São Paulo 0 x 1 Santos

Data: 10/01/2021, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro 2020 – 29ª rodada
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Braulio da Silva Machado.
Auxiliares: Kleber Lucio Gil e Alex dos Santos.
VAR: Heber Roberto Lopes.
Cartões amarelos: Alex, Vinicius Balieiro, João Paulo, Alisson (S); Pablo e Hernanes (SP).
Gol: Jobson (01-2).

SÃO PAULO
Volpi; Juanfran, Arboleda, Léo (Vitor Bueno) e Reinaldo; Luan (Hernanes), Daniel Alves, Gabriel Sara (Paulinho Boia) e Igor Gomes (Tréllez); Pablo (Carneiro) e Brenner.
Técnico: Fernando Diniz

SANTOS
João Paulo; Madson, Laércio, Alex e Jean Mota (Luan Peres); Jobson (Alison), Vinicius Balieiro (Diego Pituca) e Sandry; Arthur Gomes (Pará), Bruno Marques (Kaio Jorge) e Lucas Braga.
Técnico: Cuca



Santos vence e dá fim à invencibilidade do São Paulo como mandante no Brasileiro

A invencibilidade do São Paulo como mandante no Campeonato Brasileiro chegou ao fim neste domingo. Recebendo o Santos, com um time reserva por causa da semifinal da Libertadores, na próxima quarta-feira, contra o Boca Juniors, a equipe comandada por Fernando Diniz teve mais uma atuação aquém das expectativas, embora tenha melhorado no segundo tempo, e acabou perdendo por 1 a 0, gol de Jobson, no primeiro minuto da etapa complementar.

Somando sua segunda derrota consecutiva no Brasileirão, o São Paulo segue na liderança, mas pode ver o Internacional diminuir a vantagem para apenas três pontos, caso o time colorado vença o Goiás, daqui a pouco. Vale lembrar que se superasse o Santos neste domingo, o Tricolor abriria dez pontos de vantagem para o Flamengo, outrora seu principal concorrente pelo título nacional.

O Peixe, por sua vez, foi ao Morumbi sem muitas expectativas e acabou somando mais três importantes pontos no Campeonato Brasileiro para se manter na briga pelo G6. De quebra, a equipe comandada por Cuca venceu seu primeiro clássico na atual temporada.

O jogo

No primeiro tempo faltou qualidade no estádio do Morumbi. Enquanto o Santos, com sua equipe reserva, se mantinha firme na defesa, sem dar espaços para o São Paulo, que rodava a bola de um lado para outro, mas errava muitos passes, não encontrava brechas e tinha pouca profundidade. Justamente por isso, o torcedor que acompanhou a partida demorou para ver alguma jogada de perigo.

A primeira chance do jogo aconteceu apenas aos 18 minutos, em cobrança de falta de Daniel Alves, mas o camisa 10, como de costume, mandou por cima do gol, sem perigo para o goleiro João Paulo. O Santos, por sua vez, tratou de responder aos 23 minutos, de forma muito mais aguda. Lucas Braga enfiou para Arthur Gomes, que saiu em velocidade e bateu cruzado, da entrada da área, carimbando a trave de Tiago Volpi. No rebote, Juanfran ficou com a bola, titubeou, mas, no fim, tocou para o goleiro são-paulino, que saiu jogando.

Com o temporal que caiu na Zona Sul da capital paulista durante o primeiro tempo, o ritmo do jogo diminuiu com o tempo. A tônica continuou a mesma: São Paulo com a bola nos pés, mas sem saber o que fazer com ela. Mas, aos 31 minutos, o time de Fernando Diniz, enfim, levou perigo ao goleiro João Paulo. Gabriel Sara chegou na linha de fundo e tocou para Brenner dentro da área, que, por sua vez, acionou Daniel Alves, que chegou batendo de primeira, mandando rente à trave.

Depois, aos 36 minutos, foi a vez de o camisa 10 tricolor dar um passe magistral por elevação, encontrando Juanfran livre na área. O lateral-direito espanhol se esticou todo para alcançar a bola e até conseguiu, mas ela acabou parando nas mãos do goleiro santista. Antes do apito final, o Tricolor ainda teve uma oportunidade derradeira com Gabriel Sara, que já nos acréscimos matou no peito e bateu girando, mas errou a pontaria.

Quem esperava que o São Paulo iria reagir no segundo tempo se decepcionou. O Santos precisou de alguns segundos para abrir o placar e jogar um balde de água fria nos donos da casa. Daniel Alves errou na saída de bola, e Jobson recebeu pela esquerda, avançando aos trancos e barrancos após se atrapalhar tentando fazer o cruzamento e batendo de bico, no cantinho, colocando o Peixe em vantagem no Morumbi.

A partir daí o São Paulo acordou. Aos dez minutos, Juanfran tocou para Pablo, que chegou na linha de fundo e cruzou para Brenner, que bateu mascado, de primeira, facilitando o trabalho do goleiro John. No minuto seguinte, foi a vez de Gabriel Sara bater de trivela, dentro da área, livre, mas mandou para fora na intenção de acertar o ângulo.

