Grêmio 3 x 3 Santos

Data: 03/02/2021, quarta-feira, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 34ª rodada
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre, RS.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Fabricio Vilarinho da Silva (GO).
VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Cartões amarelos: Kannemann, Diego Souza, Matheus Henrique, Victor Ferraz e Luiz Fernando (G); Sandry (S).
Cartão vermelho: Sandry (S, 41-2).
Gols: Kaio Jorge (07-1) e Diego Souza (36-1, de pênalti); Jean Pyerre (43segs-2) e Pepê (07-2), Arthur Gomes (22-2, de pênalti) e Madson (50-2, de pênalti).

GRÊMIO
Vanderlei; Victor Ferraz (David Braz), Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Matheus Henrique, Lucas Silva (Thaciano), Alisson (Luiz Fernando), Jean Pyerre (Maicon) e Pepê; Diego Souza (Ferreirinha).
Técnico: Renato Portaluppi

SANTOS
John; Pará (Vinicius Balieiro), Laércio, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison (Ivonei), Sandry e Jean Mota (Madson); Lucas Braga, Arthur Gomes (Ângelo) e Kaio Jorge (Bruno Marques).
Técnico: Cuca



Santos sai na frente, leva virada do Grêmio e busca empate no fim com um a menos

O Santos empatou em 3 a 3 com o Grêmio nessa quarta-feira, em Porto Alegre, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe buscou o empate aos 50 minutos do segundo tempo com um a menos – Sandry foi expulso aos 41.

Os gols do Peixe foram de Kaio Jorge, Arthur Gomes e Madson. O Tricolor marcou com Diego Souza, Jean Pyerre e Pepê. O Alvinegro fez 1 a 0, levou 3 a 1 e conseguiu o 3 a 3 no fim.

Com o empate, o Santos assume a oitava colocação, com 46 pontos. O Grêmio é o sétimo, com 43. Na próxima rodada, o Tricolor visitará o Botafogo, na segunda-feira. O Peixe enfrentará o Atlético-GO, sábado, em Goiânia.

Grêmio e Santos fizeram um primeiro tempo equilibrado. O Peixe começou melhor, enquanto o Tricolor equilibrou as ações e terminou os primeiros 45 minutos em alta.

O Santos abriu o placar aos sete minutos, quando Luan Peres arrancou, deu um drible da vaca em Rodrigues e passou para Kaio Jorge só empurrar. 1 a 0 para o Alvinegro.

O Peixe levava a partida do seu jeito até que apareceu Jean Pyerre. O meia deu um lindo passe para Pepê, que foi derrubado por Pará na área. Diego Souza bateu no meio e John caiu no canto esquerdo. 1 a 1.

No minuto 42, Victor Ferraz tocou para trás e Alison tirou na pequena área. Instantes depois, Arthur Gomes cabeceou e obrigou Vanderlei a fazer grande defesa.

O Grêmio não demorou quase nada para virar. Bola de pé em pé até Pepê servir Jean Pyerre. E o meia deslocou o goleiro John com extrema categoria. Pará fez o pênalti e não estava em sua posição no segundo gol do Tricolor. 2 a 1.

O Santos baixou a guarda e não demorou a levar o terceiro. Aos sete minutos, nova jogada construída com facilidade, como Renato Gaúcho gosta, até Pepê deslocar John.

O Grêmio diminuiu o ritmo, tentou administrar o jogo e sofreu um susto aos 22 minutos. Matheus tocou com o braço na bola após cabeceio de Sandry. Arthur Gomes converteu o pênalti.

O Santos teve Sandry expulso aos 41 minutos, mas teve força para reagir. Luiz Fernando cometeu pênalti e Madson converteu aos 50 minutos. Um 3 a 3 heróico do Peixe.

Bastidores – Santos TV:

Madson valoriza poder de reação do Santos em empate com o Grêmio: “Luta segue”

Madson valorizou o poder de reação do Santos no empate em 3 a 3 com o Grêmio nesta quarta-feira, em Porto Alegre, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Peixe fez 1 a 0, sofreu empate no primeiro tempo, 3 a 1 na etapa final e buscou o 3 a 3 nos acréscimos, com Madson em cobrança de pênalti.

“A gente sabia do peso desse jogo depois de perder título tão importante como a Libertadores, do jeito que foi, no último minuto. Tínhamos que dar resposta, a luta segue. Futebol é bom porque em dois ou três dias se pode mostrar valor”, disse Madson, ao Premiere.

“Voltamos meio desligados, Cuca fez um ajuste e equipe se reergueu com um a menos e com todas as dificuldades. Fui consagrado com um pênalti. Tive a responsabilidade de cobrar e bati bem. Pela circunstância, ponto a ser comemorado”, completou.

Com o empate, o Santos assume a oitava colocação, com 46 pontos. O Peixe voltará a campo para enfrentar o Atlético-GO, sábado, em Goiânia.

