Santos 4 x 2 Sertãozinho

Data: 07/04/2010, quarta-feira.
Competição: Campeonato Paulista – Primeira fase – 19ª rodada (última)
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 2.060 pagantes
Renda: R$ 61.005,00
Árbitro: Paulo Roberto Ferreira
Auxiliares: Fabio Luiz Freire e Marco Antonio Monteiro Bagatella.
Cartões amarelos: Luciano Castan (S); Marcus Vinícius, Rodriguinho e Muller (SER).
Cartões vermelhos: Luciano Castan (S)
Gols: Germano (06-1), Alex Sandro (32-1), Zé Eduardo (37-1) e Thiago Silvy (40-1); Thiago Silvy (09-2) e Marcel (48-2).

SANTOS
Felipe; George Lucas, Bruno Aguiar, Luciano Castan, Alex Sandro; Roberto Brum, Germano, Rodriguinho, Zezinho (Rodrigo Mancha); Madson (Maikon Leite) e Zé Eduardo (Marcel).
Técnico: Dorival Júnior

SERTÃOZINHO
Gilberto; Rafael Mineiro, Erivélton, Rodrigo e Élder; Everton, Adoniran, Alex Maranhão (Muller) e Marcus Vinícius (Léo Mineiro); Rodriguinho (Lucas) e Thiago Silvy.
Técnico: Paulo Comelli



‘Santos B’ vence Sertãozinho na Vila em teste para as semifinais

Os reservas do Santos demonstraram eficiência para Dorival Júnior. Os jogadores buscam espaço no time titular que disputará as semifinais do Campeonato Paulista. Na noite desta quarta-feira, eles foram os responsáveis pela vitória, por 4 a 2, contra o rebaixado Sertãozinho, na Vila Belmiro, no encerramento da primeira fase. O duelo foi marcado pela expectativa no estádio santista.

A pequena torcida presente na Vila (apenas 2.060 pagantes) se preocupava mais em ouvir os gols da rodada anunciados pelo alto-falante do que com a própria partida. Durante os 90 minutos, Grêmio Prudente e São Paulo se revezaram como o adversário da semifinal. No fim das contas, o posicionamento não foi alterado e o time da Capital terminou com a quarta colocação.

A equipe reserva do Santos entrou em campo determinada. Nos primeiros segundo de jogo, Germano desperdiçou boa oportunidade. O volante, no entanto, não perdeu a segunda chance. Aos 6 minutos, ele aproveitou cruzamento de George Lucas e desviou para o fundo da rede.

Após o gol, o Santos seguiu dominando o jogo, e encontrando enorme facilidade para chegar ao gol adversário. O segundo gol, porém, saiu em uma tentativa de finalização de longa distância, aos 32 minutos. O lateral-esquerdo Alex Sandro acertou um belo chute no canto esquerdo de Gilberto e ampliou o placar.

O alvinegro seguiu avassalador, e deu a impressão de que aplicaria uma nova goleada na competição quando Zé Eduardo, aos 37 minutos, marcou o terceiro ao aproveitar um rápido contra-ataque puxado por Rodriguinho. O atacante comemorou a marcação de seu sexto gol em um dos camarotes térreos da Vila Belmiro. Lá estavam presentes todos os titulares do Santos.

“Estamos mostrando para todo mundo que aqui não titular e reservas, e sim um grupo que trabalha junto” comentou Zé Eduardo, ao sair de campo no intervalo da partida.

Antes do encerramento da primeira metade do jogo, o time visitante ainda diminuiu. Aos 37minutos, Thiago Silvy aproveitou cruzamento rasteiro pela esquerda, se antecipou aos defensores santistas, e diminuiu o placar.

Na segunda etapa, o jogo teve um início extremamente empolgante. Zé Eduardo acertou um chute na trave, logo aos 2 minutos, e pouco depois, o Sertãozinho teve um pênalti assinalado a seu favor. O zagueiro santista Luciano Castan empurrou Rodriginho na área, e foi expulso. Na cobrança, Thiago Silvy marcou.

A empolgação momentânea fez o treinador da equipe interiorana apostar em uma virada histórica do time. Mas apesar da vantagem numérica, isso não esteve nem perto de acontecer.

O Sertãozinho não conseguiu criar boas oportunidades, e Dorival Júnior aproveitou para testar mais jogadores. Rodrigo Mancha, Maikon Leite e Marcel entraram em campo. Este último marcou o quarto gol, aos 48 minutos, em cobrança de pênalti.

A preocupação dos santistas era mesmo saber os resultados no andamento da rodada. Tanto que os titulares presentes no camarote questionavam os repórteres em campo a respeito do placar da partida entre Grêmio Prudente x São Caetano. A vitória do Prudente, por 1 a 0, impediu o Santos de encarar o Corinthians, na semifinal, já que o rival terminou na quinta colocação, com 35 pontos.

O Santos finaliza a primeira fase na liderança da competição, com 47 pontos, em 19 jogos. Aproveitamento de 83,5%. Já o Sertãozinho terminou na penúltima colocação, com 14 pontos. Pífio aproveitamento de 26%.

Com a pontuação alcançada, o time da Vila garante também o mando de campo na segunda partida da final – o regulamento determina o direito de mandar o segundo jogo a equipe com o maior número de pontos na somatória da primeira fase com a semifinal- .Antes de desfrutar dessa vantagem, a equipe precisa superar o São Paulo.