O Santos é a equipe com melhor média de gols do futebol mundial, em 2010. Ao todo, o clube da Baixada Santista balançou as redes 93 vezes em 27 jogos. O número é inferior ao do Ajax, que marcou 102 vezes em 33 partidas. Porém, a média da equipe alvinegra é maior, 3,44 contra 3,09 gols por jogo.

Os números realmente impressionam. Mas, na Vila Belmiro, tanto o técnico Dorival Júnior quanto os seus comandados garantem que o time não entra em campo pensando em quebrar recordes. “A equipe joga de maneira vibrante, para frente, sempre tentando agredir, no sentido de atacar, o adversário. O nosso time é muito ofensivo e essa característica foi surgindo naturalmente”, avisou.

“Eu não fico pedindo para que a equipe sempre ataque. Isto é uma característica própria de jogo. O Santos faz do ataque a sua arma de defesa. Isso é importante e tem sido, até agora, um diferencial para a gente”, complementou Dorival.

Responsável por evitar os gols dos adversários, o goleiro Felipe reconheceu a força do ataque santista. O arqueiro revelou, inclusive, que ficaria bastante preocupado se tivesse que enfrentar a equipe. “Vou falar uma coisa: eu rezo três Pais Nossos por dia por estar nesse time. É complicado enfrentar um ataque que se movimenta tanto como o nosso e que conta com jogadores como o Neymar e o Robinho. Por isso, agradeço por fazer parte desse elenco maravilhoso”, destacou.

Mesmo com marcas tão positivas, o elenco evita falar em favoritismo aos títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil. Segundo Neymar, artilheiro da equipe na temporada, com 21 gols, o Santos vai encarar os próximos jogos com a mesma seriedade com a qual vem jogando durante todo o ano. “O time do Santos não é imbatível. Estamos formando uma equipe muito boa, o que acaba ajudando dentro de campo e, por isso, acabamos fazendo muitos gols. Esperamos continuar assim”, concluiu.



Fonte: Gazeta Esportiva