Navegando Posts marcados como Villa Nova

Santos FC x Villa Nova AC
Santos Futebol Clube x Villa Nova Atlético Clube


Retrospecto:

06 jogos
03 vitórias
02 empates
01 derrota
15 gols pró
09 gol contra
06 saldo

Resultados:

15/05/1938 – Santos 4 x 1 Villa Nova – Amistoso – Vila Belmiro
17/05/1938 – Santos 4 x 1 Villa Nova – Amistoso – Vila Belmiro
04/06/1975 – Santos 0 x 1 Villa Nova – Amistoso – Vila Belmiro
05/08/1978 – Santos 1 x 1 Villa Nova – Amistoso – Vila Belmiro
20/01/1998 – Santos 4 x 3 Villa Nova – Copa do Brasil – Castor Cifuentes
06/02/1998 – Santos 2 x 2 Villa Nova – Copa do Brasil – Vila Belmiro


Santos 2 x 2 Villa Nova-MG

Data: 06/02/1998, sexta-feira, 20h30.
Competição: Copa do Brasil – Fase Preliminar – Jogo de volta
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 4.615 pagantes
Renda: R$ 45.750,00
Árbitro: José Roberto Rach
Cartões amarelos: Carlão, Sagento, Alemão e André (VN).
Gols: Jorginho (16-1), Élder (37-1) e Adão (45-1); André (25-2).

SANTOS
Zetti; Narciso, Ronaldão e Argel; Ânderson Lima, Arinélson (Macedo), Jorginho, Élder, Caíco (Eduardo Marques) e Dutra; Müller.
Técnico: Emerson Leão

VILLA NOVA-MG
Cláudio; Wander, Sargento, Cláudio Roberto (André), Carlão; Marquinhos (Sérgio Araújo), Anderson, Alemão; Milton, Adão e Marco Aurélio (Kal Baiano).
Técnico: João Francisco



Santos obtém classificação com empate

O Santos se classificou para a próxima fase da Copa do Brasil na noite de ontem, ao empatar em 2 a 2 com o Vila Nova-MG, na Vila Belmiro. No primeiro jogo, o Santos havia vencido por 4 a 3.

O time santista cedeu o empate após estar vencendo por 2 a 0. Jorginho e Élder marcaram, ainda no primeiro tempo. O Vila Nova descontou, com Adão, aos 44min do primeiro tempo. André Silva empatou, na etapa final.

O próximo adversário do Santos será o Goiás, com os jogos nos dias 19, em Goiânia, e 26, em Santos.



Santos enfrenta Villa Nova e tenta evitar efeito da seleção (Em 06/02/1998)

O Santos enfrenta hoje o Vila Nova-MG, às 20h30, no estádio da Vila Belmiro, pela Copa do Brasil.

O time do técnico Emerson Leão venceu a primeira partida por 4 a 3 e está próximo da classificação para a próxima fase do torneio. A equipe santista pode até perder por diferença de um gol, até o placar de 3 a 2, que estará na próxima fase da competição.

O treinador não confirmou se mantém o mesmo time que na terça-feira venceu o Fluminense, pelo Rio-São Paulo.

Leão garante que “não importa se o regulamento nos favorece. O Santos joga em casa e tem a obrigação de vencer”. “Não podemos entrar em campo pensando no empate”, disse.

O zagueiro Ronaldão considera o jogo desta noite difícil. “O futebol tem sempre que ser jogado com seriedade, independente de quem seja o adversário. Veja o caso da Jamaica que empatou com o Brasil. Ninguém ganha jogo na véspera”, afirmou.

Santos nega compra de Maradona

O Santos descartou ontem a possibilidade de contratar o ex-jogador argentino Diego Maradona.

Ele esteve ontem à tarde na Vila Belmiro, acompanhado pelo vice-presidente do clube, José Paulo Fernandes. Maradona chegou em um helicóptero da Unicór, empresa que patrocina o time.

O argentino visitou o estádio e foi ao campo, onde bateu bola, com chutes a gol. Disse que sentia-se “emocionado de estar no estádio do Pelé”.


Villa Nova-MG 3 x 4 Santos

Data: 20/01/1998, terça-feira, 21h40.
Competição: Copa do Brasil – Fase Preliminar – Jogo de ida
Local: Estádio Municipal Castor Cifuentes, em Nova Lima, MG.
Público: 3.750 pagantes
Renda: R$ 36.875,00
Árbitro: Jamir Carlos Garcez (DF).
Cartões amarelos: Marcos Assunção e Ânderson Lima (S).
Gols: Müller (06-1), Kal Baiano (08-1), Sargento (13-1), Jorginho (15-1) e Adão (27-1); Jorginho (06-2) e Macedo (43-2).

