Santos 2 x 1 Ituano

Data: 26/01/2012, quinta-feira, 21h00.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 2ª rodada
Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano, SP.
Público: 2.203 pagantes
Renda: R$ 48.645,00
Árbitro: Alessandro Darcie
Cartões amarelos: Emerson Palmieri (S); Thiago Gomes, Alan Mota e Alex (I).
Gols: Kleyton Domingues (26-1); Alan Kardec (28-2) e Alan Kardec (46-2).

SANTOS
Aranha; Maranhão, Bruno Rodrigo, Vinícius Simon e Emerson Palmieri (Crystian); Anderson Carvalho, Ibson e Felipe Anderson; Tiago Luis (Tiago Alves), Alan Kardec e Renteria (Dimba).
Técnico: Muricy Ramalho.

ITUANO
Roberto; Alex, Tiago Gomes, Anderson Salles e Gustavo; Alan Mota, Bruno Martins (Escobar), Alemão e Kleyton Domingues; Evando e Jefferson Luiz (Otacílio Neto).
Técnico: Ruy Scarpino.



Alan Kardec resolve no fim, Santos vira sobre Ituano e vence primeira

O atacante Alan Kardec brilhou pela segunda vez consecutiva pelo Santos no Campeonato Paulista. Com dois gols do jogador, o clube alvinegro derrotou o Ituano por 2 a 1, em confronto realizado no Estádio Anacleto Campanella – a Vila Belmiro está em processo final de reforma no gramado -, e conquistou o primeiro resultado positivo dentro da competição estadual nesta temporada.

O triunfo no primeiro duelo como mandante no Paulista ajudou os santistas a saltarem três posições na tabela, alcançando a sétima colocação, com quatro pontos. Já o clube de Itu tem três pontos ganhos, número que fez o time do interior do Estado de São Paulo cair para o décimo posto na classificação geral.

Embalado pela primeira vitória no Paulista, o Santos visita no domingo, às 19h30 (de Brasília), o Paulista de Jundiaí, no Estádio Jayme Cintra. O Ituano joga no mesmo dia e horário, diante do Guarani, no Brinco de Ouro da Princesa.

O jogo

Jogando em São Caetano do Sul, devido à reforma do gramado da Vila Belmiro, o Santos tentou espantar o frio e a chuva no ABC Paulista, pressionando o Ituano desde o começo. Entretanto, bem armado taticamente, o Ituano criou dificuldades para o adversário. A primeira boa chance de gol foi dos visitantes. Aos 20min, o meia Kleyton Domingues recebeu livre, dentro de grande área, só que o goleiro Aranha estava atento e salvou os santistas.

Rápido nos contra-ataques, enquanto os santistas sofriam com a falta de criatividade do meio-campo, o Ituano balançou as redes aos 26min. Se aproveitando de um corta-luz de Evando, que estava em posição irregular, Kleyton Domingues invadiu a área e, com uma finalização precisa, acertou o ângulo direito do arqueiro Aranha, que nada pôde fazer para evitar o gol.

O melhor ataque do Santos durante todo o primeiro tempo aconteceu aos 38min, quando Felipe Anderson tocou para Alan Kardec dentro da grande área. O centroavante protegeu bem a bola, limpou a marcação e chutou colocado para grande defesa de Roberto.

Insatisfeito com o rendimento da equipe, o técnico Muricy Ramalho fez uma alteração no ataque santista na volta para a etapa complementar: Tiago Luis deixou o confronto para a entrada do jovem Tiago Alves.

A alteração surtiu algum efeito e os alvinegros passaram a ser mais efetivo no ataque. Aos 7min, Felipe Anderson cobrou falta, que passou rente a trave esquerda de Roberto. Três minutos depois, o mesmo Felipe Anderson apareceu novamente e cruzou para Renteria, de cabeça, desperdiçar uma clara chance.

Se arriscando mais, o Santos passou a dar espaço para os contragolpes do Ituano, que quase ampliou a vantagem com Jefferson Luiz. Aos 13min, o atacante bateu de fora da área, exigindo boa defesa de Aranha.

E, após muito insistir, principalmente com jogadas pelas laterais, o time santista chegou ao empate. Felipe Anderson driblou o zagueiro e cruzou com perfeição para Alan Kardec, aos 28, deixar tudo igual no Anacleto Campanella: 1 a 1.

Nos minutos finais da partida, Muricy Ramalho resolveu tirar o colombiano Renteria, que estava cansado, para a entrada do jovem centroavante Dimba, sobrinho do ex-atacante de Goiás e Flamengo, artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2003.

De tanto insistir, o Santos finalmente anotou o segundo gol. Aos 45min, Maranhão iniciou o lance e tocou para Dimba, que fez grande jogada e encontrou Alan Kardec livre na grande área. Com precisão, o camisa 10 venceu Roberto e decretou o primeiro triunfo do atual campeão estadual.