Bahia 2 x 0 Santos

Data: 25/02/2021, quinta-feira, 21h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 38ª rodada (última)
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador, BA.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Auxiliares: Sidmar dos Santos Meurer e Rafael Trombeta (ambos do PR).
VAR: Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ).
Gols: Rossi (14-1); Alex (45-2, contra).

BAHIA
Douglas; Nino Paraíba, Ernando; Lucas Fonseca e Matheus Bahia (Juninho Capixaba); Gregore, Patrick e Ronaldo (Ramon); Rodriguinho (Daniel), Rossi (Thiago) e Gilberto (Alesson).
Técnico: Dado Cavalcanti

SANTOS
João Paulo; Fernando Pileggi (Gabriel Pirani), Luiz Felipe, Alex e Wagner; Vinicius Balieiro, Sandry (Tailson) e Jean Mota (Ivonei); Ângelo, Arthur Gomes (Allanzinho) e Bruno Marques.
Técnico: Marcelo Fernandes (interino)



Bahia vence time reserva do Santos e se classifica para a Sul-Americana

O Bahia venceu o time reserva do Santos por 2 a 0 na noite desta quinta-feira, na Fonte Nova, pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro. O gols foram marcados por Rossi e Alex (contra).

Com a vitória, o Tricolor de Aço sobe para a 14ª colocação e vai para a Sul-Americana. O Peixe, já classificado para a Pré-Libertadores, termina o Brasileirão em oitavo.

O Santos voltará a campo para enfrentar o Santo André no domingo, no Canindé, pela primeira rodada do Campeonato Paulista. O Bahia visitará o Salgueiro, pela Copa do Nordeste, no mesmo dia.

O Peixe seguirá com o auxiliar Marcelo Fernandes e time alternativo diante de Santo André e Ferroviária. Com os titulares, o novo técnico Ariel Holan deve estrear no clássico contra o São Paulo, dia 6, no Morumbi.

O jogo

A partida começou equilibrada, mas o Bahia contou com Rossi para abrir o placar. Na primeira chance, o atacante parou em João Paulo. Na segunda, acertou lindo voleio aos 14 minutos para colocar os mandantes na frente.

Depois do gol, o Santos melhorou e mereceu ao menos o empate antes do intervalo. Vinicius Balieiro (duas vezes) e Arthur (Gomes) desperdiçaram oportunidades claras.

Ângelo, com apenas 16 anos, foi o melhor do Peixe nos primeiros 45 minutos. O atacante deu muito trabalho ao Tricolor de Aço.

O Santos se lançou ainda mais o ataque com Gabriel Pirani na vaga de Fernando Pileggi e passou a dar mais espaço aos contra-ataques do Bahia na Fonte Nova.

Aos 13 minutos, Rodriguinho teve boa chance e parou em João Paulo. Quando o placar marcava 16 jogados, Bruno Marques ganhou pelo alto e cabeceou por cima.

A partida perdeu em intensidade e emoção nos minutos finais. O auxiliar Marcelo Fernandes rodou o elenco do Santos, deu chance a garotos e terminou a partida sem volantes, mas não foi o suficiente.

Já nos acréscimos, Thiago aproveitou erro de Luiz Felipe para disparar sozinho e cruzar. Alex desviou contra. 2 a 0, Bahia com os três pontos e a vaga na Sul-Americana.

João Paulo vê boa partida do Santos e lamenta falta de pontaria em derrota para o Bahia

O goleiro João Paulo aprovou a atuação do time reserva do Santos na derrota por 2 a 0 para o Bahia na noite desta quinta-feira, na Fonte Nova, pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro.

Na visão do titular, o Peixe pecou pela pontaria. Só João e Sandry reforçaram a equipe alternativa do Alvinegro sob o comando do auxiliar Marcelo Fernandes.

“Fizemos boa partida, tomamos gol em uma desatenção. Pressionamos no segundo tempo, tivemos chances para empatar e não aproveitamos, infelizmente. No fim, encaixaram um contra-ataque e fizeram o gol”, disse João, ao Premiere.

