Vitória 2 x 0 Santos

Data: 13/07/2003, domingo, 18h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 18ª rodada
Público:
Renda:
Local: Estádio Barradão, em Salvador
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Auxiliares: José Otavio Dias Bittencourt (RS) e André Veras (RS).
Cartões amarelos: Dudu Cearense e Dionisio (V); Daniel (S).
Gols: Dudu Cearense (35-2, de pênalti) e Gilmar (48-2).

VITÓRIA
Juninho; Maurício, Marcelo Heleno, Adaílton e Almir; Ramalho, Dionisio, Dudu Cearense e Leandro (César); Samir (Alessandro) e Alecsandro (Gilmar).
Técnico: Edinho

SANTOS
Fábio Costa; Elano, Pereira, André Luís e Léo; Daniel (Willian), Renato, Fabiano e Jerri (Wellington); Nenê (Júlio César) e Ricardo Oliveira.
Técnico: Emerson Leão



Com ajuda da arbitragem, Vitória vence Santos em Salvador

Com a ajuda do árbitro gaúcho Leonardo Gaciba da Silva, que marcou um pênalti inexistente para os baianos, o Vitória venceu o Santos por 2 a 0 na noite deste domingo, no estádio Barradão, em Salvador.

Com a derrota, os santistas se distanciaram de Cruzeiro e São Paulo, os dois primeiros colocados na competição. Apesar de ainda continuar em terceiro lugar na tabela, o Santos permaneceu com os mesmos 31 pontos. Já o Vitória está com 25 pontos.

O primeiro tempo foi fraco tecnicamente. Muitos erros de passes e poucas jogadas de ataque. No segundo tempo, o Santos desperdiçou diversas chances e, inclusive, um pênalti logo aos 8min, numa péssima cobrança de Ricardo Oliveira.

Aos 33min, a arbitragem decidiu ajudar a equipe da casa, marcando um pênalti que não existiu contra os santistas. Dudu Cearense foi para a cobrança e fez o gol.

Para não perder o costume, no último minuto de jogo, o Santos tomou mais um gol. Gilmar foi o autor do gol da vitória dos baianos.

Santos e Vitória voltam a campo na quarta-feira, pela 19ª rodada do Brasileirão. Os santistas recebem a Ponte Preta na Vila Belmiro, enquanto o Vitória vai a Campinas enfrentar o Guarani.

O jogo

O jogo começou truncado. Apesar da pequena superioridade santista, a equipe não conseguia furar a defesa baiana. Mesmo jogando em casa, o Vitória se aproveitava dos poucos contra-ataques.

Aos 5min, Jerri rolou bola em cobrança de falta para Nenê que, dominou a bola, e chutou forte. A defesa do Vitória, porém, se antecipou e travou a bola.

Aos 13min, nova oportunidade do Santos em cobrança de falta. Elano partiu para a cobrança, mas chutou mal.

O Vitória só assustou o alvinegro praiano aos 19min. Após cobrança de escanteio, Alecsandro cabeceou e a bola passou perto da trave de Fábio Costa.

Dois minutos depois, Maurício cruzou a bola para a área e Samir chutou com perigo contra a meta do Santos. A bola passou raspando o travessão.

O Vitória já havia conseguido equilibrar a partida. Aos 22min, após cobrança de escanteio, Almir aproveitou rebote mas chutou por cima do gol.

O Santos voltou a dominar a partida e, aos 31min, quase abriu o placar. Após tabela entre Ricardo Oliveira e Fabiano, a bola sobrou para Nenê. O atacante, de frente para o gol, chutou para fora, desperdiçando grande chance.

Fabiano, aos 36min, arriscou de fora da área, mas a bola passou longe do gol de Juninho.

Aos 38min, Léo cruzou da esquerda e Fabiano cabeceou. O goleiro Juninho se esticou e fez boa defesa. No rebote, Ricardo Oliveira chutou e Adaílton evitou o gol santista.

No último lance do primeiro tempo, aos 45min, Samir arrancou pela esquerda, cortou para o meio e chutou rasteiro, mas o goleiro Fábio Costa, bem colocado, fez a defesa.

Os treinadores optaram por manter os mesmos jogadores para a etapa final. Aos 3min, no primeiro chute a gol na etapa final, Daniel, desequilibrado, chutou fraco, à direita de Juninho.

Aos 6min, André Luís cruzou para Fabiano dentro da área e, no momento do cabeceio, foi travado pelo goleiro baiano, que mandou a bola para escanteio.

Na cobrança, Marcelo Heleno tirou a bola com a mão: pênalti anotado pelo gaúcho Leonardo Gaciba da Silva. Ricardo Oliveira cobrou muito mal e Juninho defendeu.

Samir, aos 13min, tentou jogada individual, mas finalizou mal. Três minutos depois, após boa troca de passe entre os jogadores de frente do Santos, a bola sobrou para Jerri, que chutou para a boa defesa de Juninho.

O Santos voltou a pressionar o time baiano. Aos 20min, Elano chutou de longe e a bola raspou a trave do goleiro do Vitória.

A equipe baiana respondeu logo em seguida. Num contra-ataque rápido, Alecsandro avançou sem marcação pela esquerda e tocou a bola para o meio da pequena área. Por sorte dos santistas, Samir não alcançou.

Aos 33min, o árbitro Leonardo Gaciba da Silva marcou pênalti inexistente de Fábio Costa em Gilmar. Dudu Cearense foi para a cobrança e não desperdiçou: 1 a 0 para os baianos.

O Santos ainda tentou empatar a partida, mas não conseguiu finalizar as jogadas criadas. Entretanto, Gilmar, aos 48min, sem marcação, fez o gol da vitória baiana.