Santos 4 x 2 Sport Recife

Data: 28/11/2020, sábado, 17h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 23ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Bruno Raphael Pires e Christian Passos Sorence (ambos de GO).
VAR: Braulio da Silva Machado (SC).
Cartões amarelos: Lucas Veríssimo, Jobson e Lucas Lourenço (S); Adryelson, Lucas Mugni e Marquinhos (SR).
Gols: Marinho (05-1, de pênalti), Lucas Braga (11-1), Marquinhos (27-1) e Leandro Barcia (45-1); Bruno Marques (25-2) e Soteldo (36-2, de pênalti).

SANTOS
John; Pará, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Felipe Jonatan (Wagner Leonardo); Diego Pituca, Jobson (Sandry) e Lucas Lourenço (Soteldo); Marinho, Lucas Braga (Madson) e Kaio Jorge (Bruno Marques).
Técnico: Cuca

SPORT RECIFE
Luan Polli; Adryelson (Jonatan Gomez), Iago Maidana e Chico; Patric, Ricardinho (Bruninho), Márcio Araújo (Ronaldo Henrique), Lucas Mugni (Mikael) e Junior Tavares; Marquinhos (Maxwell) e Leandro Barcia.
Técnico: César Lucena



Estreante brilha, e Santos vence o Sport após “apagão” na Vila Belmiro

O Santos venceu o Sport por 4 a 2 na noite deste sábado, na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Marinho, Lucas Braga, Bruno Marques e Soteldo. Marquinhos e Leandro Barcia fizeram para o Leão.

O Peixe abriu 2 a 0 cedo, mas parou de jogar e sofreu o empate ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, o Alvinegro custou a encontrar espaços, porém, contou com o brilho de mais um Menino da Vila.

Bruninho, estreante como profissional, recebeu cruzamento de Marinho e cabeceou com categoria cinco minutos depois de entrar. Ainda deu tempo para Soteldo fazer o quarto e matar o jogo para os donos da casa.

Com a vitória, o Santos pula para a quinta colocação, com 37 pontos. O Sport é o 16ª, com 25.

O jogo

O início do Santos foi avassalador. Aos cinco minutos, Marinho cobrou falta, desvio com a mão na defesa do Sport e pênalti marcado. O camisa 11 converteu.

Logo depois, aos 11 minutos, Lucas Veríssimo acionou Lucas Braga após escanteio curto e o atacante não perdoou. Ambos os lances a favor do Peixe tiveram auxílio do VAR.

Daí para frente, porém, o Alvinegro parou. O Leão começou a ganhar confiança, dominou o meio-campo e diminuiu com Marquinhos, no minuto 27, em linda jogada de Patric.

Nos acréscimos, o Sport chegou ao empate. Lucas Mugni cruzou alto e Leandro Barcia, sozinho, cabeceou no contrapé de John. 2 a 2 na etapa inicial.

A etapa final começou de forma bem diferente. O Santos sem criatividade diante de um Sport bem fechado na defesa. E o Peixe precisou novamente de sua base para colocar emoção no confronto.

Aos 20 minutos, Cuca sacou Kaio Jorge para a entrada de Bruno Marques. E logo depois, aos 25, o centroavante aproveitou cruzamento de Marinho para desempatar logo na sua estreia como profissional.

O gol de Bruninho mudou a partida. Com mais tranquilidade, o Santos encontrou espaços e ampliou. Aos 34, Marinho aproveitou passe de Soteldo e sofreu pênalti. O venezuelano converteu e matou o jogo para o Peixe.

Bastidores – Santos TV:

Cuca elogia “determinação” do Santos para buscar vitória e explica John titular: “Meio certo”

Cuca elogiou a “determinação” do Santos para vencer o Sport por 4 a 2 na noite deste sábado, na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Peixe abriu 2 a 0 cedo, mas cedeu o empate ainda no primeiro tempo e precisou reagir na etapa final.