Marcelo Fernandes valoriza base do Santos e vê boa impressão para Holan: “De encher os olhos”

Marcelo Fernandes elogiou os jovens jogadores do Santos após a derrota por 2 a 0 para o Bahia na noite desta quinta-feira, na Fonte Nova, pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro.

Dos 16 utilizados na partida, 14 passaram pela base do Peixe. O Alvinegro já estava classificado para a Pré-Libertadores e terminou a competição em oitavo, com essa oportunidade de rodar o elenco e mostrar serviço para Ariel Holan.

“Tivemos uma conversa produtiva. Eu, Jorge, Arzul, todos os departamentos falaram. Ariel (Holan) é uma pessoa que sabe tudo que acontece no Santos. Nos deixou tranquilos, deixou ambiente leve. O que ele passou foi tranquilidade, para tocarmos o jogo, sabendo da dificuldade pela quantidade dos meninos. Falou que queria analisar os jogadores que aqui estão e meninos foram muito bem. Fizemos grande partida, independentemente do resultado. Não queríamos perder, o segundo gol foi de misericórdia com minha equipe toda na frente. E o primeiro gol foi de bola parada. Tivemos mais posse de bola, finalizações iguais e eles aproveitaram. Demos azar. Saio daqui muito feliz com o que esses meninos de 16, 17, 18 anos. É de encher os olhos do torcedor”, disse Marcelo.

“Prontos, sim, até porque têm maturação pela necessidade do clube. Maturação abrupta até. São garotos de personalidade. Terminamos com 10. É bom para o clube que vive problema sério extracampo em termo financeiro. Garotos valem outro, têm futuro brilhante. Santos está bem servido com os que vieram e os que não vieram. E o Ariel terá um grande grupo para trabalhar”, completou.

O Santos deve utilizar o Paulistão como laboratório, já que ainda está impossibilitado de contratar jogadores e vive situação financeira difícil.

“Fiquei feliz por todos. Todos que entraram deram algo produtivo e nos deram esperança. Sabíamos que alguns não tinham oportunidade e foi jogo bom para quebrar essa casca e entrarem de vez no profissional. Ângelo fez primeiro tempo primoroso, sabíamos que sentiria no segundo tempo. Todos foram bem e estou feliz pelos meninos”, avaliou Marcelo Fernandes.

“Ariel tem cuidado grande, estamos planejando tudo. Vai usar esses meninos porque é o perfil dele. Já usávamos com Cuca, que revelou vários da base e quebrou essa casca. Outros chegam… Quem ganha é o Santos e aqui estamos para dar respaldo ao Ariel. Se Deus quiser esse time vai dar liga e dar um futuro brilhante para o Santos. Demonstram personalidade, não se esconderam, não ficaram acuados. Meninos levaram gol de bola parada, tivemos várias oportunidades do empate. Levo de positivo o conjunto e acho que Santos está de parabéns pelo jogo, mesmo sem o resultado. Muita coisa positiva para começar o Campeonato Paulista”, concluiu.

Marcelo Fernandes elogia Ângelo após estreia como titular do Santos: “Primeiro tempo primoroso”

O auxiliar Marcelo Fernandes elogiou a atuação de Ângelo na derrota por 2 a 0 para o Bahia na noite desta quinta-feira, na Fonte Nova, pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro. Foi a estreia do atacante de 16 anos como titular.

O Menino da Vila foi destaque no primeiro tempo, quando acertou 11 dos 13 dribles tentados. Na etapa final, sentiu o ritmo e caiu de rendimento.

“Ângelo é um menino que já vinha galgando espaço, logicamente com tempo certo para poder entrar. É um garoto que, como todos os outros, é tratado com esperança. Alto nível de dribles, primeiro tempo foi de encher os olhos. Sabíamos que ele e outros sentiriam no segundo tempo por falta de jogos de 90 minutos, normal. Estou muito feliz com a partida do Ângelo e de todos que aqui vieram”, disse Marcelo Fernandes.

