Santos 3 x 3 Atlético-MG

Data: 06/08/2003, quarta-feira.
Competição: Campeonato Brasileiro – 24ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 4.867 pagantes
Renda: R$ 59.346,00
Árbitro: Luciano A. Teotônio Almeida (Fifa-DF)
Auxiliares: Jorge P. Oliveira Gomes (Fifa-DF) e César Augusto Oliveira Vaz (DF).
Cartões amarelos: Léo e Nenê (S); Ferrugem, Genalvo e Scheidt (A).
Cartões vermelhos: Robinho e Júlio César (S); Cicinho e Genalvo (A).
Gols: Kim (13-1) e Guilherme (31-1); Elano (06-2), Elano (14-2), Renato (36-2) e Luiz Alberto (39-2).

SANTOS
Fábio Costa; Reginaldo Araújo, Alex, André Luís e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego (Alexandre); Robinho e Nenê (Júlio César).
Técnico: Emerson Leão

ATLÉTICO-MG
Velloso; Luiz Alberto, André Luiz (Alex) e Scheidt; Cicinho, Ferrugem (Alexandre), Genalvo, Tucho (Juninho) e Michel; Kim e Guilherme.
Técnico: Marcelo Oliveira



Santos e Atlético-MG empatam em jogo de muitos gols

Em uma partida movimentada e repleta de chances de gols para os dois lados, Santos e Atlético-MG empataram por 3 a 3, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela 24ª rodada, a primeira do segundo turno do Campeonato Brasileiro.

O Santos foi muito mal no primeiro tempo e errou muitos passes, dando o contra-ataque para o Atlético. E foi assim que o time mineiro marcou dois gols.

Na segunda etapa, a equipe santista reagiu e, com muita vontade, chegou à virada, para delírio da torcida. No entanto, dois minutos depois do terceiro gol, o Atlético chegou ao empate, em bobeira da zaga paulista.

Com o resultado, o Santos chega aos 45 pontos e permanece na segunda colocação do Brasileiro. A equipe sofreu apenas uma derrota nos últimos sete jogos, para o Grêmio, no sábado passado. Antes disso, o time santista havia vencido Ponte Preta, Fluminense, Vasco e Atlético-PR, além do empate com o Goiás.

Já o Atlético-MG chega aos 39 pontos e também mantém um bom retrospecto nas últimas rodadas. Assim como o Santos, o time perdeu apenas uma vez nas últimas sete partidas, contra o Fortaleza. Foram quatro vitórias, sobre Flamengo, Juventude, Corinthians e Vitória, além de empates com o Internacional e Goiás.

Na próxima rodada, a 25ª, o Santos busca uma vitória fora de casa, contra o Paraná, sábado, no Pinheirão, enquanto o Atlético-MG recebe o Corinthians, domingo, no Mineirão.

O jogo

O Santos criou sua primeira chance logo aos 3min, Elano recebeu pela meia-esquerda, na entrada da área, e bateu cruzado. A bola passou rente a trave. O troco atleticano veio dois minutos depois: Guilherme subiu e cabeceou com violência, mas Fábio Costa salvou o time da casa.

Apostando nos contra-ataques e nos seqüentes erros de passes dos jogadores santistas, o Atlético abriu o placar aos 13min. Cicinho fez bela jogada pela direita e cruzou para trás. Guilherme fez o “corta-luz” e Kim, que vinha na velocidade, completou para o gol.

Aos 31min, o time mineiro marcou o segundo. Ferrugem tocou para Michel, na esquerda. O lateral levantou para a área e a bola encontrou Guilherme, livre, pela direita. O atacante bateu cruzado para vencer Fábio Costa e ampliar.

No final do primeiro tempo, o Santos tentou pressionar o Atlético e diminuir a vantagem. Diego, aos 40min, Robinho, aos 42min, Elano, aos 44 e 45min, e Reginaldo Araújo, aos 46min, chutaram contra a meta de Velloso, mas mandaram pela linha de fundo.

O Santos diminuiu logo no início da segunda etapa, aos 6min. Diego recebeu na entrada da área e ajeitou de calcanhar para Elano. O meia bateu de esquerda na saída de Velloso. A bola ainda tocou no goleiro atleticano antes de entrar de mansinho no gol.

Empurrado pela torcida, o time santista foi ao ataque e o empate saiu aos 14min. Reginaldo Araújo chutou sem muita força da direita. Velloso soltou a bola nos pés de Elano, que desviou para o gol vazio e marcou seu segundo gol na partida.

Aos 22min, Robinho e Cicinho foram expulsos. Os dois jogadores se estranharam e receberam o cartão amarelo. Como continuaram a discutir, o árbitro Luciano Almeida mandou os dois atletas para fora. O Santos perdeu outro jogador aos 30min. Júlio César, que acabara de entrar na vaga de Nenê, fez duas faltas violentas e também foi expulso.

Mesmo com um jogador a menos, o Santos foi ao ataque e marcou o gol da virada aos 36min. Elano fez boa jogada e cruzou na cabeça de Renato, que deu um peixinho para anotar o terceiro gol santista.

A torcida ainda comemorava quando, aos 39min, o Atlético empatou. Depois de falta cobrada da esquerda por Michel, Luiz Alberto aproveitou desatenção de André Luís e subiu livre, colocando no canto esquerdo alto de Fábio Costa, salvando o time mineiro da derrota na Vila.

Aos 47min, o Atlético ainda perdeu o volante Genalvo, que tinha amarelo e foi expulso depois de falta violenta. No entanto, o Santos não teve tempo de aproveitar a igualdade numérica e ficou no empate em casa.