“Começamos muito bem. Fizemos gols nas primeiras oportunidades. Adversário se soltou um pouco mais, e numa jogada pela direita do Patric saiu o gol. Com 2 a 1 é outro jogo, adversário ganha confiança e corpo. O empate aconteceu em um contra-ataque de bola parada a nosso favor. No segundo tempo fiz mexidas, corrigimos algumas situações de posicionamento e movimentação. E fizemos segundo tempo precioso, bem ajustado, sem dar muitas chances ao Sport e criando. Fizemos terceiro e quarto e administramos bem o jogo. Com 2 a 0 tomar o empate o emocional vem para a conta, tem desgaste de jogo e viagem, mas nada disso influenciou. Foram determinados e souberam jogar o segundo tempo”, disse Cuca, em entrevista coletiva.

O treinador também explicou a decisão por John titular, com João Paulo no banco de reservas depois da covid-19.

“É a história do meio certo e meio errado. O que fizéssemos estaríamos meio errado. E seria assim com John ou João Paulo. Pesamos o momento, o gol é delicadíssimo. Tive tantos problemas no Botafogo e levo como maior aprendizado na minha vida. Pensamos nesse jogo contra o Sport e mais decisivo ainda contra a LDU. João saiu por covid, por coerência teria que voltar, mas coerência e necessidade andam juntas. Hoje, o momento do John é confiança pura. De todos os companheiros dele. João saindo e retomando treinamentos, buscando titularidade. Optamos pelo momento do John e acho que acertamos”, explicou o técnico.

Cuca vê Bruninho como atacante ‘único’ no Santos: “Está preparado”

A estrela de Cuca brilhou durante a vitória do Santos por 4 a 2 sobre o Sport na noite deste sábado, na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico promoveu a estreia de Bruno Marques, conhecido como Bruninho, como profissional. E o centroavante entrou aos 20 e fez o gol do desempate aos 25 minutos.

“Estamos vendo o Bruno há bastante tempo, conversando com ele. Está preparado, está no sub-23 e temos acompanhado o trabalho. Contra três zagueiros precisávamos de referência para ganhar essa bola, dispor aos demais. Sport defendia com linha de cinco, bem postado. Era mais difícil o caminho da velocidade. Conversamos com o Marinho sobre termos agora essa referência. E Bruno, com tempo de bola preciso, fez um bonito gol e nos ajudou muito. Fez paredes, protegeu, fez o pivô. Foi muito bem, ainda mais por ser estreia”, disse Cuca, em entrevista coletiva.

Bruninho tem 21 anos e 1,93 m de altura. O cabeceio, como no gol diante do Sport, é sua especialidade. As características são diferentes em relação aos concorrentes da posição: Kaio Jorge, Marcos Leonardo e Raniel.

Bruninho está emprestado pelo Lagarto (SE) até 31 de dezembro de 2020. O valor de compra combinado é de R$ 600 mil por 70% dos direitos econômicos.

Bruno Marques, do Santos, admite talento pelo alto: “Pode botar na área que vou ajudar”

Bruno Marques foi a grande novidade do Santos na vitória por 4 a 2 sobre o Sport na noite deste sábado, na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O centroavante estreou como profissional com gol pelo Peixe, o terceiro. Ele entrou aos 20 e marcou de cabeça aos 25, na sua especialidade.

“Passou aquele filme na cabeça, um frio na barriga. Olhei o bandeirinha e saí correndo, queria comemorar mesmo! Joga na área que eu vou estar brigando. No Aspirantes fiz 5 gols de cabeça. Se eu puder ajudar, pode botar bola na área que eu vou ajudar a fazer o gol”, disse Bruno, ao Premiere.

“Eu já tinha sonhado que na estreia eu faria um gol. Entrei muito confiante e com muita fé que esse gol iria sair. Estou muito feliz, trabalhei muito, batalhas. Esperei muito por isso! Deus honrou”, completou.