“Fiquei feliz por todos. Todos que entraram deram algo produtivo e nos deram esperança. Sabíamos que alguns não tinham oportunidade e foi jogo bom para quebrar essa casca e entrarem de vez no profissional. Ângelo fez primeiro tempo primoroso, sabíamos que sentiria no segundo tempo. Todos foram bem e estou feliz pelos meninos”, completou.

Holan conta com equipe particular e faz “lição de casa” antes de chegar ao Santos

Ariel Holan chegará ao Brasil no próximo sábado, mas os últimos dias têm sido de lição de casa para o novo técnico do Santos.

O argentino assistiu ao vivo aos jogos contra Fluminense e Bahia, viu gravações das partidas recentes do Campeonato Brasileiro e a decisão da Libertadores da América contra o Palmeiras, por exemplo.

Além dos videotapes dos jogos, ele recebeu material de treinamento do elenco profissional e já tem uma noção do que fazer e com quem pode contar. A definição, porém, ocorrerá na prática.

Enquanto isso, Ariel Holan conta com uma equipe própria para saber mais sobre as categorias de base. Três analistas de desempenho têm separado vídeos individuais de atletas promissores. Quatro deles largaram na frente: o zagueiro Kaiky, o lateral-direito Sandro, o meio-campista Kevin Malthus e o atacante Gabriel Pirani.

Holan mantém contato frequente com profissionais do Santos, como o auxiliar Marcelo Fernandes, o gerente Jorge Andrade e o analista Bebeto Sauthier. A ideia é não perder tempo enquanto está na Argentina. Por questões familiares para resolver, o técnico marcou a chegada para o fim de semana.

Ariel Holan só deve estrear contra o São Paulo no dia 6 de março, no Morumbi, pela terceira rodada do Campeonato Paulista. Antes, o auxiliar Marcelo Fernandes será o comandante diante de Santo André e Ferroviária.

Holan chega ao Santos com os auxiliares Victor Bernay e Matías Cammameri e o preparador físico Diego Giacchino. O contrato é válido até dezembro de 2023.

Santos chama mais cinco jogadores da base para treinos com elenco profissional

O Santos chamou mais cinco jogadores das categorias de base para treinamentos com o elenco profissional a partir desta sexta-feira: o zagueiro Kaiky, os laterais-direitos Sandro e Mikael, o lateral-esquerdo Pedro Scaramussa e o meio-campista Kevin Malthus.

O quinteto se junta aos atacantes Allanzinho e Gabriel Pirani como as novidades da semana. A dupla treinou, viajou para Salvador e entrou durante a derrota por 2 a 0 para o Bahia na Fonte Nova, na última quinta-feira.

O Peixe estará recheado de Meninos da Vila em função da folga para boa parte do elenco: João Paulo, John, Pará, Luan Peres, Luiz Felipe, Felipe Jonatan, Alison, Sandry, Soteldo e Lucas Braga só retornam no dia 2 aos treinos.

Os demais desfalques são Kaio Jorge, Madson, Laércio, Raniel, Jobson e Sánchez (departamento médico), Marinho (covid-19) e Marcos Leonardo e Renyer (seleção sub-18).

Sob o comando do auxiliar Marcelo Fernandes, o Alvinegro terá time completamente reserva contra Santo André (domingo, no Canindé) e Ferroviária (quarta, na Vila Belmiro). O único não revelado na base para esses compromissos será Jean Mota. O meia recusou o recesso para mostrar serviço à nova comissão técnica.

Uma possível escalação é: Vladimir (Paulo Mazoti), Fernando Pileggi (Guilherme Nunes), Wellington Tim (Robson ou Kaiky), Alex e Wagner Leonardo; Vinicius Balieiro, Ivonei (Lucas Lourenço ou Pirani) e Jean Mota: Ângelo, Arthur Gomes (Allanzinho) e Bruno Marques.

O técnico Ariel Holan chega ao Brasil neste sábado e deve estrear apenas no clássico diante do São Paulo.