Santos 1 x 2 Operário de Campo Grande-MS

Data: 20/04/1978, quinta-feira, 21h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – Grupo C – 6ª rodada
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: 19.232 pagantes
Renda: Cr$ 517.560,00
Árbitro: Arnaldo César Coelho (RJ).
Cartões amarelos: Clodoaldo (S); Paulinho e Da Silva (O).
Gol: Juary (27-1); Pedro (03-2) e Da Silva (36-2).

SANTOS
Willians; Nelsinho Baptista, Gilberto Costa, Fernando (Neto) e Gilberto Sorriso; Clodoaldo, Aílton Lira (De Rosis) e Toinzinho; Juary, Reinaldo e João Paulo.
Técnico: Mengálvio (interino)

OPERÁRIO DE CAMPO GRANDE (MS)
Manga; Paulinho, Tadeu Vieira, Biluca e Da Silva; Édson, Cuca (Lucinho) e Claudinho; Pedro, Marinho Perez e Cléber.
Técnico: Castilho



Santos perde e torcida invade o campo

Violência leva Santos a vetar jogos no Pacaembu

Torcedores do Santos, revoltados com a virada do Operário, invadem o gramado quando faltavam 10 minutos, para agredir os jogadores reservas, o técnico interino e dirigentes. Com a intervenção da polícia, o conflito se generalizou, ocorrendo cerca de 40 prisões, além das cabines de rádio e o ônibus do Santos terem sido depredados.

Cai Ramos Delgado

Com a demissão de Ramos Delgado às vésperas desse importante jogo para as pretensões do Santos, o técnico dos juvenis, Mengálvio Figueiró, assumiu interinamente, auxiliado pelo diretor de futebol Laércio Milani.

O técnico argentino, de 42 anos, não aceitou o pedido de redução salarial da nova direção e foi demitido.

Fonte: Estadão