Luan Peres elogia preleção de Cuca no Santos e cita frase de Pará: “No futebol não tem lugarzinho para coitado”

Luan Peres comentou sobre o poder de superação do Santos para buscar o empate em 3 a 3 com o Grêmio nesta quarta-feira, em Porto Alegre, principalmente depois da derrota por 1 a 0 para o Palmeiras na final da Liberadores da América no último sábado, no Maracanã.

O Peixe saiu na frente, levou o 3 a 1 e alcançou o 3 a 3 nos acréscimos pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro assumiu a oitava colocação, com 46 pontos, e segue na briga por uma vaga na próxima edição da Libertadores.

“Como Pará fala, no futebol não tem lugarzinho para coitado. Se entrássemos no marasmo, cabisbaixos, a gente levaria um sacode do Grêmio que não tem nada a ver com isso. Entramos focados, Cuca deu uma baita preleção e motivou muito a gente. Mostramos a nossa força, conseguimos o empate e se tivesse mais cinco minutos era mais para a gente ganhar do que eles”, disse Luan.

O Santos tem cinco compromissos pela frente na temporada: Atlético-GO (fora), Coritiba (casa), Corinthians (casa), Fluminense (casa) e Bahia (fora).

Arthur Gomes vê empate com gosto de vitória no Santos: “Temos que enaltecer o grupo”

Arthur Gomes comemorou o empate do Santos em 3 a 3 com o Grêmio na última quarta-feira, em Porto Alegre, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Peixe fez 1 a 0, levou o 3 a 1 e buscou o 3 a 3 nos acréscimos. Arthur marcou o segundo, de pênalti.

“O resultado foi muito importante, especialmente pela forma que foi o jogo. A gente saiu na frente, mas entramos um pouco desligados no segundo tempo e tomamos a virada. Buscamos o empate mesmo com um a menos, então temos que enaltecer o grupo. Viemos de uma derrota dolorida, na final da Libertadores, e todo mundo ainda está sentindo um pouco, mas foi um empate importante fora de casa e com gosto de vitória pela luta que tivemos e circunstâncias do jogo”, disse Arthur Gomes.

O atacante mira a vaga na próxima edição da Libertadores da América. O Santos precisa de uma boa sequência na reta final do Brasileirão.

“Futebol é confiança. A partir do momento que você consegue ganhar jogos e conquistar os pontos que precisa, você fica mais cascudo para administrar as partidas. Os cinco jogos que faltam do Campeonato Brasileiros serão decisivos e o nosso pensamento é colocar o Santos novamente na Libertadores e buscarmos os objetivos que o clube merece”, afirmou o jogador, que tem 95 partidas pelo clube, com 11 gols.

O Santos voltará a campo para enfrentar o Atlético-GO, sábado, em Goiânia. Os outros jogos serão contra Corinthians, Coritiba e Fluminense – todos dentro de casa -, além do Bahia na última rodada, em Salvador.

Santos repudia fala racista de narrador da Rádio Grenal e cobra providências

O Santos emitiu uma nota oficial na noite desta quarta-feira para repudiar os termos racistas utilizados pelo narrador Haroldo de Souza, da Rádio Grenal, na transmissão do empate em 3 a 3 com o Grêmio.

Haroldo pergunta ao repórter o nome do “crioulinho pela esquerda”. Era Lucas Braga. Na sequência, chama de “cidadão de dor”, “com todo o respeito”.

A empresa que cuida da carreira de Braga também se manifestou contra o fato.

“O Santos FC não vem por meio desta apenas lamentar ou repudiar os termos racistas utilizados pelo narrador Haroldo de Souza, da Rádio Grenal. Não cabem mais lamentos ou notas de repúdio sobre racismo em pleno 2021. Cabe ação e mobilização. O Clube, através de seu Departamento Jurídico, tomará medidas cabíveis, da mesma maneira esperamos uma reação efetiva do veículo de comunicação empregador desse senhor e da própria comunidade que compõe a audiência de tal rádio. É no silêncio, na omissão, na relativização frente ao preconceito que o racismo cresce silenciosamente e se estabelece de forma estrutural em nossa sociedade. Basta de tolerância com racismo! Basta!”, publicou o Santos.

Discreto, Lucas Braga fica chateado e não se pronuncia após ato racista de narrador em jogo do Santos

Lucas Braga ficou abalado com o ato racista do narrador Haroldo de Souza, da Rádio Grenal, durante a transmissão do empate em 3 a 3 entre Grêmio e Santos na última quarta-feira, em Porto Alegre. .

Haroldo pergunta ao repórter o nome do “crioulinho pela esquerda”. Era Braga. Na sequência, o chama de “cidadão de dor”, “com todo o respeito”.

Discreto, Lucas Braga não se pronunciou sobre o ocorrido. Quase todos do elenco santista lamentaram o fato.

