões amarelos: Vinicius Balieiro (S); Bruno Mezenga (F).
Gols: Sabino (28-1); Felipe Marques (20-2).

SANTOS
Vladimir; Vinicius Balieiro, Alex, Sabino e Wagner Palha (Jhonnathan); Kevin Malthus, Ivonei (Lucas Lourenço) e Tailson (Bruno Marques); Ângelo, Allanzinho (Fernandinho) e Arthur Gomes (Guilherme Nunes).
Técnico: Marcelo Fernandes (interino)

FERROVIÁRIA
Saulo; Diogo Matheus, Matheus Salustiano, Xandão e Arthur Henrique; Higor Meritão, Vinícius Zanocelo (Rogério) e Renato Cajá (Anderson); Felipe Marques (Fellipe Mateus), Hygor (Yuri) e Bruno Mezenga (Everton).
Técnico: Pintado



Jovens do Santos saem na frente, mas sofrem empate da Ferroviária na Vila Belmiro

O Santos empatou em 1 a 1 com a Ferroviária nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. O Peixe abriu o placar com Sabino. Felipe Marques deixou tudo igual.

Sob o comando de Marcelo Fernandes, o Alvinegro foi a campo com time inteiramente formado pela base, enquanto os titulares se preparam para enfrentar o São Paulo no sábado, às 17h, no Morumbi, na estreia de Ariel Holan.

O Santos fez um primeiro tempo seguro na defesa, mas de pouca criatividade com Tailson de meia e Arthur Gomes de falso 9. Na etapa final, o Peixe foi encurralado pela Ferroviária, sofreu o empate e poderia até ter perdido.

O Santos somou o segundo ponto em duas rodadas e é o segundo colocado do Grupo D, atrás do Mirassol (4). A Ferroviária vai a quatro pontos e divide a liderança do Grupo B com o São Paulo.

O jogo

O Santos foi seguro defensivamente contra a Ferroviária, mas teve dificuldade para criar chances. As opções com Tailson de meia e Arthur Gomes de falso 9 não funcionaram.

A Ferroviária só chegou uma vez, quando Vinicius Zanocelo recebeu de Renato Cajá e obrigou Vladimir a fazer boa defesa. E o Peixe assustou apenas na bola parada.

Com bons cruzamentos de Ivonei, o Santos chegou em escanteios consecutivos, mas foi numa falta que o meia colocou a bola na cabeça de Sabino. O zagueiro desviou e abriu o placar aos 29 minutos.

A Ferroviária voltou melhor para a etapa final e jogou o Santos para o campo de defesa. O Peixe deixou de ter a bola e passou a não controlar a partida na Vila.

A Ferrinha foi ganhando espaço até empatar. Em jogada bem trabalhada, Felipe Marques recebeu de Renato Cajá e bateu forte para vencer Vladimir. 1 a 1.

Nos minutos finais, o Santos não levou perigo a Saulo, enquanto a Ferroviária deu alguns sustos em Vladimir, como num chute perigoso de Rogerio aos 38 jogados. No fim das contas, um time foi melhor em cada tempo e o 1 a 1 no placar.

Bastidores – Santos TV:

Marcelo Fernandes passa o bastão para Holan no Santos: “Meninos provaram que nossa base é forte”

Após três jogos à frente do Santos, o auxiliar Marcelo Fernandes passa o bastão para o novo técnico Ariel Holan antes do clássico contra o São Paulo no próximo sábado, às 19h (de Brasília), no Morumbi, pela terceira rodada do Campeonato Paulista.

Marcelo comandou o Peixe na derrota para o Bahia e nos empates com Santo André e Ferroviária.

“Meninos deram muita conta do recado nesses dois jogos e também contra o Bahia. Dão conta sempre que requisitados. Meninos valem ouro, provaram que nossa base é forte. Ariel viu tudo que a molecada está fazendo e isso é muito bom. Molecada precisa estar sempre motivada para agarrar as chances sempre que possível”, disse o auxiliar, depois do empate em 1 a 1 com a Ferroviária nesta quarta-feira, na Vila Belmiro.

Marcelo Fernandes também comentou sobre o cuidado de Holan com a atual comissão técnica.

“Ariel é o treinador do Santos. Se preocupou desde o início com o melhor do clube. Discutimos, chegamos em comum acordo e quer sempre ter nosso feedback. Ele precisa estar o quanto antes sabedor de todas as qualidades dos jogadores. Conversamos sobre o time, substituições, pede muita coisa a gente e cabe a nós aceitar e ajudar. Ele é qualificado, tem estafe forte e quem ganha com isso é o Santos”, afirmou.

“Ariel nos deixou muito à vontade, agregou, deixou ambiente leve. Foi muito bom para o Santos. Nós passamos a bola para o trabalho dele fluir o quanto antes”, completou.

Depois de rodar o elenco e promover a estreia de vários jovens, o Santos contará com o retorno dos titulares na estreia de Holan no San-São.

O provável Peixe é João Paulo (John), Sandro, Kaiky, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Sandry e Gabriel Pirani; Lucas Braga, Soteldo e Jean Mota.

Marinho e Pará (covid-19), Raniel, Sánchez, Jobson, Madson, Laércio e Kaio Jorge (departamento médico) e Marcos Leonardo e Renyer (seleção sub-18) são desfalques.

Sabino se emociona com estreia e gol: “Santos me acolheu, meu sonho sempre foi retribuir”

Aos 24 anos, Sabino estreou como jogador profissional do Santos nesta quarta-feira, no empate em 1 a 1 com a Ferroviária na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

E o Menino da Vila estreou com gol de cabeça. Ele foi reintegrado após dois anos de empréstimo no Coritiba e se emocionou em entrevista.

“Emocionado. Estou aqui desde 2012, há 10 anos o Santos me acolheu e meu sonho foi sempre retribuir da melhor maneira possível. É para isso que sou pago”, disse Sabino, ao Premiere.

Ivonei se anima com chegada de Holan ao Santos: “Acho que vai aproveitar a gente”

Ivonei está animado com a chegada de Ariel Holan ao Santos. O novo técnico já mostrou que utilizará vários atletas da base e vê o Campeonato Paulista como laboratório.

Ivonei foi um dos poucos destaques do empate do Peixe em 1 a 1 com a Ferroviária nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Estadual. Ele deu a assistência para o gol de Sabino.

“A gente fica feliz pela oportunidade. A gente luta na base por isso. Mostrando o futebol que a gente fazia na base, acho que o Holan vai gostar e aproveitar a gente no profissional”, disse o meio-campista, ao Premiere.