Aos 16 minutos, o Tricolor teve uma nova grande chance de gol que surgiu pela direita. Juanfran se livrou da marcação na linha de fundo e cruzou rasteiro para Reinaldo chegar finalizando, mas o lateral-esquerdo isolou. O Santos seguia apostando no contra-ataque. Aos 30, Tiago Volpi teve de sair da meta para afastar o perigo, já que Lucas Braga vinha ganhando na velocidade na disputa com a marcação.

Passando a contar com Tréllez e Carneiro dentro da área, apostando nas bolas aéreas, Fernando Diniz viu o goleiro João Paulo fazer grande intervenção para evitar o empate aos 33 minutos, quando Arboleda cabeceou após cobrança de escanteio, mas o arqueiro santista espalmou para fora.

Antes do apito final, o São Paulo ainda teve a chance derradeira de empatar o jogo com Brenner. Aos 39 minutos, Juanfran novamente chegou na linha de fundo pela direita e cruzou na cabeça do jovem atacante, que testou forte, mas João Paulo realmente estava em um dia iluminado e garantiu a vitória santista no Morumbi.

Bastidores – Santos TV:

Cuca valoriza estratégia do Santos para vencer o São Paulo: “Sem grande desgaste”

O técnico Cuca exaltou a estratégia do Santos para vencer o São Paulo por 1 a 0 neste domingo, no Morumbi, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Peixe entrou com apenas um titular – Lucas Braga -, e cinco entraram no segundo tempo: Kaio Jorge, Diego Pituca, Alison, Pará e Luan Peres.

O Alvinegro poupou seus principais jogadores e ainda deu ritmo para alguns antes de enfrentar o Boca Juniors (ARG) na quarta-feira, na Vila Belmiro, pelo duelo de volta da semifinal da Libertadores da América. Em La Bombonera, empate por 0 a 0.

“A gente está muito feliz com essa vitória em clássico. No último jogo que empatamos (Palmeiras), falamos sobre a chance enorme de vencer um clássico e eu falei do próximo. E vencemos. Dentro da proposta que nós propusemos, fomos muito felizes. Cedemos poucos espaços ao São Paulo, que gosta de transição em toques, de envolver numericamente. Nos precavemos dentro do que foi possível, em cima dos dois treinamentos de sexta e sábado. Fizemos jogo bom dentro da proposta e saímos vencedores. São Paulo teve maior posse, maior finalização, mas fomos efetivos. Fizemos gol, bola na trave e fomos firmes atrás. Soubemos passar pelo momento ruim no jogo. Quando São Paulo colocou Carneiro e Tréllez e foi para a bola aérea, trabalhamos bem também”, disse Cuca.

“Fortalecemos a equipe no decorrer do jogo sem trazer um desgaste. Kaio Jorge e Diego Pituca jogaram 38 minutos, não terão grande desgaste. Teriam se tivessem jogado o dobro. Alison meia hora. Luan e Pará 25. Sandry e Lucas Braga jogaram o tempo todo, mas são jovens e têm recuperação mais rápida”, completou.

Santos quebra jejum de mais de um ano sem vencer clássicos

O Santos quebrou um jejum neste domingo, ao vencer o São Paulo por 1 a 0 no Morumbi, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Peixe não saia vitorioso em um clássico há mais de um ano. Como a temporada se estende até fevereiro em função da pandemia do novo coronavírus, o Alvinegro obteve três pontos pela primeira vez.

O Santos venceu o Palmeiras por 2 a 0 na Vila Belmiro, em outubro de 2019, e passou 2020 “zerado”: três empates e quatro derrotas.

02/02/2020 – Corinthians 2 x 0 Santos – Paulistão
29/02/2020 – Santos 0 x 0 Palmeiras – Paulistão
14/03/2020 – São Paulo 2 x 1 Santos – Paulistão
23/08/2020 – Palmeiras 2 x 1 Santos – Brasileirão
12/09/2020 – Santos 2 x 2 São Paulo – Brasileirão
07/10/2020 – Corinthians 1 x 1 Santos – Brasileirão
05/12/2020 – Santos 2 x 2 Palmeiras – Brasileirão

João Paulo valoriza vitória do Santos sobre o líder e diz: “Não deixei de me dedicar”

João Paulo foi um dos destaques do Santos na vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo na tarde deste domingo, no Morumbi, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Peixe entrou em campo com apenas um titular: Lucas Braga. No segundo tempo, entraram Kaio Jorge, Alison, Diego Pituca, Luan Peres e Pará.

João deve ser novamente titular no jogo de volta da semifinal da Libertadores da América contra o Boca Juniors em função do teste positivo de John para covid-19.

“Fico feliz, fiquei fora de alguns jogos, mas não deixei de trabalhar, de treinar, de me dedicar. É uma vitória importante para dar moral para quarta-feira. Fazia mais de um ano que não vencíamos um clássico, é importante vencer e vencer o líder do campeonato”, disse João Paulo, à Globo. Ele foi eleito o melhor em campo na transmissão.