VILLA NOVA-MG
Claudio; Wander, Sargento, Claudio Roberto e Carlão (Anderson); Alemão, Kal Baiano, Jean e Marquinhos (Waltinho); Adão (Sérgio Araújo) e Milton.
Técnico: João Francisco.

SANTOS
Zetti; Ânderson Lima, Argel, Ronaldão, Narciso e Dutra; Marcos Assunção, Caíco e Jorginho (Eduardo Marques); Caio (Macedo) e Müller.
Técnico: Emerson Leão



Santos vence Villa Nova e marca o gol 10.000 de sua história

O Santos estreou com vitória na abertura da 10ª Copa do Brasil.

A partida entre Vila Nova e Santos, em Nova Lima (MG), que marcou a estréia do técnico Emerson Leão no comando da equipe santista, teve sete gols (4 a 3), quatro deles marcados nos primeiros 15 minutos de jogo.

O terceiro gol da equipe santista ontem -o segundo do meia Jorginho na partida- foi o de número 10 mil na história do Santos, segundo levantamento do estatístico do clube, Francisco Mendes Fernandes. A bola foi guardada para ser entregue ao museu do clube.

O atacante Müller abriu o placar para o Santos em uma cobrança de falta aos 6min. O time ainda comemorava quando Cal Baiano empatou para o Vila, aos 7min.

O zagueiro Sargento virou o placar para a equipe mineira, aos 13min, com uma cabeçada no ângulo esquerdo de Zetti.

O Santos empatou em seguida, com um gol do meia Jorginho. Um gol contra do volante santista Marcos Assunção, de cabeça, colocou de novo à frente o Vila Nova, que teve um gol anulado sob protesto do técnico João Francisco.

O Santos voltou ainda mais ofensivo no segundo tempo e conseguiu empatar em 3 a 3 aos 6min, com o segundo gol de Jorginho.

Macedo, que entrou para substituir o atacante Caio, fez o gol da vitória aos 43min, de cabeça.



Santos fica sem Baez em estréia na Copa

O Santos terá duas modificações no time que pretendia escalar hoje, no primeiro jogo da temporada, contra o Vila Nova, em Nova Lima (MG), pela Copa do Brasil.

A intenção do técnico Emerson Leão era começar o jogo com o paraguaio Edgar Baez como centroavante, mas o atacante sofreu uma contusão no tornozelo direito durante os treinamentos em Campo Limpo Paulista (SP) e nem viajou.

O meia Arinelson, que vinha sendo escalado nos treinos como titular, perdeu a vaga para Caíco.

O time terá a estréia dos únicos reforços contratados até agora para a temporada deste ano: o zagueiro Argel e o meia Jorginho.

O Santos também trabalhará para se aproximar da marca de 10 mil gols em sua história. Segundo o estatístico do clube, Francisco Mendes Fernandes, faltam só três gols.

O Vila Nova, de Nova Lima (região metropolitana de Belo Horizonte) assegurou vaga na Copa ao ser vice-campeão mineiro em 97.


Santos 1 x 1 Villa Nova

Data: 05/08/1978, sábado, 21h00.
Competição: Amistoso
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 9.993 total (8.008 pagantes e 1.985 menores).
Renda: Cr$ 218.000,00
Árbitro: Nunes Morgado.
Gols: Juary e Márcio.

SANTOS
Vitor; Nelsinho Baptista, Joãozinho, Neto e Gilberto Sorriso; Clodoaldo, Pita e Juary; Nílton Batata (Nelson Borges), Claudinho e João Paulo.
Técnico: Chico Formiga

VILLA NOVA (MG)
Helinho; Toninho, Luisinho (Márcio), Dias e Edelsio; rubens, Fernando e Pirulito; Ronaldo, Serginho e Faísca.
Técnico:


Santos 0 x 1 Villa Nova-MG

Data: 04/06/1975, quarta-feira, 21h00.
Competição: Amistoso
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 1.690 pagantes
Renda: Cr$ 21.439,00
Árbitro: Márcio Campos Sales.
Gol:

SANTOS
Willians; Carlos Alberto, Marçal, Vicente e Zé Carlos; Clodoaldo e Léo Oliveira; Paulo Nani (Gilvan), Totonho (Da Silva), Cláudio Adão (Alceu) e Mazinho.
Técnico: Pepe

VILLA NOVA (MG)
Zé Maurício; Caca, Luciano, Bosco e Ederval; Mimi e Stelio; Ismael, Getúlio, Silvinho (Luciomar) e Rogério.
Técnico: Iustrich



Na Vila, a derrota ridícula do Santos

Santos joga para arrecadar Cr$ 30 mil referentes ao valor de Cr$ 50 mil do empréstimo do ponta-esquerda Jurandi. O jogador por estar contundido, não disputou a partida e foi substituído por Mazinho.

O amistoso foi chamado ironicamente de “jogo da amizade” pelo técnico Pepe, devido a violência dos mineiros.

Fonte: Estadão