Navegando Posts marcados como Tata

Ferroviário-MA 0 x 3 Santos

Data: 04/12/1976, sábado
Competição: Torneio Hexagonal Governador Nunes Freire – 3ª rodada (antepenúltima)
Local: Estádio Nhozinho Santos, em São Luís, MA.
Público: N/D
Renda: Cr$ 38.275,00
Árbitro: Nacor Benedito Arouche (MA)
Gols: Julinho (19-1); Tata (15-2) e Tata (16-2).

FERROVIÁRIO EC (MA)
Assis; Gojobinha, Alzimar, Gonçalves e Selo; Jorge Santos, Riba (Vivico) e Saneguinha; Isaias, Odilon e Dario.
Técnico: Rinaldi Maia

SANTOS
Wilson Quiqueto; Fernando, Aílton Silva, Bianchi e Almeida; Neto, Aílton Lira (Admundo) e Nilton Batata; Zé Mário (Jorginho Maravilha), Tata e Julinho.
Técnico: Zé Duarte


Santos 1 x 0 São Paulo

Data: 30/10/1976, sábado, 21h00.
Competição: Amistoso
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: mais de 6.000
Renda: Cr$ 96.945,00
Árbitro: Alfredo Gomes.
Gol: Tata (32-1).

SANTOS
Wilson Quiqueto; Fernando, Aílton Silva, Bianchi e Almeida (Zé Carlos); Carlos Roberto, Aílton Lira (Admundo) e Zé Mário; Capitão, Tata (Tostão) e Freitas (Clodoaldo).
Técnico: Zé Duarte

SÃO PAULO
Pascoalim; Nelsinho Baptista (Joel), Paranhos, Eduardo e Gilberto Sorriso; Chicão e Frazão; Terto, Ademir (Teodoro), Rocha (Serginho Chulapa) e Adilton (Zé Carlos).
Técnico: Mário Juliatto



Na Vila Belmiro, Santos e São Paulo nada apresentaram

Chamada pela imprensa de “amistoso da fome”. Partida amistosa de interesse financeiro, ambos os clubes foram desclassificados da fase final do Campeonato Brasileiro.

Fontes:
Jornal Folha de SP
Estadão

Santos 1 x 3 Internacional

Data: 26/09/1976, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – Grupo A – 7ª rodada (penúltima)
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo, SP.
Público: 83.895 presentes (79.892 pagantes e 4.003 menores)
Renda: Cr$ 1.846.680.00
Árbitro: Airton Vieira de Morais
Gols: Tata (20-1); Escurinho (22-2), Dario (26-2) e Escurinho (28-2).

SANTOS
Wilson Quiqueto; Fernando, Neto, Bianchi e Almeida; Carlos Roberto e Zé Mário (Capitão); Tata, Toinzinho, Aílton Lira e Edu.
Técnico: Zé Duarte

INTERNACIONAL
Manga; Cláudio, Figueroa, Marinho e Chico Fraga (Zé Maria); Caçapava e Batista; Valdomiro, Jair (Escurinho), Dario Maravilha e Lula.
Técnico: Rubens Minelli



Santos caiu na reação do Internacional

Escurinho entrou para decidir mais um jogo para o campeão brasileiro, numa virada de seis minutos: 3 a 1. Faltou malícia ao time de Zé Duarte

Contra o Inter veio o teste mais difícil para o novo Santos. Preocupado em enfrentar o atual campeão brasileiro e octa gaúcho, o técnico Zé Duarte mudou sistema tático e despersonalizou o time.

Mesmo refugiando-se e temendo o adversário, o Santos conseguiu marcar o primeiro gol da partida. Depois disso, por ter-se encolhido, foi castigado com uma virada desmoralizante: 2 a 1. O grande público que prestigiou este jogo, deixando nas bilheterias a renda recorde do campeonato, saiu frustrado e desanimado de ver mais uma falha: a covardia.

A desolação da primeira derrota

Fonte: Jornal Folha de SP


Figueirense 1 x 4 Santos

Data: 04/09/1976, sábado, 20h30.
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – Grupo A – 2ª rodada
Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, SC.
Público: N/D
Renda: Cr$ 74.070,00
Árbitro: Valquir Pimentel (RJ).
Gols: Tata (44-1); Edu (16-2), Edu (30-2), Caco (36-2) e Aílton Lira (43-2).

FIGUEIRENSE
Ladel; Nelson, Casagrande e Escurinho; Gilson, Caco e Sidnei; Moacir, Luis Antonio, Zé Carlos (Ipojucã) e Hélio Pires.
Técnico:

SANTOS
Wilson Quiqueto; Fernando, Bianchi, Neto e Mário Válter; Carlos Roberto e Aílton Lira; Tata, Zé Mário (Juary), Toinzinho e Edu.
Técnico: Zé Duarte


Santos 2 x 1 Caxias-RS

Data: 01/09/1976, quarta-feira, 21h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 1ª fase – Grupo A – 1ª rodada
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: N/D
Renda: Cr$ 366,875.00
Árbitro: José Aldo Pereira (RJ).
Cartões amarelos: Sérgio, Djair e Luiz Carlos Nana (C).
Gols: Tata (32-2), Tata (37-2) e Cedenir (44-2).

SANTOS
Wilson Quiqueto; Fernando, Bianchi, Neto e Mário Válter; Carlos Roberto e Aílton Lira; Tata, Juary (Zé Mário), Toinzinho e Edu.
Técnico: Zé Duarte

CAXIAS
Bagatini; Sérgio Vieira, Cedenir, Luiz Felipe Scolari e Cegatto; Clóvis (Paulo César) e Djair (Nana); Claudinho, Maurinho, Raul e Jurandir.
Técnico: Marcos Eugênio



Santos estreia com vitória contra o Caxias

Fonte: Jornal Folha de SP