Santos 0 x 1 LDU

Data: 01/12/2020, terça-feira, 19h15.
Competição: Copa Libertadores – Oitavas-de-final – Jogo de volta
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Néstor Pitana (ARG)
Auxiliares: Diego Bonfá e Gabriel Chade (ambos da ARG).
VAR: Mauro Vigliano (ARG)
Cartões amarelos: Alison, Soteldo e John (S); Ayala e Caicedo (L).
Cartão vermelho: Aguirre (L) e Luiz Felipe (S).
Gol: Zunino (23-2).

SANTOS
John; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan (Wagner Leonardo); Alison, Diego Pituca e Soteldo (Sandry); Marinho, Lucas Braga (Madson) e Kaio Jorge (Bruno Marques).
Técnico: Cuquinha (interino)

LDU (EQU)
Gabbarini; Perlaza (Zunino), Ordóñez, Caicedo e Ayala (Cruz); Villarruel (Aguirre), Alcívar, Quintero e Julio; Arce (Caicedo) e Martínez.
Técnico: Pablo Repetto



Santos perde para a LDU na Vila, mas se classifica às quartas da Libertadores

O Santos perdeu por 1 a 0 para a LDU (EQU) na noite desta terça-feira, na Vila Belmiro, mas se classificou para as quartas de final da Libertadores da América.

O Peixe “usou” o gol qualificado. Como venceu por 2 a 1 em Quito, o Alvinegro avançou mesmo com a derrota por 1 a 0 em casa. Nos minutos finais, os donos da casa levaram alguns sustos e correram risco.

O Santos enfrentará Grêmio ou Guaraní (PAR) nas quartas. O Tricolor venceu por 2 a 0 como visitante e tem grande chance de fazer esse duelo nacional com o Peixe em busca de uma vaga na semifinal.

O jogo

O Santos dominou as primeiras ações. Sem administrar a vantagem adquirida em Quito, o Peixe empilhou chances. Na primeira, Pará cruzou e Kaio Jorge quase acertou o cabeceio aos seis.

No minuto 13, Diego Pituca finalizou com categoria de fora da área e Gabbarini foi no ângulo espalmar. Na sequência, Soteldo cruzou e Luan Peres e Kaio não alcançaram.

Aos 22, outra chance claríssima: Pará fez bonita enfiada para Kaio Jorge. O centroavante saiu cara a cara com Gabarrini, mas parou no goleiro. Terceira oportunidade desperdiçada.

A partir da segunda metade da primeira etapa, a LDU equilibrou as ações. No minuto 24, Borja finalizou por cima na frente de John. Quando o placar marcava 28, Lucas Braga acertou o travessão de cabeça.

O Santos não conseguiu controlar mais a partida na etapa final. E sofreu o gol aos 19 minutos, quando Zunino aproveitou bate-rebate e bateu forte. A arbitragem precisou de quatro minutos para confirmar o lance com auxílio do VAR.

Aos 34 minutos, o Peixe sofreu um enorme susto. A bola sobrou para Zunino, que, quase na pequena área, isolou. O 2 a 0 classificaria a LDU às quartas da Libertadores da América.

Nos lances finais, o Santos se defendeu como deu e conseguiu avançar, com direito a conflito entre os times nos acréscimos. Foi por pouco.

Bastidores – Santos TV:

Cuquinha elogia 1º tempo ‘primoroso’ do Santos e diz: “Podíamos não ter corrido risco”

Comandante do Santos nesta terça-feira, Cuquinha elogiou o primeiro tempo na derrota por 1 a 0 para a LDU (EQU), na Vila Belmiro, pelo jogo de volta das oitavas de final da Libertadores da América.

O Peixe desperdiçou chances, sofreu um gol e correu risco até o fim. Alvinegro e se classificou em função do 2 a 1 em Quito e do gol qualificado.

“Até o gol era jogo controlado, com pouco risco. Primeiro tempo foi primoroso, parabenizei eles pelo primeiro tempo. E depois de um gol é difícil, dá medo, qualquer bola gera perigo. Classificação foi conquistada no primeiro jogo e no primeiro tempo de hoje. No geral, time não correu muito risco. Tivemos muitas chances, cinco, seis, sete oportunidades no primeiro tempo. Podíamos não ter corrido risco no segundo tempo. Jogo se tornou perigoso. Depois do gol, jogaram por uma bola. Tudo faz parte. Jogamos 180 minutos e fomos melhores que a LDU. Temos que valorizar. Jogo de igual para igual lá, nós melhores no primeiro tempo aqui. É tirar lições para o próximo mata-mata”, disse Cuquinha.

“No segundo tempo controlamos até o gol. E no primeiro tempo controlamos. Até paramos achando que estava impedido, não podemos parar. John não pegou uma bola difícil. Perigo era bola alçada. Depois do gol, qualquer lance é perigoso. Se tomar gol fica fora, só por isso”, completou.

Cuquinha dirigiu o Santos em função de confusão nos testes de covid-19 de Cuca. Com PCR positivo, a Conmebol vetou o técnico da decisão mesmo sem poder infectar alguém ou ter algum sintoma.

Marinho lamenta chances desperdiçadas e susto do Santos em classificação: “Chato correr até o fim”

Marinho lamentou as chances desperdiçadas pelo Santos na derrota por 1 a 0 para a LDU (EQU) na noite desta terça-feira, na Vila Belmiro.

O Peixe se classificou em função do 2 a 1 em Quito e do gol qualificado.

“Sabíamos que a equipe da LDU é boa, sabíamos que jogariam o jogo da vida. Sabemos que é difícil de jogar contra, mesmo no Brasil. Equipe acostumada a jogar Libertadores. Não podemos desperdiçar oportunidades. Continuamos em cima, fizeram um gol e depois foi aquela correria no fim. Fizemos jogo incrível lá, poderíamos ter feito 1 a 0 aqui”, disse Marinho.

“A gente poderia estar mais tranquilo no segundo tempo. Se não fizermos o gol, corremos o risco e é chato correr até o fim, pedindo para acabar o jogo. Criamos oportunidades, eu mesmo concluí mal”, completou.

O Santos enfrentará Grêmio ou Guaraní (PAR) nas quartas. O Tricolor venceu por 2 a 0 como visitante e tem grande chance de fazer esse duelo nacional com o Peixe em busca de uma vaga na semifinal.