Navegando Posts marcados como Toinzinho

Sobradinho-DF 0 x 3 Santos

Data: 30/04/1978, domingo, 11h00.
Competição: Amistoso (Inauguração do estádio)
Local: Estádio Olímpico Augustinho Lima, em Sobradinho, DF.
Público: 13.743 pessoas (10.261 pagantes e 3.482 não pagantes)
Renda: Cr$ 205.220,00
Árbitro: José Mário Vinhas (DF).
Gols: Toinzinho (15-1) e Neto (22-1); Bianchi (30-2).

SOBRADINHO EC (DF)
Ari; Ivanildo, Zezão (Remo), Sir Peres e Marcos (Gerson); Pebinha, Baduca e Careca; Dázio, Zé Afonso e Vino.
Técnico: Manoel Augusto de Melo

SANTOS
Willians; Nelsinho Baptista, Joãozinho, Fausto e Neto; Carlos Roberto, Nelson Borges e Toinzinho (Bianchi); Juary (Nilton Batata), Reinaldo (Pita) e e João Paulo (Célio).
Técnico: Chico Formiga



Santos aproveita amistoso para testes

Pita e Célio, motivos de alegria no Santos

Juvenis foram lançados durante a partida.

Fontes:
Jornal Folha de SP
– Estadão – 30/04 e 02/05

Santos 1 x 1 Desportiva-ES

Data: 26/04/1978, quarta-feira, 21h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – Grupo C – 8ª rodada
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: 10.894
Renda: Cr$ 285.070,00
Árbitro: José Carlos Bezerra (SC).
Cartões amarelos: Samuel, Paulo César e Zé Antônio (D).
Gols: Orlando (28-1) e Toinzinho (05-2).

SANTOS
Willians; Nelsinho Baptista, Joãozinho, Neto e Gilberto Sorriso; Carlos Roberto, De Rosis e Toinzinho; Juary, Reinaldo e João Paulo.
Técnico: Chico Formiga

DESPORTIVA (ES)
Samuel; Suemar, Edmar, Paulo César e Vicente Paixão (Marcos); Evandro, Zé Antonio e Orlando; Célio (Corinto), Wanderley e Marco Antônio.
Técnico: Nelsinho Rosa



Torcida contida vê Santos empatar

Inconformada com o mau futebol, a torcida do Santos passou a gritar “juvenis, juvenis”.

Formiga começará o trabalho de renovação da equipe no amistoso em Sobradinho.

Mesmo no Pacaembu e diante da frágil Desportiva, o empate até que foi bom

Oito cães e 300 guardas impediram até bandeiras

Fonte: Jornal Folha de SP

Guarani 3 x 2 Santos

Data: 08/03/1978, quarta-feira, 21h00.
Competição: Amistoso
Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, SP.
Público: N/D
Renda: Cr$ 72.500,00
Árbitro: Roberto Nunes Morgado (SP).
Gols: Osnir (15-1), Zenon (29-1) e Zé Carlos (44-1); Toinzinho (15-2) e Juary (31-2).

GUARANI
Neneca; Mauro (Alexandre), Gomes, Edson e Miranda; Tião, Zé Carlos e Zenon; Renato, Pedetti (Antônio Carlos) e Osnir.
Técnico: Carlos Alberto Silva

SANTOS
Willians; Nelsinho Baptista, Gilberto Costa, Fernando e Gilberto Sorriso; Clodoaldo (Bianchi), Nelson Borges e Pita (Toinzinho); Juary, Marco Antônio (Reinaldo) e João Paulo.
Técnico: Ramos Delgado



Palmeiras 1 x 1 Santos

Data: 11/12/1977, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 2ª fase – Grupo H – 3ª rodada (penúltima)
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: 73.532 pessoas (68.327 pagantes e 5.205 menores).
Renda: Cr$ 2.018.220,00
Árbitro: Luís Carlos Félix (RJ).
Cartão amarelo: Macedo (P).
Cartões vermelhos: Pires (P) e Toinzinho (S).
Gols: Jorge Mendonça (44-1); Toinzinho (17-2).

PALMEIRAS
Leão; Rosemiro, Jair Gonçalves, Beto Fuscão e Vacaria; Pires, Jorge Mendonça e Zé Mário; Edu, Toninho e Macedo (Adriano).
Técnico: Jorge Vieira

SANTOS
Ricardo; Nelsinho Baptista, Joãozinho, Fernando e Gilberto Sorriso; Carlos Roberto, De Rosis, Juary e Aílton Lira; Nilton Batata, Toinzinho e João Paulo (Bianchi).
Técnico: Ramos Delgado



Palmeiras continua invicto e o Santos pode se classificar

Recorde de público do Pacaembu. Cerca de 10 mil pessoas ficaram do lado de fora.

Nostalgia e rivalidade, ainda espetáculo do velho clássico

Fonte: Jornal Folha de SP

São Bento 0 x 3 Santos

Data: 16/03/1977, quarta-feira, 21h00.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª turno – Grupo D – 5ª rodada
Local: Estádio Humberto Reale, em Sorocaba, SP.
Público: 8.849 pagantes
Renda: Cr$ 177.490,00
Árbitro: José de Assis Aragão.
Cartão amarelo: Carlos Costa (SB).
Gols: Totonho (25-1), Toinzinho (36-1) e Arlindo (38-1, contra).

SÃO BENTO
João Marcos; Toninho, Clodoaldo, Arlindo e Nelsinho (Batata); Serelepe (Altimar) e Valmir; Tuim, Ademir, Gatãozinho e Carlos Costa.
Técnico: Marcos Pavlovsky

SANTOS
Ricardo; Léo Paraibano, Aílton Silva, Neto e Fernando; Carlos Roberto e Aílton Lira; Reinaldo, Toinzinho, Totonho (Babá) e Rodrigues.
Técnico: Urubatão



Santos fez o que quis com o São Bento

Fontes:
Jornal Folha de SP
– Revista Placar, nº 361