Fortaleza 2 x 0 Santos

Data: 21/01/2021, quinta-feira, 19h00.
Competição: Campeonato Brasileiro 2020 – 31ª rodada
Local: Arena Castelão, em Fortaleza, CE.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG).
Auxiliares: Felipe Alan Oliveira (MG) e Sidmar dos Santos Meurer (PR).
VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS).
Cartões amarelos: Felipe, Carlinhos e Romarinho (F).
Gols: Juninho (02-2) e Wellington Paulista (20-2).

FORTALEZA
Felipe Alves; Gabriel Dias, Paulão, Jackson e Carlinhos; Juninho (Derley) e Felipe (Ronald); Mariano Vázquez (Wellington Paulista), Osvaldo (Yuri César), Romarinho (Tinga) e David.
Técnico: Enderson Moreira

SANTOS
João Paulo; Madson, Laércio, Luiz Felipe e Felipe Jonatan; Guilherme Nunes (Wagner Palha), Sandry e Jean Mota (Lucas Lourenço); Lucas Braga (Ângelo), Arthur Gomes (Tailson) e Marcos Leonardo (Bruno Marques).
Técnico: Cuca



Mais experientes comprometem, e reservas do Santos perdem para o Fortaleza

O Santos perdeu por 2 a 0 para o Fortaleza na noite desta quinta-feira, no Castelão, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Juninho e Wellington Paulista.

O Peixe poupou a maior parte dos titulares, mas não foram os jovens que comprometeram. Jean Mota perdeu um pênalti, Madson cometeu penalidade máxima infantil e a dupla de defesa Laércio e Luiz Felipe esteve em péssimo nível.

Com a derrota, o Santos se afasta do G-6 e é o oitavo, com 45 pontos. O Fortaleza soma 35 e pula para a 14ª colocação do Brasileirão.

O jogo

O primeiro tempo foi bem fraco tecnicamente. Fortaleza e Santos fizeram uma etapa inicial de muita correria e pouquíssima em criatividade. O jogo só ganhou emoção nos minutos finais.

Aos 43 minutos, o Peixe teve um pênalti após cruzamento de Lucas Braga e toque na mão de Jackson. Jean Mota parou no goleiro Felipe Alves.

Nos acréscimos, David arrancou e bateu cruzado para ótima defesa do goleiro João Paulo. O lance foi ocasionado por erro de Laércio.

Logo no segundo minuto, o Fortaleza abriu o placar. Osvaldo arrancou e foi derrubado por Madson na área. Juninho fez o que Jean Mota não fez e converteu o pênalti com categoria.

No minuto 11, o Santos assustou os donos da casa. Arthur Gomes bateu de fora da área e o goleiro Felipe Alves defendeu estranho. No rebote, Carlinhos cortou. Aos 12, Vázquez recebeu em boa condição e isolou.

Quando o placar marcava 20 jogados, o Fortaleza ampliou com um bonito gol de Wellington Paulista. O centroavante apareceu sozinho depois de passe de Yuri César e nova falha da dupla Laércio e Luiz Felipe.

O Santos levou os dois gols e não teve reação. Derrota e distância do G-6, enquanto o Fortaleza respira no campeonato.

Cuca analisa derrota do Santos para o Fortaleza: “Plantio para vir a colheita”

Cuca avaliou e minimizou a derrota do Santos por 2 a 0 para o Fortaleza na noite desta quinta-feira, no Castelão, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Juninho e Wellington Paulista.

O Peixe poupou a maior parte dos titulares. As exceções foram Felipe Jonatan e Lucas Braga:

“Tivemos algumas baixas de última hora. Volantes quase todos. Alison por covid, Balieiro teve uma entorse de joelho, Jobson… Trabalhamos com três zagueiros e no aquecimento perdi o Alex, também com o joelho. Colocamos Guilherme Nunes, Sandry e Jean, com bom primeiro tempo. Um pouco melhor que o Fortaleza, mas perdemos o pênalti. Sair à frente certamente faria a diferença com contra-ataques no segundo tempo. No segundo tempo eles tiveram o pênalti e converteram, pênalti desnecessário. E entrou o jogo do Fortaleza, time forte e rápido. Levamos segundo gol também. Chances foram iguais, posse de bola também, mas no segundo tempo foram um pouco melhores e mereceram vencer”, disse Cuca.

“Tínhamos 21 jogadores com 16 formados na base. Média de idade de 22 anos. Apesar da derrota, grupo é trabalhado para o futuro. É um plantio para vir a colheita. Por esse motivo, saímos felizes mesmo com a derrota”, completou.