Cruzeiro 3 x 0 Santos

Data: 20/09/2003, sábado, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 31ª rodada.
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, MG.
Público: 77.970
Renda: R$ 605.861,00
Árbitro: Héber Roberto Lopes (PR)
Cartões amarelos: Maldonado e Wendell (C); André Luis e Robinho (S).
Cartão vermelho: Fabiano (21-2, S).
Gols: Aristizábal (14-1, de pênalti); Felipe Mello (24-2) e Aristizábal (28-2).

CRUZEIRO
Gomes; Maurinho, Cris, Thiago e Leandro; Maldonado (Felipe Mello), Augusto Recife, Wendell e Alex; Aristizábal e Márcio (Alex Alves).
Técnico: Wanderley Luxemburgo

SANTOS
Fábio Costa; Neném (William), Alex, André Luiz e Léo; Daniel (Marcelo), Alexandre, Elano e Renato; Jerri (Fabiano) e Robinho.
Técnico: Emerson Leão



Cruzeiro vence o Santos no principal jogo do Brasileiro 2003

Deu Cruzeiro. No jogo mais esperado do Campeonato Brasileiro até aqui, Cruzeiro e Santos justificaram suas campanhas no torneio e fizeram um grande jogo no Mineirão. No final, vitória mineira por 3 a 0.

As duas equipes chegaram à 31ª rodada empatadas com 58 pontos cada uma. Mas o Cruzeiro, além do fato de jogar em casa, entrou em campo com a vantagem no saldo de gols.

O Cruzeiro soma agora 61 pontos ganhos, deixando o Santos em segundo lugar com 58. O Coritiba no momento é o terceiro colocado com 56. O São Paulo, que joga no domingo contra o Atlético-MG, em casa, tem 54.

O time mineiro também tem a vantagem de não enfrentar mais nenhum dos seus adversários mais próximos, sendo que sai com saldo positivo contra os três. O Cruzeiro venceu duas vezes o Santos e venceu uma e empatou outra contra São Paulo e Coritiba.

O Santos teve dois problemas nesta partida. O meia Diego, principal esperança do time, sentiu uma lesão e foi vetado pouco antes da partida. E no segundo tempo, quando o alvinegro praiano pressionava em busca do empate, Fabiano foi expulso de jogo.

O jogo

O Cruzeiro começou chegando mais ao ataque e logo aos 3min Alex arriscou da meia-lua. Fábio Costa defendeu com tranqüilidade. O time mineiro continuou com o domínio do jogo nos primeiros minutos.

Aos 14min o Cruzeiro abriu o placar. Após finalização de Alex, Fábio Costa fez a defesa e Wendell ficou com o rebote. O meia cruzeirense foi derrubado na área por André Luiz. Aristizábal cobrou e fez.

O Santos tentou o empate dois minutos depois, numa falta cobrada por Alex e defendida por Gomes, que desviou para escanteio. A partir daí o jogo ficou equilibrado, com as duas equipes buscando o gol.

A equipe paulista ainda pediu um pênalti aos 30min. Léo invadiu a área pela esquerda e foi tocado pelo zagueiro Cris. Héber Roberto Lopes marcou apenas o tiro de meta para o Cruzeiro.

O time mineiro respondeu aos 32min. Wendell foi lançado livre pela esquerda, passou por Fábio Costa, mas perdeu o ângulo, batendo para fora do gol. O Cruzeiro mudou aos 36min, com Márcio, contundido, dando lugar a Alex Alves.

O Cruzeiro ainda chegou perto do segundo gol aos 37min. Após cruzamento da esquerda, o zagueiro Cris ganhou da zaga santista e pegou de cabeça, com força. A bola explodiu no travessão de Fábio Costa.

Após o intervalo, o Santos voltou com duas alterações. O lateral-direito Neném e o meia Jerri deixaram o time, entrando o atacante William e o meia Fabiano. As modificações deram resultado e a equipe paulista dominou o jogo.

Envolvendo a zaga do Cruzeiro, o ataque santista foi parado com falta aos 5min, próximo à área mineira. Alex cobrou com força, mas acertou a barreira do Cruzeiro. Aos 8min William bateu de virada, de dentro da área, e Gomes defendeu.

O Santos continuou no ataque, roubou a bola com rapidez e Fabiano cruzou da direita. Maurinho não cortou e Robinho, livre, pegou de cabeça e mandou para fora do gol, perdendo uma ótima chance de empatar.

O Cruzeiro só chegou aos 11min, com Aristizábal lançando Alex Alves, em posição irregular, bater de virada para fora. Três minutos depois, o time mineiro fez ótima jogada, Leandro cruzou na área e Aristizábal, de cabeça, acertou a trave santista.

Aos 19min, Luxemburgo mudou novamente o Cruzeiro, tirando o chileno Maldonado para a entrada de Felipe Melo. Leão respondeu aos 20min, com o atacante Marcelo entrando no lugar do volante Daniel.

Mas, além das alterações promovidas pelos treinadores, uma expulsão mudou o jogo. Aos 21min, Fabiano deu uma cotovelada em Wendell e foi expulso. Com a mais em campo, o Cruzeiro mudou o panorâma no segundo tempo.

Quatro minutos após a expulsão o Cruzeiro ampliou. Felipe Mello recebeu livre pela esquerda, invadiu a área e bateu cruzado. A bola desviou em Renato e tirou de Fábio Costa, que ainda desviou, a chance de fazer a defesa.

Desmontado em campo, o Santos acabou sofrendo o terceiro gol aos 28min. Maurinho foi à linha de fundo e cruzou na cabeça de Aristizábal, que antecipou-se à zaga santista e fez mais um.

Com 3 a 0 no placar e um homem a mais em campo, o Cruzeiro controlou bem a partida. Mesmo sem forçar, o time mineiro pouco foi ameaçado pelo Santos, que esperou o fim do jogo para não sofrer mais gols.