Sport Recife 0 x 1 Santos

Data: 07/10/2009, quarta-feira, 19h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 28ª rodada
Local: Estádio Ilha do Retiro, em Recife, PE.
Público: 26.249 pagantes
Renda: R$ 126.580,00
Árbitro: Wagner Tardelli Azevedo (SC)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC-Fifa) e Marco Antonio Martins (SC)
Cartões amarelos: Moacir (Sport); Eli Sabiá (S).
Gol: Felipe Azevedo (37-1).

SPORT RECIFE
Magrão; Moacir, César, Igor e Dutra; Hamilton, Andrade, Fininho (Adriano Pimenta) e L.Henrique (Fabiano); Paulinho (Wilson) e Vandinho.
Técnico: Péricles Chamusca

SANTOS
Felipe; Luizinho (Rodrigo Mancha), Astorga, Eli Sabiá e Triguinho; Pará, Rodrigo Souto, Germano e Felipe Azevedo (Gil); Neymar (Róbson) e Kléber Pereira.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo



Desfalcado, Santos bate Sport na Ilha do Retiro e reencontra vitória

O Santos voltou a vencer no Campeonato Brasileiro depois de três rodadas ao bater o vice-lanterna Sport por 1 a 0 dentro da Ilha do Retiro, nesta quarta-feira. O gol da partida foi marcado pelo jovem atacante Felipe Azevedo, ainda no primeiro tempo. O resultado deixa o time do litoral paulista com 39 pontos, mas ainda em posição intermediária e longe do G4.

Já os pernambucanos, que esbarraram em boa atuação do goleiro Felipe, ficaram com 24 pontos, no 19º lugar.

Depois de perder o clássico para o líder Palmeiras na Vila Belmiro, o Santos entrou em campo recheado de desfalques. Não atuaram por motivo de contusão os laterais George Lucas e Léo, o zagueiro Fabão, o volante Emerson e o atacante Jean, que sequer estreou. Já o meia Madson estava suspenso.

Além deles, mais uma vez o técnico Vanderlei Luxemburgo não teve o meia Paulo Henrique Ganso, que participou nesta quarta-feira da vitória do Brasil sobre o Uruguai por 3 a 1, no Egito, pelas oitavas-de-final do Mundial sub-20.

Com isso, jogadores reservas e com contrato até o final do ano tiveram oportunidade para mostrar que têm condições de seguir no clube no ano que vem. Felipe Azevedo foi um dos que aproveitou a oportunidade, ao marcar o primeiro gol com a camisa alvinegra.

Já o Sport, que neste ano teve ano teve dois técnicos que também já comandaram o Santos, Nelsinho Baptista e Emerson Leão, vinha tentando reagir com Péricles Chamusca e estava invicto há dois jogos, entre eles o empate com o Grêmio por 3 a 3, no Olímpico, na rodada anterior. O time pernambucano também estava 100% dentro de casa neste segundo turno, com triunfos sobre Vitória, Botafogo e Santo André.

O jogo

O primeiro tempo foi equilibrado, com o Sport conseguindo criar mais jogadas ofensivas. Porém, o jovem goleiro santista Felipe salvou o Santos, principalmente em chute à queima roupa de Fininho, aos 30 minutos.

Já o time paulista, que era mais fraco ofensivamente, abriu o placar aos 37. Kléber Pereira tocou com estilo para Neymar, que enfiou Felipe Azevedo. A zaga rubro-negra tentou afastar, mas a bola bateu no atacante, que ficou de frente para o gol e teve calma para bater no canto.

Depois do intervalo, Felipe voltou a salvar o Santos logo aos três minutos, em chute de Wilson. O time da casa seguiu em cima, mas o os visitantes eram mais perigosos quando conseguiam contra-atacar. As chances de gol, porém, praticamente não existiram na etapa final.