Santos 2 x 1 Vasco

Data: 26/07/2003, sábado, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público:
Renda:
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa RS)
Auxiliares: José C. da Silva Oliveira (Fifa RS) e Paulo R. Silva Conceição (RS)
Cartões amarelos: André Luís (S) e Ely Thadeu (V).
Gols: Marcelinho Carioca (10-2), André Luís (21-2) e Daniel (34-2).

SANTOS
Júlio Sérgio; Reginaldo Araújo, Preto, André Luís e Léo; Daniel, Renato, Elano e Jerri (Júlio César); Nenê e Ricardo Oliveira (Douglas).
Técnico: Emerson Leão

VASCO
Fábio; Wellington Monteiro, Fabiano, Wellington Paulo e Ozéia; Da Silva, Rodrigo Souto, Bruno Lazaroni (Morais) e Beto (Léo Borges); Marcelinho Carioca e Donizete (Ely Thadeu).
Técnico: Mauro Galvão



Santos sofre, mas vence o Vasco de virada na Vila Belmiro

Depois de desperdiçar muitas oportunidades e levar um gol, o Santos se recuperou e virou para cima do Vasco, vencendo por 2 a 1, neste sábado, na Vila Belmiro, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, a equipe santista chega aos 41 pontos ganhos e empata com o São Paulo na segunda colocação, mas com um jogo a menos que o rival tricolor. Além disso, o time não perdeu há quatro jogos, já que vem de vitórias sobre Ponte Preta e Fluminense, além do empate diante do Goiás.

Já o Vasco permanece com 25 pontos ganhos e quebra uma pequena série de duas partidas invicto, já que vinha de uma vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio e um empate por 0 a 0 com o Figueirense.

O Santos volta a campo na quarta-feira, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada, às 20h30, em jogo atrasado da 14ª rodada. Pela 23ª rodada, o time santista terá pela frente o Grêmio, sábado, no Olímpico. Já o Vasco joga apenas no próximo domingo, contre o Atlético-PR, em São Januário.

O jogo

Com sobras, o Santos dominou por todo o primeiro tempo. Logo no início, André Luís, aos 7min, arriscou de fora da área e acertou o travessão. Dois minutos depois, Elano recebeu de Nenê, se livrou da marcação e bateu rasteiro. Mesmo travado pelo zagueiro, a bola tocou na trave direita.

O time da casa tocava a bola com facilidade até a intermediária, mas não conseguia finalizar com perigo ao gol do Vasco. Depois de uma queda no ritmo de jogo, o Santos foi para cima no final do primeiro tempo e quase marcou.

Aos 36min, Elano recebeu dentro da área e fez o pivô para Daniel, que bateu por cima do gol. No minuto seguinte, Elano puxou contra-ataque pela esquerda, driblou Da Silva já dentro da área e bateu cruzado, para fora.

A última boa chance aconteceu aos 38min, novamente com Elano. O meia entrou com liberdade pela esquerda e cruzou para Ricardo Oliveira, que passou da bola. Nenê pegou a sobra e chutou forte, por cima do gol.

O Santos voltou para o segundo tempo apostando no ataque, mas dava espaços para o Vasco aproveitar os contragolpes.

E foi assim que o time carioca abriu o placar. Logo aos 10min, Morais virou o jogo da direita para esquerda para Marcelinho Carioca. O meia pegou de primeira, de canhota, e mandou no ângulo esquerdo de Júlio Sérgio, marcando um golaço na Vila Belmiro.

Mesmo depois do gol, o time santista não mudou sua maneira de jogar e chegou ao empate aos 21min. Elano lançou Ricardo Oliveira, que tocou para o zagueiro André Luís, em posição duvidosa. Ele entrou livre e tocou no canto direito, na saída de Fábio, para empatar a partida.

Aos 28min, Marcelinho assustou novamente a torcida santista. O meia cobrou falta com veneno e obrigou o goleiro Júlio Sérgio a fazer boa defesa no canto direito.

Três minutos depois, o Santos quase marcou. Nenê cobrou escanteio da esquerda, André Luís desviou e Preto, de cabeça, acertou o travessão.

Mas aos 34min, a torcida santista foi ao delírio. Daniel pegou sobra da defesa e, da entrada da área, soltou a bomba, acertando o ângulo direito e virando o placar para o Santos. Foi o primeiro gol do jogador na equipe profissional.

Depois da virada, o Santos continuou no campo de ataque, tocando a bola e buscando espaços para finalizar. Mesmo sem conseguir marcar, a equipe santista conseguiu sua 12ª vitória no Brasileiro.