Coritiba 1 x 2 Santos

Data: 17/10/2020, sábado, 19h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 17ª rodada
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba, PR.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ).
Auxiliares: Michael Correia e Silbert Faria Sisquim (ambos do RJ).
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ).
Cartões amarelos: Nathan Silva, William Matheus, Hugo Moura e Ricardo Oliveira (C); Jobson e Lucas Braga (S).
Gols: Kaio Jorge (04-1) e Soteldo (26-1); Giovanni Augusto (28-2).

CORITIBA
Wilson; Natanael (Matheus Galdezani), Henrique Vermudt, Nathan Silva e William Matheus; Hugo Moura (Ricardo Oliveira), Matheus Sales (Matheus Bueno), Giovanni Augusto, Yan Sasse (Nathan) e Robson; Rodrigo Muniz (Neílton).
Técnico: Jorginho

SANTOS
João Paulo; Madson, Laércio, Luan Peres e Felipe Jonatan; Diego Pituca, Jobson (Sandry) e Jean Mota (Arthur Gomes); Lucas Braga (Lucas Lourenço), Soteldo (Wagner Leonardo) e Kaio Jorge (Luiz Felipe).
Técnico: Cuca



Soteldo marca de cavadinha em despedida e Santos vence o Coritiba

Na noite deste sábado, o Santos foi até a capital paranaense e arrancou uma boa vitória por 2 a 1 contra o Coritiba no Couto Pereira, em jogo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em seu último jogo pelo Peixe, Soteldo balançou as redes em cobrança de pênalti, de cavadinha. Kaio Jorge anotou o outro gol santista, enquanto Giovanni Augusto diminuiu no segundo tempo.

Depois de uma semana complicada com a derrota para o Atlético-GO e a repercussão negativa da contratação de Robinho, a vitória traz um respiro para o clube. Com o resultado, o Peixe chega aos 27 pontos e sobe para a quinta colocação. Por outro lado, o Coritiba se mantém na zona do rebaixamento, com 16 pontos, em 17º lugar.

O jogo

Mesmo fora de casa, o Santos começou em cima do Coritiba e não demorou para balançar as redes. Logo na primeira chegada, aos quatro minutos, Soteldo acionou Felipe Jonatan pela esquerda, e o lateral cruzou na medida para Kaio Jorge apenas completar para o gol e abrir o placar.

Em desvantagem, o Coritiba quase igualou o placar aos 16, mas João Paulo fez excelente defesa no cabeceio de Rodrigo Muniz. Assim, o Peixe chegou ampliou o marcador aos 26, depois que a arbitragem assinalou mão de Hugo Moura dentro da área na checagem do VAR. Em seu último jogo pelo Peixe, Soteldo foi para a bola e cobrou com cavadinha para anotar o segundo da equipe no jogo.

Para correr atrás do prejuízo, o Coritiba se lançou à frente para ocupar o campo de ataque. O time até criou boas oportunidades, mas tinha dificuldade na finalização. A melhor chance veio com Giovanni Augusto, que carimbou a trave santista aos 44.

Na volta do intervalo, o Coritiba tentava forçar jogadas pelas laterais, mas o Santos fortaleceu a marcação, mesmo sem abaixar as suas linhas. A partida ficou mais pegada, aumentando o número de faltas, mas o Peixe controlava os avanços do adversário.

Mesmo assim o Coxa conseguiu diminuir o placar em um verdadeiro golaço, aos 28 minutos. Giovanni Augusto recebeu passe de Neílton na entrada da área e bateu com precisão, mandando no ângulo de João Paulo.

A partir de então, o Coritiba se lançou ao ataque para tentar o gol de empate de qualquer maneira. Jorginho colocou Ricardo Oliveira em campo nos minutos finais, mas mesmo assim o Coxa não conseguiu balançar as redes, e o Santos confirmou a vitória.

Bastidores – Santos TV:

Cuca destaca Santos como visitante: “Campanha formidável”

Cuca destacou o desempenho do Santos como visitante após a vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba no último sábado, no Couto Pereira, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Peixe perdeu pela última vez fora de casa para o Palmeiras, por 2 a 1, no Allianz Parque, no dia 23 de agosto.

“A última partida que perdemos fora foi contra o Palmeiras, depois ganhamos cinco e empatamos uma se eu não me engano. É campanha formidável. Dentro das dificuldades, encontrando soluções. Meninos não entraram bem na quarta-feira, hoje os mesmos meninos entraram bem. Me dá uma alegria muito grande ver isso, ver essa experiência ganha. Não sei até qual lugar chegaremos, mas sei que está muito gostoso trabalhar com eles. Entregam tudo que podem. É a coisa mais salutar para o treinador. Falta uma coisa ou outra às vezes, mas entrega é exemplar”, disse Cuca.

O Santos de Cuca atuou 10 vezes como visitante, com seis vitórias, dois empates e duas derrotas. Um aproveitamento de 66,7%.

Veja as partidas do Peixe fora de casa sob o comando de Cuca:

Internacional 2 x 0 Santos – Brasileiro
Sport Recife 0 x 1 Santos – Brasileiro
Palmeiras 2 x 1 Santos – Brasileiro
Ceará 0 x 1 Santos – Brasileiro
Botafogo 0 x 0 Santos – Brasileiro
Delfín 1 x 2 Santos – Libertadores
Olimpia 2 x 3 Santos – Libertadores
Goiás 2 x 3 Santos – Brasileiro
Corinthians 1 x 1 Santos – Brasileiro
Coritiba 1 x 2 Santos – Brasileiro

Sandry ressurge no Santos e se anima por mais minutos com Cuca

Sandry foi a principal novidade do Santos nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro. O volante estreou sob o comando de Cuca e ganhou a primeira “sequência”.

O Menino da Vila entrou no segundo tempo dos jogos contra Atlético-GO, na Vila Belmiro, e Coritiba, no Couto Pereira – um total de 30 minutos.

“Meninos não entraram bem na quarta-feira, hoje os mesmos meninos entraram bem (contra o Coritiba). Me dá uma alegria muito grande ver isso, ver essa experiência ganha. Não sei até qual lugar chegaremos, mas sei que está muito gostoso trabalhar com eles. Entregam tudo que podem. É a coisa mais salutar para o treinador. Falta uma coisa ou outra às vezes, mas entrega é exemplar”, disse Cuca.

Sandry tem 18 anos e esperou dois meses para estrear com Cuca. Com duas participações consecutivas, a expectativa é de se firmar como opção no meio-campo. Os concorrentes na posição são Diego Pituca, Jobson, Alison e Ivonei.

A última partida antes deste mês ocorreu na derrota por 3 a 2 para o Novorizontino, no dia 26 de julho, pelo Campeonato Paulista. Sandry tem apenas quatro jogos em 2020.