Vídeos: (1) O gol e (2) melhores momentos.

Figueirense 1 x 0 Santos

Data: 16/08/2003, sábado, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, SC.
Público e renda: N/D
Árbitro: Wagner Tardelli Azeredo (Fifa-RJ)
Auxiliares: Carlos Henrique Alves de Lima (RJ) e João Luís Ribeiro Magalhães (RJ).
Cartões amarelos: William, Pedro (F); Rubens Cardoso, Daniel e Alex (S).
Gols: Triguinho (41-2).

FIGUEIRENSE
Edson Bastos; Pedro, Márcio Goiano, Cléber e Triguinho; Jeovânio (Paulo Sérgio), Luciano Sorriso, Bilu e William; Felipe Oliveira e Sandro Hiroshi (Fernandinho)
Técnico: Luiz Carlos Ferreira

SANTOS
Fábio Costa; Reginaldo Araújo, Preto, Alex e Rubens Cardoso (Daniel); Alexandre, Renato, Elano e Diego; Nenê (Val Baiano) e Fabiano
Técnico: Emerson Leão



Figueirense surpreende e vence o Santos em Florianópolis

O Santos perdeu a chance de assumir, pelo menos provisoriamente, a liderança do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o time santista foi a Florianópolis e foi derrotado pelo Figueirense por 1 a 0, pela 26ª rodada.

Com o resultado, o Figueirense chega aos 34 pontos. A equipe teve a estréia do técnico Luiz Carlos Ferreira, que nesta semana assumiu a vaga de Artur Neto, e se recuperou da derrota por 2 a 1 para o Vitória, na última rodada.

Já o time do técnico Emerson Leão permanece com 48 pontos, o mesmo que o Cruzeiro, que neste domingo enfrenta a Ponte Preta, em Campinas. O Santos conhece sua primeira derrota depois de duas rodadas sem perder, com empate diante de Atlético-MG e vitória sobre o Paraná.

O Santos, que teve o atacante Robinho no banco de reservas, foi melhor no primeiro tempo, manteve mais a posse da bola, mas não conseguiu superar a marcação do Figueirense, que se fechou na defesa e tentava sair nos contragolpes.

O panorama do jogo não mudou na segunda etapa e o time santista não conseguiu balançar as redes. No contragolpe, no final da partida, Triguinho fez bela jogada individual pela esquerda e fez o gol da vitória do time da casa.

As duas equipes voltam a campo na quarta-feira, pela 27ª rodada. O Figueirense vai a Curitiba, onde terá pela frente o Atlético-PR, na Arena da Baixada, às 20h30. No mesmo horário, o Santos recebe o Paysandu, na Vila Belmiro.

O jogo

A partida começou equilibrada e a primeira chance de gol saiu aos 17min. O experiente zagueiro Cléber aproveitou bate-rebate depois de falta cobrada da esquerda e bateu com perigo, rente à trave esquerda.

Depois dos 20min, o Santos passou a dominar a partida. Aos 24min, Nenê bateu forte da esquerda e Fabiano tentou aproveitar, mas não conseguiu alcançar a bola. Cinco minutos depois, Nenê ajeitou para Diego, que mandou rasteiro, no canto direito, para fora.

Encontrando problemas para entrar na zaga catarinense, o time santista passou a apostar nos chutes de fora da área. Aos 41min, Diego chutou, mas pegou mal e a bola ficou nos pés de Elano, que bateu da entrada da área, de canhota, no canto esquerdo. Edson Bastos tocou com a ponta dos dedos e salvou a equipe catarinense.

Elano, aos 44min, chutou da meia-direita, cruzado, mas a bola foi para fora. Na última boa chance do primeiro tempo, aos 47min, Renato soltou a bomba da intermediária, mas Edson Bastos espalmou para escanteio.

O panorama do jogo foi o mesmo na segunda etapa. O Figueirense ficou fechado no campo de defesa, evitando que o Santos conseguisse invadir sua área e chutar com perigo. Logo aos 3min, Elano arriscou de fora da área, mas a bola passou à esquerda do gol.

O Santos tinha a bola, mas não conseguia marcar. Aos 21min, Elano novamente chutou da intermediária, mas Edson Bastos fez a defesa. O troco do time da casa veio aos 25min, em cobrança de falta de Pedro que Fábio Costa espalmou.

Aos 38min, Felipe Oliveira aproveitou bola alçada por Pedro da direita e, cara a cara com Fábio Costa, desviou de cabeça, à direita, perdendo um gol feito para o Figueirense.

No entanto, aos 41min, o time da casa marcou o gol da vitória. Triguinho recebeu pela esquerda, avançou até a área, se livrou do zagueiro Preto e soltou a bomba, cruzado, vencendo o goleiro Fábio Costa e marcando o gol da vitória do Figueirense.