Atlético-MG 1 x 1 Santos

Data: 08/07/2006
Competição: Amistoso
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, MG.
Público: 4.685
Renda: R$19.173,50
Árbitro: Luiz Carlos da Silva (MG)
Auxiliares: Jair Albano Félix e Aurélio Gomes Faria Nadu
Cartões amarelos: Márcio (A); Heleno, Wendel e Dênis (S).
Gols: Domingos (10-1) e Marinho (27-1).

ATLÉTICO=MG
Bruno; Ari (Márcio Araújo), Lima (Leandro Castan), Marcos (Daniel Marques) e Paulo Roberto (Adriano Júnio); Rafael Miranda (Henrique), Reginaldo Nascimento (Zé Antônio), Dinélson (Bilu) e Márcio (Tchô); Galvão (Éder Luis) e Marinho (Roni).
Técnico: Levir Culpi.

Santos
Fábio Costa (Roger); Luiz Alberto (Carlinhos), Ronaldo Guiaro (Mansur) e Domingos (Neto); Denis (Ávalos), Heleno (Renatinho), Wendel, Rodrigo Tabata (André) e Kléber; Rodrigo Tiuí (Fabiano) e Geílson (Wellington Paulista). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.



Atlético empata com o Santos em amistoso no Mineirão

Em amistoso disputado neste sábado (8), no Mineirão, o Galo empatou por 1 a 1 com o Santos. A equipe do interior paulista saiu na frente com Domingos e o gol de empate alvinegro foi marcado pelo atacante Marinho, ainda na etapa inicial. Nesta terça-feira (11), o Atlético enfrenta o Santo André, às 20h30, também no estádio da Pampulha. A reapresentação do elenco será na manhã deste domingo (9), às 10h, quando haverá treino regenerativo na Cidade do Galo.

O jogo

O Atlético iniciou a partida com uma mudança de última hora na lateral-esquerda. Paulo Roberto substituiu Thiago Feltri, com dores musculares na coxa esquerda. O Santos começou melhor e levou perigo logo no primeiro ataque. No lance, Geílson invadiu a área pelo meio e Bruno saiu bem do gol para fazer a defesa. Em seguida, Kleber arriscou da entrada da área e a bola saiu à esquerda de Bruno. Aos 10 minutos, Rodrigo Tabata cobrou escanteio pela direita do ataque e Domingos completou de cabeça, inaugurando o marcador.

Após o gol, o Galo equilibrou as ações e tentou reagir com Dinélson, que foi travado no momento da finalização. No lance seguinte, o armador avançou pela esquerda e foi derrubado, mas a zaga santista conseguiu cortar o cruzamento na cobrança da falta. Aos 27 minutos, Marinho recebeu grande lançamento de Márcio e concluiu com precisão na saída do goleiro para empatar a partida. Embalado pelo gol, o Atlético foi para cima do adversário e Márcio sofreu falta na entrada da área. Na cobrança, Lima exigiu grande defesa de Fábio Costa.

Já com maior presença ofensiva que o Santos, o Alvinegro teve outra boa oportunidade em lance de bola parada. Márcio fez o cruzamento e Reginaldo Nascimento cabeceou por cima do gol. No último lance da primeira etapa, Rafael Miranda arriscou de fora da área e a bola saiu rente à trave, à direita do goleiro Fábio Costa.

O técnico Levir Culpi modificou toda a equipe para a etapa final, deixando em campo apenas o goleiro Bruno. Entraram na equipe Adriano Júnio, Daniel Marques, Leandro Castan, Márcio Araújo, Zé Antônio, Henrique, Bilu, Tchô, Roni e Éder Luis. O equilíbrio prevaleceu nos primeiros minutos, sem chances de gol para ambos os lados. Em sua primeira jogada, Tchô deu um chapéu em seu marcador e sofreu falta.

A partida estava bastante truncada e presa ao meio-campo até que, aos 17 minutos, Roni fez boa jogada pelo lado direito e cruzou para Éder Luis finalizar em cima do goleiro. Em seguida, Roni avançou pelo meio e abriu a jogada para Éder Luis pela direita. O atacante fez bom cruzamento a meia altura e Tchô quase conseguiu completar o lance, mas a bola acabou cruzando toda a pequena área.

Nos minutos finais da partida, o Santos retomou o controle das ações e levou perigo duas vezes. Na primeira jogada, Daniel Marques cortou cruzamento em cobrança de escanteio e, em seguida, o goleiro Bruno saiu bem do gol para fazer a defesa. Aos 40 minutos, Tchô foi derrubado na intermediária e Zé Antônio cobrou a falta por cima do gol. No último lance, Bruno defendeu a finalização de Wendel, decretando o empate.