Santos 2 x 3 Grêmio Prudente

Data: 24/10/2010, domingo, 18h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 31ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Renda: R$ 275.895,00
Público: 11.075 pagantes
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Herman Brumel Vani (SP).
Cartões amarelos: Keirrison, Danilo e Edu Dracena (S); Leonardo, João Vitor, Wesley, Anderson Pedra e Giovanni (GP).
Cartões vermelhos: Leonardo e Flávio (GP)
Gols: Keirrison (19-1), Durval (36-1); Wesley (01-2), Gilmar (09-2, de pênalti) e Wesley (16-2).

SANTOS
Rafael; Danilo, Edu Dracena, Durval e Léo; Roberto Brum (Marquinhos), Arouca e Alan Patrick (Alex Sandro); Neymar, Zé Eduardo e Keirrison (Madson)
Técnico: Marcelo Martelotte (interino)

GRÊMIO PRUDENTE
Giovanni; João Vitor, Flávio, Leonardo e Cleidson; Anderson Pedra, Sasha, Roberto e Adriano Pimenta (Rhayner); Willian José (Gilmar) e Wesley (Anderson Bill)
Técnico: Fábio Giuntini



Neymar perde pênalti, Santos sofre virada para o lanterna e não encosta nos líderes

Santistas venceram o primeiro tempo por 2 a 0, mas sofreram a virada na segunda etapa, que teve dois jogadores expulsos do Prudente e um pênalti desperdiçado por Neymar

Após vencer o primeiro tempo por 2 a 0, o Santos deixou o lanterna da competição virar o resultado em 17 minutos na segunda etapa e perdeu o jogo por 3 a 2, neste domingo, na Vila Belmiro, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante Neymar, que jogou com a camisa 70, em homenagem a Pelé, teve uma participação apagada no jogo e perdeu um pênalti, chutando no travessão. O santistas também não aproveitaram a vantagem numérica em campo no segundo tempo, já que o Prudente teve dois jogadores expulsos.

Com a derrota, os santistas deixaram de ficar a três pontos dos líderes, já que Fluminense e Cruzeiro não venceram neste final de semana. Desta forma, o Santos termina a rodada na quarta colocação e a seis pontos do líder. Já o Prudente continua na lanterna, apesar da vitória.

O ponto positivo do Santos ficou apenas por conta de Keirrison. O atacante desencantou e abriu o marcador. Keirrison, que tinha marcado apenas cinco gols desde que deixou o Palmeiras na temporada passada, e não marcava um gol há dez rodadas, quando o Santos perdeu para o Ceará por 2 a 1, em Fortaleza, marcou um gol e teve uma boa movimentação dentro de campo.

A derrota santista foi marcada pela homenagem feita pelo clube a Pelé, que completou neste final de semana 70 anos. Além de Neymar jogar com a camisa 70, os santistas pintaram no gramado da Vila a frase: “Parabéns Pelé, 7 x 10”. Os dois times também entraram em campo com uma faixa que parabenizava o Rei do futebol.

Após perder para o Grêmio Prudente, o Santos volta a campo no próximo sábado, diante do Internacional-RS, às 16h (de Brasília), em Porto Alegre, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o lanterna Prudente jogará contra o líder Cruzeiro, no próximo sábado, às 18h30 (de Brasília), em Presidente Prudente.

O jogo

As duas equipe priorizavam a marcação no meio-campo no inicio de jogo, e a primeira jogada de perigo aconteceu apenas aos 14 minutos. Zé Eduardo invade a área no lado esquerdo e chuta cruzado para o gol, no rebote do goleiro, Keirrison chuta de primeira e a bola vai para fora. Um minuto depois, Alan Patrick domina com liberdade na entrada da área e chuta rasteiro, a bola passou perto do gol e assustou o goleiro Giovanni. O Santos jogava melhor, e não demorou para abrir o marcador.

Aos 21 minutos, o lateral-direito Danilo fez boa jogada e cruzou para Keirrison, que antecipou o goleiro e voltou a marcar um gol, o que não acontecia desde o dia 12 de setembro, quando fez o gol santista na derrota para o Ceará por 2 a 1, em Fortaleza, há dez rodadas.

Apesar da vantagem no placar, o Santos continuava jogando no ataque, e marcou o segundo gol aos 36 minutos. Alan Patrick cobra falta, Zé Eduardo não consegue dominar, e a bola sobra para o zagueiro Durval, que sozinho na pequena área chutou para ampliar o marcador.

No segundo tempo, o Grêmio Prudente retornou com duas alterações: Rhayner e Gilmar nas vagas de Adriano Pimenta e Willian. No primeiro lance, João Victor aproveitou a falha de Léo, que furou a bola, e tocou para Wesley chutar rasteiro e diminuir o placar. Aos sete minutos, Danilo erra um passe e toca a bola Rhayner, que invade a área sozinho e é derrubado por Edu Dracena. O árbitro marca o pênalti, e Gilmar empata o jogo na cobrança.

Após sofrer o empate, Martelotte mexeu na equipe, e tirou Keirrison e Alan Patrick para as entradas de Madson e Alex Sandro. No entanto, o Santos não criava as jogadas de ataque, e o Prudente virou o jogo no contra-ataque. Aos 17 minutos, Rhayner cruza para Wesley, que chutou rasteiro para fazer o terceiro gol. Insatisfeito com o resultado, Martelotte gastou a última alteração, colocando Marquinhos na vaga de Roberto Brum.

Porém, aos 31 minutos, o zagueiro Leonardo fez falta leve, recebeu o segundo amarelo e foi expulso de campo. Devido a expulsão, o treinador do Prudente mexeu mais uma vez e sacou Wesley para a entrada de Anderson Bil. Se não bastasse, três minutos depois, Flávio Boaventura agrediu Zé Eduardo dentro da área, foi expulso, e o juiz marcou pênalti. Na cobrança, Neymar chutou no travessão. No final do jogo, o Santos foi para o ataque no desespero, mas não conseguiu marcar o gol e perdeu a oportunidade de encostar nos líderes da competição.