Cabralzinho não é mais o técnico do Santos. Ele se demitiu do cargo após reunião com o presidente Antônio Aguiar Filho e o vice, Marcelo Teixeira.

Ele estava desgostoso com a falta de sintonia entre a comissão técnica e a diretoria. A sua continuidade no cargo contrariava inclusive a vontade do presidente Aguiar.

O que teria magoado o treinador seria a proposta da diretoria de que ele permanecesse no cargo somente até o fim do mês de maio, para que o clube não fique sem técnico na viagem ao Equador, onde disputará um quadrangular em Guayaquil entre os dias 27 e 31.

O preparador de goleiros Wilson Gomes, o Fininho, e o preparador físico Carlito Macedo pediram demissão em solidariedade ao técnico Cabralzinho.

O técnico dos juniores, Dé, deverá assumir a equipe interinamente na excursão ao Equador. O alvinegro disputará um torneio quadrangular em Guayaquil com o Independiente (Argentina), Emelec (Equador) e Universitário (Peru).