Santos 3 x 3 Goiás

Data: 23/07/2003, quarta-feira, 21h40.
Competição: Campeonato Brasileiro – 21ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 4.091 pagantes
Renda: R$ 44.576,00
Árbitro: Elvecio Zequetto (MS).
Auxliares: Ivanilton Bandeira da Silveira (MS) e Paulo César Ferreira de Freitas (MS).
Cartões amarelos: Júlio César, Pereira, Jerri e Léo (S); Thiago, Josué e Rodrigo Calaça (G).
Gols: Jerri (28-1), Nenê (36-1), Fabão (41-1) e Araújo (47-2); Ricardo Oliveira (15-2) e Dimba (23-2).

SANTOS
Júlio Sérgio; Reginaldo Araújo, Pereira, André Luís e Léo; Wellington, Renato, Jerri (Rubens Cardoso) e Nenê; Júlio César (Douglas) e Ricardo Oliveira.
Técnico: Leão

GOIÁS
Rodrigo Calaça; Michel (Wando), Fabão, Renato e Gustavo; Simão, Josué, Thiago (Gil Baiano) e Danilo (Pedro Paulo); Dimba e Araújo.
Técnico: Cuca



Desfalcado, Santos não passa de empate em casa com o Goiás

Com muito desfalques, o Santos não conseguiu segurar o ataque do Goiás e ficou num empate por 3 a 3, nesta quarta-feira à noite, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida foi disputada no estádio da Vila Belmiro, em Santos.

A equipe paulista jogou sem Diego, Robinho, Alex e Paulo Almeida, que estão na seleção brasileira. Além deles, Elano, Fábio Costa e Fabiano não jogaram por estarem suspensos. No ataque, o time santista mostrou bom futebol, principalmente com Nenê, mas na zaga o Santos sentiu os desfalques.

Bom para Araújo e Dimba, dupla de ataque do Goiás que fez uma ótima partida. Marcando o terceiro gol do time alviverde, Dimba chegou aos 16, liderando a artilharia do Brasileirão. Luís Fabiano, do São Paulo, tem 15 e joga nesta quinta-feira contra a Ponte Preta, no Morumbi.

O empate em casa foi péssimo para o Santos. Com a derrota do Cruzeiro para o Paysandu, o time alvinegro poderia diminuir a distância para o líder. O Santos soma agora 38 pontos, contra 43 do Cruzeiro. A equipe santista, porém, tem um jogo a menos.

Já o Goiás, apesar do bom futebol e do empate fora de casa, continua na lanterna e distante de seus adversários diretos. O alviverde goiano soma agora 16 pontos ganhos, três a menos que o Grêmio, que joga nesta quinta.

Gols

A partida começou aberta e logo aos 3min o Goiás perdeu uma ótima chance para marcar. Após tabelar com Dimba, Araújo ficou livre na área e bateu cruzado, para fora. Após o susto, o Santos tomou conta da partida, dominando seu adversário.

Bem em campo, o time santista desperdiçou uma oportunidade aos 9min. Júlio César fez boa jogada e cruzou para Jerri. O atacante, quase na pequena área, bateu para fora do gol. A pressão santista não parou e depois de outras chances perdidas, a equipe da Vila abriu o placar.

Aos 27min, Jerri recebeu bom passe e bateu bonito para o gol, não dando chance de defesa ao goleiro Rodrigo Calaça. Apenas um minuto depois, Nenê foi derrubado na área. O atacante Ricardo Oliveira cobrou a penalidade, mandando a bola por cima do gol.

Bem em campo, Nenê ampliou a vantagem santista aos 35min. Após cruzamento na área, o jogador do Santos foi mais rápido que a zaga e tocou de letra, marcando um belo gol na Vila Belmiro. O bom primeiro tempo santista, porém, foi desperdiçado nos últimos minutos.

Aos 41min, Fabão cobrou falta com força e descontou. E aos 45min, Gustavo fez ótima jogada e bateu para o gol. O goleiro Júlio Sérgio fez a defesa parcial, mas o atacante Araújo apareceu com velocidade no rebote e tocou para o gol.

A etapa final não foi menos movimentada. Aos 5min, Pereira chegou a marcar para o Santos, mas o gol foi anulado. O zagueiro, porém, estava em posição legal. Um minuto depois, o ataque do Goiás fez boa triangulação e Araújo bateu cruzado. Júlio Sérgio salvou o Santos.

Como no primeiro tempo, o Santos teve mais presença ofensiva, chegando sempre à área adversária. E depois de desperdiçar boas chances, a equipe paulista marcou o terceiro. Renato fez um ótimo lançamento para Ricardo Oliveira, que marcou na saída de Rodrigo Calaça, aos 15min.

O Goiás não desistiu. E contando com a boa atuação de sua dupla de ataque chegou novamente ao empate. Aos 22min, Araújo fez ótima jogada e foi derrubado perto da área. Dimba cobrou a falta com perfeição e acertou o ângulo direito de Júlio Sérgio.

O empate do Goiás abalou o Santos. A equipe alvinegra não conseguiu manter o mesmo futebol e só voltou a ameaçar o gol goiano aos 33min, numa cobrança de falta de Nenê, bem desviada para escanteio pelo goleiro Rodrigo Calaça.

O Goiás continuou assustando nos contra-ataques, chegando sempre com facilidade até a área do Santos. Mas o último grande lance da partida foi novamente do time paulista. Aos 43min, Nenê cobrou falta no travessão do Goiás.

No final da partida, o árbitro Elvecio Zequetto armou uma confusão. Aos 47min, Zequetto deu o segundo cartão amarelo para Léo. O próprio lateral confirmou ter recebido dois cartões, mas permanceu até o fim do jogo.