Guarani 1 x 1 Santos

Data: 04/05/1980, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro (Taça de Ouro) – 2ª fase – 6ª rodada (última) – Grupo I
Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, SP.
Público: 38.582 total (34.232 pagantes e 4.350 menores).
Rena: Cr$ 2.715.640,00
Árbitro: José de Assis Aragão (SP).
Cartões amarelos: Péricles (G); Paulinho e Aluísio Guerreiro (S).
Gols: Péricles (30-1) e Rubens Feijão (08-2).

GUARANI
Birigüi; Chiquinho, Gomes, Odair e Almeida; Édson (Paulo César), Péricles e Zenon; Capitão, Frank e Paulinho (Nardela).
Técnico: Adaílton Ladeira (interino)

SANTOS
Marolla; Nelsinho Baptista, Joãozinho, Márcio Rossini e Paulinho; Miro (Rubens Feijão), Toninho Vieira e Pita; Nílton Batata, Aluísio Guerreiro (Claudinho) e João Paulo.
Técnico: Pepe



Um prêmio injusto para o Santos

O Guarani buscou a vitória, teve grandes chances de gol, mas parou no goleiro Marolla

Mesmo jogando mal, o Santos conseguiu a classificação, empatando com o Guarani por 1 a 1, com recorde de renda.

Suplentes: Ademir Maria, Neto, Aílton Luiz, Cardim, Rubens Feijão e Claudinho.

Santistas invadiram e tomaram Campinas

Feijão é festejado, mas Aluísio reclama

Fonte: Jornal Folha de SP