Atlético-PR 3 x 0 Santos

Data: 05/03/1996, terça-feira, 21h00.
Competição: Copa do Brasil – 1ª fase – Jogo de ida
Local: Estádio Joaquim Américo, em Curitiba, PR.
Público: 16.702 pagantes
Renda: N/D
Árbitro: Jorge dos Santos Travassos (RJ).
Cartões amarelos: Gallo e Clóvis (S).
Cartão vermelho: Giovanni (S).
Gols: Oséas (17-1); Paulo Rink (09-2) e Oséas (27-2).

ATLÉTICO-PR
Ricardo Pinto; Pavão, Luiz Eduardo, Andrei e Elias; Alex Lopes, Sidiclei (Matosas) e Jean Carlo; Paulo Rink, Oséas e Luiz Carlos Matos (Everaldo).
Técnico: Emerson Leão

SANTOS
Edinho; Cláudio, Ronaldo Marconato (Cerezo), Sandro e Marcos Adriano; Gallo, Vágner (Batista), Robert e Giovanni; Clóvis e Macedo (Marcelo Passos).
Técnico: Candinho



Santos pega o Atlético-PR sob ‘tensão’

Um clima tenso marcou a reapresentação do Santos, ontem pela manhã, na Vila Belmiro. Após uma reunião a portas fechadas com os jogadores, o técnico Candinho não quis divulgar os titulares que enfrentam hoje o Atlético Paranaense.

O jogo, às 20h40, em Curitiba (PR), marca a estréia do Santos na Copa do Brasil.

Mesmo em oitavo lugar no Campeonato Paulista, Candinho disse que o time não vai priorizar a Copa do Brasil.

“Pelas circunstâncias, não podemos priorizar uma competição em detrimento de outra. A derrota para o Mogi deve ser uma lição tanto para o Paulista como para nossa estréia”, afirmou o treinador.

O meia-atacante Giovanni isentou Candinho de culpa pelo fraco desempenho do time em Mogi. “Os únicos culpados são os jogadores. O Santos precisa de seriedade”, disse ele.



Fonte: Estadão