Navegando Posts marcados como Sertãozinho

Santos FC x Sertãozinho FC
Santos Futebol Clube x Sertãozinho Futebol Clube


Retrospecto:

03 jogos
02 vitórias
00 empate
01 derrota
08 gols pró
04 gols contra
04 saldo

Resultados:

22/01/2007 – Santos 4 x 1 Sertãozinho – Paulista – Vila Belmiro
01/03/2008 – Santos 0 x 1 Sertãozinho – Paulista – Frederico Dalmaso
07/04/2010 – Santos 4 x 2 Sertãozinho – Paulista – Vila Belmiro

Sertãozinho 1 x 0 Santos

Data: 01/03/2008, sábado, 18h10.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 12ª rodada
Local: Estádio Frederico Dalmaso, em Sertãozinho, SP.
Público e Renda: N/D
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Auxiliares: Claudson Lincoln Beggiato e Luiz Henrique Ramos da Silva
Cartões amarelos: Galeano, Ricardo Lopes e Jonatas (SER); Rodrigo Souto, Adriano e Betão (S).
Gol: Hugo (42-1).

SERTÃOZINHO
Lauro; Pedro Paulo, Galeano e Erivélton; Ricardo Lopes, Elias, Ceará, Assis (Jonatas) e Júlio César; Hugo (Marcos Denner) e Tuto (Carlinhos).
Técnico: Lori Sandri

SANTOS
Fábio Costa; Denis, Betão, Domingos e Carleto (Marcinho Guerreiro); Adriano, Rodrigo Souto, Molina (Rodrigo Tabata) e Tripodi (Moraes); Wesley e Kléber Pereira.
Técnico: Emerson Leão



Santos perde no interior e volta a ficar pressionado no Paulista

Depois de duas vitórias seguidas no Campeonato Paulista, o Santos levou 1 a 0 do Sertãozinho neste sábado (1º), fora de casa, e voltou a ficar pressionado na parte de baixo da tabela do Campeonato Paulista.

Emerson Leão esperava dar seqüência ao momento positivo após as vitórias sobre o Guarani (3 a 1) e o Ituano (4 a 1) e o empate sem gols na estréia da Libertadores, mas agora precisa voltar a preparar a equipe psicologicamente para a segunda rodada da fase de grupos do torneio continental.

Depois da derrota desta noite, que deixa o time com 14 pontos na 12ª rodada, e ainda preocupado em fugir da proximidade da zona de rebaixamento, o Peixe enfrenta o mexicano Chivas na próxima terça-feira, na Vila Belmiro.

O Sertãozinho, por sua vez, chegou à sua quarta vitória no Estadual e atingiu os mesmos 14 pontos do Santos.

Além de tentar aproveitar o embalo de três resultados considerados positivos, o Alvinegro praiano tinha a pretensão de ser o primeiro “grande” a vencer três vezes seguidas no Paulista.

Mas a idéia passou longe da prática neste sábado, quando o atacante Tuto deu muito trabalho à zaga do Santos e levou bastante perigo a Fábio Costa. Do outro lado do campo, coube à defesa do Sertãozinho mostrar um bom trabalho para frear as investidas de Kléber Pereira.

Foi assim durante o primeiro tempo, quando o Peixe encontrou dificuldades para se impor e viu o time da casa crescer apoiado por sua torcida, que lotou o estádio. Tuto recebeu cruzamento na área aos 42min e deu assistência para Hugo empurrar a bola para as redes (1 a 0), depois de o Santos se tornar passivo em campo.

A etapa complementar foi semelhante, embora com nomes diferentes no gramado. Leão trocou Molina, Carleto e Tripodi por Tabata, Marcinho Guerreiro e Moraes na tentativa de reverter o placar, mas a equipe foi inoperante.

Apesar de chegar a pressionar o time do interior, o Santos levou também um sufoco. Aos 20min, por exemplo, o volante Adriano evitou a ampliação do prejuízo ao afastar uma bola tocada na saída de Fábio Costa.

