Santos 1 x 0 Vasco

Data: 30/09/2007, domingo.
Competição: Campeonato Brasileiro – 28ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público e renda: N/D
Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR)
Auxiliares: Gilson Bento Coutinho (PR) e Eremilson Xavier Macedo (DF).
Cartões amarelos: Amaral (V), Adaílton (S), Leandro Amaral (V), Renatinho (S), Rubens Júnior (V), Júlio Santos (V), Pedrinho (S), Leandro Bomfim (V)
Cartão vermelho: Baiano (S).
Gols: Rodrigo Souto (22-1).

SANTOS
Fábio Costa; Baiano, Domingos, Adaílton e Carlinhos; Maldonado, Rodrigo Souto, Petkovic (Alessandro) e Pedrinho (Adriano); Renatinho (Rodrigo Tabata) e Kléber Pereira
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

VASCO
Silvio Luiz; Julio Santos (Alan Kardec), Luizão (Vilson) e Jorge Luiz; Wagner Diniz, Amaral, Perdigão, Marcelinho (Leandro Bomfim) e Rubens Júnior; Leandro Amaral e Enílton
Técnico: Celso Roth



De volta à Vila, Santos vence Vasco e recupera-se no Brasileiro

Bastou ao Santos retornar à Vila Belmiro para reencontrar a vitória no Campeonato Brasileiro. E a vítima agora foi justamente uma equipe rotulada como “caseira” pela fraca campanha longe de seus domínios. Em um jogo violento, o time paulista, mesmo com um a menos desde a etapa inicial, venceu o Vasco por 1 a 0 e, de quebra, voltou ao G-4.

O time comandado por Vanderlei Luxemburgo vinha de reveses para São Paulo, no Morumbi, e para Grêmio, no Olímpico. Este foi o sétimo triunfo seguido da equipe diante de sua torcida. Com o resultado, o clube atingiu os 45 pontos e assumiu o quarto lugar.

Já o Vasco somou mais um resultado negativo fora de São Januário. O revés deste domingo foi o oitavo da equipe carioca longe de seu estádio e a manteve com 40 pontos e na oitava colocação, agora mais distante da zona de classificação à Copa Libertadores da América.

No começo da partida, nos contra-ataques, o Vasco quase abriu o placar nos primeiros minutos, mas no duelo entre Leandro Amaral e Fábio Costa, o goleiro santista levou a melhor. Assim, mais eficiente, os donos da casa saíram na frente aos 22min do primeiro tempo, com gol do ex-cruzmaltino Rodrigo Souto, aproveitando cruzamento de Petkovic.

Contudo, mais do que o gol paulista, o que marcou mesmo a primeira etapa na Vila Belmiro foi o excesso de jogadas ríspidas. Ao todo, foram sete cartões amarelos e uma expulsão, do lateral santista Baiano, só nos 45 minutos iniciais.

Com um atleta a menos, o Santos voltou mais defensivo para o segundo tempo e sofreu pressão do Vasco. No entanto, a falta de pontaria dos atacantes da equipe carioca, principalmente Enílton, impediu que o placar fosse alterado. Em jogadas de contragolpe, os anfitriões quase fizeram o segundo, mas também erraram nas conclusões.

“Ficou mais complicado depois da expulsão do Baiano, mas acho que a nossa vontade e determinação foram muito importantes para conseguirmos a vitória. Não fizemos um grande segundo tempo, mas conseguimos marcar bem e ficar com o resultado”, disse o volante Maldonado.