Santos 1 x 2 Náutico

Data: 28/07/2007, sábado, 18h10.
Competição: Campeonato Brasileiro – 15ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 8.321 pagantes
Renda: R$ 140.475,00
Árbitro: João Alberto Gomes Duarte/RN
Auxiliares: Milton Otaviano dos Santos e Luis Carlos Câmara Bezerra/RN
Cartões amarelos: Pedrinho, Adriano e Kléber (S); Radamés e Hamilton (N).
Cartão vermelho: Ferreira (N)
Gols: Elicarlos (32-1); Acosta (19-2) e Kléber Pereira (42-2).

SANTOS
Fábio Costa; Alessandro, Domingos (Carlinhos), Adaílton e Kléber; Rodrigo Souto, Adriano (Vítor Júnior), Rodrigo Tabata, Pedrinho (Renatinho); Marcos Aurélio e Kléber Pereira.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

NÁUTICO
Eduardo; Sidny (Deleu), Toninho, Onildo e Hamilton; Elicarlos, Daniel Paulista, Radamés (Rafael Mineiro), e Acosta; Tales (Júlio César) e Ferreira.
Técnico: Roberto Fernandes



Náutico impõe 2ª derrota seguida ao Santos e deixa lanterna

O Náutico surpreendeu o Santos na Vila Belmiro, na noite deste sábado, e venceu por 2 a 1. Dessa forma, os pernambucanos deixam a lanterna do Campeonato Brasileiro, embora possam voltar à última posição no fim da 15ª rodada. Já o time alvinegro conhece seu segundo revés consecutivo, já que havia caído diante do Goiás na última quarta, em Goiânia.

Com o placar, o Náutico atingiu os 13 pontos e passou América-RN e Flamengo – ocupa agora a 18ª posição. Já o Santos, que duas jornadas atrás vivia um momento de ascensão com três triunfos e um empate na seqüência, estacionou nos 18 pontos e, no 13° lugar, distanciou-se ainda mais dos líderes e ficou mais perto da zona de rebaixamento.

O resultado ratifica a ineficiência da equipe diante dos nordestinos no Nacional. O Santos perdeu todos os seus jogos com clubes da região no primeiro turno, já que nas duas primeiras rodadas havia caído diante do Sport, por 4 a 1, na Ilha do Retiro, e do América-RN, por 3 a 2, na Vila.

Para o Náutico, a vitória significou a confirmação do bom retrospecto recente fora de casa (dois empates e dois triunfos nos últimos quatro jogos) e diante dos paulistas (venceu também Corinthians e São Paulo e perdeu para o Palmeiras).

“Estamos jogando bem fora de casa, mas agora precisamos jogar bem em nosso estádio também para sair dessa situação”, disse o uruguaio Acosta.

Durante a semana, Luxemburgo havia alertado seus comandados para a retranca pernambucana mas foi surpreendido no primeiro tempo. Com apenas dois zagueiros, o Náutico adotou uma postura ofensiva mesmo na Vila Belmiro e saiu na frente aos 32min da etapa inicial: Elicarlos aproveitou falha da zaga santista e marcou.

Para o segundo tempo, com Renatinho na vaga de Pedrinho, o Santos retornou mais ofensivo e começou a pressionar seu oponente. No entanto, a equipe encontrou dificuldades para atuar no gramado molhado da Vila. Assim, o Náutico aproveitou e Acosta, de cabeça, ampliou aos 19min. Kléber Pereira ainda diminuiu aos 42min e marcou seu terceiro gol.

“Os meus gols estão saindo, mas a gente infelizmente não tem conseguido as vitórias. Está faltando um pouco de atenção, e a responsabilidade é de todos”, disse Kléber Pereira.