Santos 0 x 0 Sampaio Corrêa

Data: 09/09/1998, quarta-feira, 20h30.
Competição: Copa Conmebol – Semifinais – Jogo de ida
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 2.171 pagantes
Renda: R$ 15.880,00
Árbitro: Luciano Almeida (DF)
Cartões amarelos: Claudiomiro e Argel (S); Remerson, Régis e Macula (SC).
Cartão vermelho: Régis (SC).

SANTOS
Zetti; Ânderson Lima, Argel, Jean e Athirson; Claudiomiro, Narciso, Jorginho (Fernandes)(Fumagalli) e Lúcio; Adiel (Alessandro) e Viola.
Técnico: Emerson Leão

SAMPAIO CORRÊA
Carlos Alberto; Paulinho, Remerson (Oliveira), Nei e Ivan; Toninho, Régis, Massei e Adãozinho (Macula); Júnior (Carlos Henrique) e Cal.
Técnico: Julio Espinosa



Santos só empata na Copa Conmebol

O Santos deixou o campo vaiado pela pequena torcida que compareceu ontem à noite ao estádio da Vila Belmiro, para assistir o empate em 0 a 0 da equipe com o Sampaio Correia, na primeira partida da semifinal da Comenbol.

O empate sem gols foi o segundo consecutivo na Vila Belmiro. No último domingo, a equipe também empatou com o Sport, pelo Campeonato Brasileiro.

Os jogadores do Sampaio Correia festejaram o resultado se abraçando efusivamente no gramado após o final da partida.

A equipe que vencer a segunda partida, no dia 24, em São Luís (MA), classifica-se para a decisão, contra o vencedor de Rosario Central (Argentina) e Atlético-MG.

O Santos foi um time confuso, desarticulado no ataque e errando em excesso passes e finalizações.

O técnico Leão teve de fazer uma substituição a 1min do primeiro tempo. Na sua primeira participação, o meia Jorginho sentiu um “puxão” na panturrilha da perna direita. Fernandes entrou.

O Santos teve pelo menos cinco oportunidades de marcar no primeiro tempo, mas desperdiçou todas por falhas nas finalizações.

A melhor aconteceu aos 16min, quando Athirson cobrou uma falta da esquerda e Claudiomiro cabeceou a bola na trave.

O time maranhense tentava surpreender em contra-ataques, que eram contidos com violência pelos defensores santistas, especialmente o volante Claudiomiro, que abusou das entradas por trás.

Os santistas ainda reclamaram do árbitro Luciano Almeida pela não marcação de dois supostos pênaltis sobre o atacante Viola.

No primeiro lance, aos 28min, o jogador reclamou de um empurrão por trás do lateral Paulinho, depois de ter invadido a área e estar prestes a concluir para o gol.

No segundo, Viola disse ter sido atingido por Carlos Alberto, depois de ter se livrado do goleiro na entrada da pequena área.

Na etapa final, o Santos tentou sufocar o adversário, mas o melhor que conseguiu foi uma cabeçada de Viola na trave esquerda do goleiro Carlos Alberto, aos 44min, após cruzamento de Athirson.



Santos busca vantagem na Conmebol

O técnico Emerson Leão não quer ver o Santos ansioso para marcar gols no primeiro jogo da fase semifinal da Copa Conmebol, hoje, contra o Sampaio Corrêa, do Maranhão, na Vila Belmiro.

A partida de volta acontecerá em São Luís (MA), no próximo dia 24. Quem passar pela semifinal enfrentará Atlético-MG ou Rosário Central (Argentina) na decisão.

O objetivo dos santistas é vencer por uma boa margem de gols para jogar com vantagem a partida de volta no Maranhão.

Apesar disso, o técnico Leão disse que não pedirá ao time muitos gols. Segundo ele, o placar será consequência do futebol que o Santos conseguir apresentar.

“Às vezes você força para fazer gol e acaba forçando também os erros. Não estamos pensando em goleada, estamos pensando em jogar bem”, declarou.

O time terá o retorno do lateral-direito Ânderson e do volante Narciso, que não atuaram no empate (0 a 0) com o Sport, no último domingo, pelo Brasileiro.

O meia-atacante Messias não poderá atuar porque não está inscrito na Conmebol. Em seu lugar, jogará Adiel.

O jogo marcará o reencontro do atacante Viola com a torcida do Santos na Vila Belmiro. No último domingo, o jogador foi vaiado e insultado por um grupo de torcedores após o jogo devido ao pênalti que desperdiçou.

Viola afirmou não ter “mágoa” da torcida do Santos e atribuiu o episódio à ação de “meia dúzia” de torcedores.

“Vamos ter altos e baixos, porque o Brasileiro é difícil. Acho que falta inteligência a essa meia dúzia de torcedores. Só espero que eles não voltem à Vila Belmiro amanhã (hoje)”, disse.

O zagueiro Andrei, do Betis, da Espanha, poderá ser contratado pelo Santos por empréstimo. O jogador é canhoto e supriria a necessidade de um zagueiro que atue pelo lado esquerdo da defesa, como pretende Leão. Todos os demais zagueiros do grupo (Argel, Jean e Sandro) são destros.

O atacante Aristizábal poderá ser submetido hoje, em São Paulo, a uma cirurgia no joelho direito, informou o gerente de futebol do Santos, Marco Aurélio Cunha.

Segundo ele, a cirurgia depende somente da confirmação de vaga no hospital e da disponibilidade da equipe médica, a mesma que operou o meia Raí, do São Paulo.

Outro jogo

Na outra semifinal, o Atlético-MG enfrenta hoje o argentino Rosário Central, em Rosário. O zagueiro argentino Galván, que marcou o gol da vitória contra o São Paulo, não joga porque não está inscrito na competição.



Fonte: Estadão