Santos 3 x 1 Mogi Mirim

Data: 05/05/1996, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Paulista – 2º turno – 8ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 3.221 pagantes
Renda: R$ 16.600,00
Árbitro: Roberto Ruscio (ARG).
Cartões amarelos: Dirceu e Paulo Emílio (MM); Sandro, Robert, Gallo, Baiano e Narciso (S).
Cartão vermelho: Marcos Adriano (S, 08-2).
Gols: Dirceu (20-2, de pênalti), Giovanni (31-2), Marcelo Passos (38-2) e Camanducaia (44-2).

SANTOS
Edinho; Cláudio (Baiano), Narciso, Sandro e Marcos Adriano; Gallo, Vágner, Jamelli (Marcelo Passos) e Robert (Camanducaia); Giovanni e Macedo.
Técnico: Orlando Amarelo

MOGI MIRIM
Aílton Cruz; Dirceu, Ronald, Marcelo Batatais e Dutra; Capone, Rodrigo (Wellington) e Moreno (Paulo Emílio); Samuel (Jó), Leto e Claudecir.
Técnico: José Carlos Serrão



Giovanni comanda a virada do Santos

O Santos venceu, de virada, o Mogi Mirim, por 3 a 1, ontem, na Vila Belmiro, pelo Paulista.

Giovanni fez um dos gols do Santos e agora tem apenas um gol a menos que o artilheiro Luizão, do Palmeiras, que marcou 19 vezes.

O Mogi Mirim iniciou a partida recuado, explorando os contra-ataques pelas pontas.

A primeira chance do jogo foi de Macedo, aos 12min. Giovanni cruzou da direita, e o atacante, dentro da grande área, chutou para fora.

O Mogi respondeu aos 21min. Dirceu, pelo lado direito, passou por Narciso e chutou. Edinho espalmou, e a bola sobrou para Samuel, que cabeceou para nova defesa do goleiro santista.

A melhor chance do Santos ocorreu aos 36min. Jamelli, entre quatro adversários, tocou para Giovanni. O camisa dez do Santos avançou e tentou encobrir o goleiro do Mogi, que acabou defendendo com facilidade.

No intervalo, o técnico Orlando Pereira trocou o lateral-direito Cláudio (contundido) pelo meia defensivo Baiano. Passados cinco minutos do segundo tempo, Robert, também contundido, deu lugar ao ponta Camanducaia.

Aos 8min, o lateral-esquerdo santista Marcos Adriano foi expulso pelo juiz argentino Renato Ruscio, por jogo violento.

Aos 20min, o juiz marcou pênalti de Narciso em Samuel, pela direita do ataque do Mogi. Dirceu cobrou no canto esquerdo de Edinho, fazendo 1 a 0 para o time do interior. A equipe santista reclamou que a falta teria sido fora da área.

Aos 29min, o técnico do Santos, Orlando Pereira, tirou Jamelli e colocou Marcelo Passos. Irritada, a torcida o chamou de “burro”.

Dois minutos depois, Giovanni, após lançamento de Camanducaia, tocou da pequena área para marcar seu 18º gol no torneio.

Aos 38min, Marcelo Passos cobrou falta no ângulo direito de Aílton Cruz, fazendo 2 a 1 para o Santos.

Seis minutos depois, Camanducaia desceu pela esquerda e chutou no ângulo, marcando o terceiro e último gol santista.

Treinador ainda prioriza a Copa do Brasil

O técnico Orlando Pereira, que chegou a ser xingado de “burro” pela torcida, quando tirou Jamelli para entrada de Marcelo Passos, voltou a afirmar que o objetivo do Santos é a Copa do Brasil.

“Alcançar o Palmeiras é quase impossível. Por isso, a nossa motivação é conquistar uma vaga para a Copa do Brasil”, afirmou.

Para isso, o time precisa terminar o campeonato entre os dois primeiros colocados.

A garra dos jogadores foi o principal aspecto destacado pelo time do Santos na vitória de ontem.

O meia defensivo Gallo confirmou ter recebido uma proposta do Atlético-PR. “A proposta é boa, mas só saio se for em definitivo”, afirmou.

Outro que recebeu proposta de transferência para o Atlético-PR foi Macedo. O atacante disse que não a aceitou.



Giovanni quer ser artilheiro do Paulista ( Em 05/05/1996 )

Colocar a equipe entre as três primeiras colocadas e ser o goleador do Campeonato Paulista são os principais objetivos do meia-atacante Giovanni.

Artilheiro da equipe com 17 gols, 2 atrás de Luizão, ele confia na possibilidade.”O nosso grupo é muito bom. Poderíamos estar brigando de igual com o Palmeiras, se não tivéssemos vários jogadores contundidos”, afirmou.

Se ficar ficar entre os três primeiros, disputará a Copa do Brasil no ano que vem. O time tem 33 pontos e ocupa a sexta posição geral.

O Santos participou do torneio deste ano como convidado, mas foi eliminado pelo Atlético-PR.

Para o jogo de hoje contra o Mogi Mirim, o meia ofensivo Robert volta à equipe no lugar do meia defensivo Baiano. Com isso, Vágner passa a atuar como volante.

Na defesa, o time terá o retorno de Narciso, no lugar de Ronaldo. O desempenho do setor continua desagradando o treinador Orlando Pereira, para quem a equipe continua “levando gols bobos”.

O técnico do Mogi Mirim, José Carlos Serrão, animado com a goleada sobre o XV de Jaú, por 6 a 0, manterá o esquema 4-4-2 (quatro zagueiros, quatro meias e dois atacantes) em vez do 3-5-2.



Fonte: Estadão