Santos 3 x 0 Flamengo

Data: 24/09/2006, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 26ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 6.032
Renda: R$ 77.408,00
Árbitro: Wilson de Souza de Mendonça (Fifa-PE)
Auxiliares: Erich Bandeira (Fifa-PE) e Irani Pinto da Paz (PE)
Cartões Amarelos: Manzur, André Luiz e Jonas (S); Renato Silva e Obina (F).
Gols: Wellington Paulista (14-2), Zé Roberto (28-2) e Rodrigo Tabata (48-2).

SANTOS
Fábio Costa; Denis, Luiz Alberto, Manzur e Kléber; Maldonado, André Luiz, Cléber Santana e Zé Roberto (Rodrigo Tabata); Wellington Paulista (Ronaldo Guiaro) e Jonas (Rodrigo Tiuí).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

FLAMENGO
Bruno; Leonardo Moura, Fernando, Renato Silva e Juan; Toró (Fabiano Oliveira), Paulinho, Renato e Renato Augusto (Marcelinho); Obina e Luizão (Jajá).
Técnico: Ney Franco.



Santos reencontra a vitória diante do Flamengo

O Santos afastou a sina de perder pontos para times cariocas na Vila Belmiro e, na tarde deste domingo, derrotou o Flamengo por 3 a 0. O jogo, válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, também serviu para que o time paulista voltasse a vencer na competição.

Os comandados de Vanderlei Luxemburgo estavam sem vencer havia três jogos (contra Fortaleza, Ponte Preta e Fluminense) e o triunfo sobre o Flamengo manteve o time na briga pelo título. Os gols do Santos saíram no segundo tempo e dois deles aconteceram depois de belas tabelinhas, ambas envolvendo Jonas.

“Estou com um time que gosta de jogar futebol, com muitos atletas técnicos. Jogadores como o Zé Roberto, o Rodrigo Tabata, o André Luiz e o Cléber Santana dão muita movimentação e criatividade ao setor ofensivo”, elogiou o técnico santista, Vanderlei Luxemburgo.

Com os pontos somados neste domingo, o time paulista foi a 43 e, embora siga na terceira colocação do Brasileiro, viu a vantagem do líder São Paulo cair de nove para seis pontos (o clube do Morumbi perdeu para o Palmeiras).

Já o Flamengo não seguiu o retrospecto das demais equipes cariocas na Vila Belmiro. No estádio, Botafogo, Vasco e Fluminense foram os únicos times que tiraram pontos do Santos neste Brasileirão.

Mas o time rubro-negro não repetiu as atuações que lhe renderam três vitórias seguidas e viu interrompida a seqüência de triunfos (venceu Botafogo, Fortaleza e Cruzeiro). De quebra, segue há 30 anos sem vencer o Santos como visitante.

“Depois do primeiro gol o time não soube marcar nem defender e tomou gols de bobeira”, reclamou meia Renato após a partida.

Com a derrota, o Flamengo se manteve com 33 pontos, mas perdeu uma posição para o Palmeiras, que tem a mesma pontuação, mas leva vantagem nos critérios de desempate. O time da Gávea é o 14º colocado.

Agora, o Campeonato Brasileiro ficará parado por dez dias por conta das eleições do próximo fim de semana. Mas na próxima rodada, alguns clássicos estaduais movimentarão a competição. No dia 4 de outubro, quarta-feira, às 20h30, o Maracanã será o palco do Fla-Flu.

No dia seguinte, quinta-feira, o Santos enfrentará o Corinthians. O clássico paulista acontecerá no estádio do Pacaembu, também às 20h30. Antes disso, o time praiano tem um compromisso pela Copa Sul-Americana, contra o San Lorenzo, na próxima quarta-feira, às 22h, em Buenos Aires.

O jogo

O Santos iniciou a partida tentando se impor, mas a primeira boa chance foi do Flamengo. Aos 12min, Renato cobrou falta de longa distância com violência, obrigando Fábio Costa a espalmar para o lado. No rebote, Juan chutou de primeira para fora.

Três minutos depois, o time da casa levou perigo ao gol do Flamengo. Cléber Santana carregou a bola pela direita e arriscou da intermediária. O chute saiu forte e passou rente à trave direita do goleiro Bruno, que se esticou para tentar a defesa.

Na seqüência do primeiro tempo, as duas equipes não apresentaram um futebol criativo. As jogadas se concentraram no meio-campo e os goleiros pouco trabalharam. Mas em um lance isolado, aos 34min, por pouco o Santos não abriu o placar. Wellington Paulista aproveitou cruzamento da esquerda, se antecipou à zaga e cabeceou na trave direita de Diego, que apenas observou.

“Vamos tentar chutar mais, o campo está um pouco escorregadio”, disse o atacante Obina, do Flamengo, na volta para o segundo tempo.

No time carioca, a receita foi usada por Renato, que logo no primeiro lance da etapa complementar entrou pela esquerda e chutou forte. Fábio Costa colocou para escanteio. Na cobrança, a bola foi desviada, mas a defesa santista afastou o perigo.

O Flamengo seguiu mais ofensivo no segundo tempo, levando perigo ao gol de Fábio Costa. Mas foi o Santos que abriu o placar, aos 14min. Wellington Paulista tabelou com Jonas na entrada da área e, diante apenas do goleiro Bruno, tocou para o fundo do gol.

Aos 22min, Wellington Paulista foi flagrado em impedimento e o que seria o seu segundo gol na partida não valeu. Cinco minutos depois, no entanto, Zé Roberto articulou jogada com Jonas e, de forma muito parecida com o primeiro gol, balançou as redes pela segunda vez para a equipe da casa.

Jogando bem melhor que o adversário, o Santos ainda teve tempo para chegar ao terceiro gol aos 46min. Denis chutou cruzado, Bruno deu rebote e Rodrigo Tabata aproveitou para tocar para o gol vazio, fechando a vitória santista.