Santos 4 x 1 Sertãozinho

Data: 22/01/2007, segunda-feira, 20h30.
Competição: Campeonato Paulista – 1ª fase – 3ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 8.157 pagantes
Renda: R$ 79.722,00
Árbitro: Christian Lopes de Oliveira
Auxiliares: Mário Nogueira da Cruz e David Botelho Barbosa
Cartões amarelos: Rondinelli (SE), Adaílton (SA),
Gols: Jonas (20-1), Paulo Santos (23-1) e Fabiano (45-1); Cléber Santana (12-2) e Cléber Santana (23-2).

SANTOS
Fábio Costa; Pedro, Adaílton (Antônio Carlos), Ávalos, e Kléber; Rodrigo Souto, Maldonado, Cléber Santana e Zé Roberto (Rodrigo Tabata); Jonas e Fabiano (Júnior).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SERTÃOZINHO
André Luís; Ricardo Lopes, Erivelton, Paulo Turra e Rondinelli, Leandro Moreno, Ceará, Paulo Santos (Fabiano Souza) e Alexandre (Messias); Cris (Isaías) e Márcio Mixirica.
Técnico: Nenê Belarmino



Santos goleia e mantém 100% de aproveitamento no Paulista-2007

Dois dias depois de vencer o São Caetano, o Santos goleou o Sertãozinho por 4 a 1, nesta segunda-feira, na Vila Belmiro, em jogo antecipado da 5ª rodada do Campeonato Paulista-07.

Com o resultado, a equipe de Vanderlei Luxemburgo, atual campeã estadual, manteve o aproveitamento de 100% na competição –venceu Barueri e São Caetano nas duas primeiras rodadas– e está na liderança do torneio.

Após o jogo de hoje, remarcado em razão de compromisso na Taça Libertadores, o Santos pega o Bragantino, na quinta, e o Guarantiguetá, domingo, antes de iniciar o duelo contra o Blooming (Bolívia) pela fase preliminar do torneio interclubes, no dia 31.

Apesar da maratona de jogos, Luxemburgo preferiu manter a base da equipe –deixou apenas o zagueiro Antônio Carlos e o meio-campista Rodrigo Tabata, normalmente titulares, no banco de reservas.

Nos primeiros minutos de jogo, o Santos encontrou dificuldades para entrar na defesa adversária. A primeira boa chance aconteceu aos 10min, numa cobrança de falta de Kléber que assustou o goleiro André Luís.

Aos 20min, o Santos chegou ao primeiro gol. Após cobrança de escanteio e de um desvio, Jonas cabeceou forte e marcou.

No entanto, três minutos depois, Paulo Santos apareceu livre na área santista e chutou forte para empatar.

O Santos continuou pressionando, em chutes de Pedro, Cléber Santana e Zé Roberto que não acertaram o alvo. Aos 30min, o Sertãozinho teve ótima chance para marcar: após cruzamento da esquerda, Cris apareceu livre e cabeceou forte, exigindo ótima defesa de Fábio Costa.

Aos 42min, o Santos chegou com perigo. Após cruzamento, Jonas apareceu livre dentro da área, mas cabeceou para fora.

Já nos acréscimos, aos 46min, a equipe da casa chegou ao segundo gol quando Cléber Santana, dentro da área, bateu cruzado e Fabiano se esticou para empurrar para o gol.

Para a etapa final, o Santos voltou com Júnior no lugar de Fabiano. E demorou apenas doze minutos para ampliar o resultado quando o lateral Pedro invadiu a área e foi derrubado.

Cléber Santana ficou com a obrigação de cobrar. Na primeira chance, o goleiro André Luís defendeu, mas o árbitro Christian Lopes de Oliveira, atendendo um aviso do assistente, mandou repetir a cobrança. Cléber Santana foi para a bola novamente e não deu chance ao goleiro adversário, 3 a 1.

Aos 25min, o Santos chegou ao quarto gol. Cléber Santana dominou a bola fora da área e chutou com violência, no ângulo, e o goleiro André Luís só olhou.