“Ele ficou triste com a situação. Não só pelo comentário, mas pela repercussão. Ele é bem resolvido na questão da raça, mas não gosta de polêmica. Enfim, o narrador foi infeliz. No mundo atual não cabe mais esse tipo de comentário”, disse Fabio Braga, pai do atacante.

Cuca desconversa sobre futuro no Santos: “Tenho contrato e vou suar sangue em cada minuto”

O técnico Cuca desconversou sobre o futuro do Santos em entrevista coletiva nesta quarta-feira, após o empate com o Grêmio, em Porto Alegre, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O contrato termina no fim de fevereiro e a renovação é considerada difícil pela diretoria do Peixe. Ele já pensava em sair antes mesmo de perder a final da Libertadores da América para o Palmeiras no último sábado, no Maracanã.

“Eu tenho contrato com o Santos até dia 24 e vou suar sangue a cada minuto. Depois vemos o que faremos. Minha cabeça está boa, mesmo com coração dolorido. Estamos nos levantando juntos. Eles me levantam, eu levanto eles. É assim que funciona”, disse Cuca.

Cuca está na terceira passagem pelo Santos. São 15 vitórias, 13 empates e 12 derrotas em 40 jogos.

Lucas Veríssimo se despede do Santos rumo ao Benfica: “Coração pesado”

Lucas Veríssimo publicou uma despedida do Santos em suas redes sociais nesta quarta-feira. O zagueiro gravou um depoimento para um vídeo com momentos de sua passagem pelo Peixe.

Revelado pelo Alvinegro, Veríssimo jogará pelo Benfica (POR). A negociação foi concluída por 6,5 milhões de euros (R$ 43 mi): 2,5 milhões de euros (R$ 16 mi) agora, 2 milhões de euros (R$ 12,7 mi) em dezembro de 2021 e outros 2 milhões de euros (R$ 12,7 mi) em dezembro de 2022.

Lucas Veríssimo fez 187 jogos pelo Santos, com sete gols marcados. A estreia como profissional ocorreu em 2016. Ele tem 25 anos.

Marinho desabafa, valoriza vice e diz: “Obrigado ao Santos por me tornar quem sou hoje”

Marinho desabafou em publicação no Instagram no início da noite desta quarta-feira. O atacante do Santos havia saído da rede social para se concentrar antes da final da Libertadores da América contra o Palmeiras.

Eleito melhor jogador da competição continental, o camisa 11 valorizou o vice-campeonato e agradeceu ao Peixe em longo texto.

“Enfim, aqui estou a cada dia tendo que provar meu valor, sem esperar aprovação de A ou B! Não podemos nos crucificar demais quando nada dá certo, carregamos uma carga muito grande, nos preparamos diariamente, abdicamos de várias coisas, esperamos o momento pra chegar lá e vencer, ajudar, ser importante. Quando se tem um peso, uma responsabilidade gigante, e nos vemos falhar no dia mais importante da vida, ficamos mal, nos culpamos, nos sentimos frágeis, somos taxados de não servirmos mais. Parece que o que fizemos no percurso não valeu nada. É triste quando escutamos algo de quem não acompanha nossa caminhada. Ouvimos muitos comentaristas e respeito grande parte deles, mas muitos que nos criticaram não acompanham o nosso dia a dia, nossa luta. Faz parte julgar, mas esse julgamento precisa ser justo. Qual o nosso valor? Apenas quando vencemos? Ninguém vai apagar o trabalho, pois isso é a certeza de saber quem realmente somos. O maior vencedor nem sempre é quem ganha. Nas derrotas nos fortalecemos e aprendemos, pois só conseguimos vencer na vida quando se teve experiência na derrota”, disse Marinho.

“Ser vice-campeão da Libertadores não é demérito, é valorizar um trabalho que a maioria não acreditava, desdenhava ou até mesmo zombava da nossa capacidade e da grandeza do clube, do peso dessa camisa. Tenho orgulho do que fizemos, orgulho da família que criamos. Merecíamos esse título, nosso torcedor, por mais otimista que fosse, talvez não imaginava o quão longe chegaríamos, com toda dificuldade na temporada. Uma reflexão que fica: que não podemos desistir de quem sonha em ficar marcado, quem sonha em vencer, quem sonha em lutar, mesmo quando as circunstâncias parecem contrárias, só tenho que agradecer cada atleta, pessoal do staff, comissão técnica, funcionários do clube e torcedor. Todos que realmente acreditaram, mesmo quando não parecia ter luz no fim do túnel. O mais importante é saber que já somos mais que vencedores, vivenciamos o maior torneio do continente com outros gigantes que ficaram no meio do caminho, e o time improvável chegou a final por méritos, e não por acaso. O Santos é e continuará sendo um Gigante.
Obrigado ao Santos por me tornar quem sou hoje”, completou.

Com um edema ligamento colateral medial do joelho esquerdo, Marinho não tem prazo definido para voltar a jogar pelo Santos. O inchaço já diminuiu e a expectativa é de retornar ainda nessa edição do Campeonato Brasileiro.