Navegando Posts marcados como Galhardo


Vídeos: (1) Gols e (2) melhores momentos.

Santos 2 x 0 Flamengo-PI

Data: 17/04/2013, quarta-feira, 22h00.
Competição: Copa do Brasil – 1ª fase – Jogo de volta
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: 8.732 pagantes
Renda: R$ 133.300,00
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Ezequiel Barbosa Alves (MS).
Cartões amarelos: Edu Dracena (S); Leo Maceió, Rafael Araújo, Duda e Darlan (F).
Gols: Rafael Galhardo (25-2) e Neymar (40-2).

SANTOS
Rafael; Rafael Galhardo, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Arouca (Felipe Anderson), Cícero e Montillo; Patito Rodriguez (Giva) e Neymar.
Técnico: Muricy Ramalho

FLAMENGO-PI
Robson; Niel, Duda, Rafael Araújo e Rafinha (Darlan); Marcelo, Alessandro, Leo Maceió e Neílson (Wildinho); Lúcio (Augusto) e Édson Di.
Técnico: Josué Teixeira



Com gols no segundo tempo, Santos vence e elimina Flamengo-PI

O lateral Galhardo e Neymar marcaram para o Santos em vitória conquistada na Vila Belmiro

Com dificuldades no primeiro tempo, o Santos se impôs na etapa complementar e derrotou o Flamengo-PI, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. O lateral-direito Rafael Galhardo e o atacante Neymar fizeram os gols do triunfo do Peixe, que havia empatado por 2 a 2 no jogo de ida, da primeira fase da Copa do Brasil.

Após eliminar os nordestinos, o time santista agora irá enfrentar o Joinville, na próxima etapa da competição nacional. O próximo desafio dos alvinegros é diante do Penapolense, domingo, às 16 horas (horário de Brasília), na Vila, pelo Campeonato Paulista.

O jogo

O Santos começou a partida melhor e pressionando o Flamengo-PI. Aos cinco minutos, o meia Montillo aproveitou um rebote dado pela zaga adversária e, da entrada da área, chutou forte, para boa defesa de Robson. O zagueiro Durval tentou completar para o gol, só que a defesa nordestina afastou o perigo.

Em busca do primeiro gol, o Peixe teve mais uma chance, desta vez com Neymar. Aos 13, a Joia fez jogada individual e, quando se prepara para o arremate, caiu após choque com o zagueiro Rafael Araújo. O atacante reclamou pênalti, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.

Os santistas tiveram mais uma boa oportunidade de gol, aos 36, quando o lateral Rafael Galhardo recebeu de Montillo pela direita e cruza rasteiro. Róbson deu rebote, mas o ataque do time praiano não aproveitou a chance de abrir o placar.

Antes do intervalo, os piauienses ainda se arriscaram no ataque e deram um susto na torcida alvinegra. Aos 45, Édson Di driblou a marcação e bateu de fora da área, para boa defesa de Rafael, que desviou a bola para escanteio.

O Santos voltou para o segundo tempo criando novas chances de gol. Aos quatro, Arouca lançou Montillo, que cruzou da direita para Patito Rodriguez, mas a finalização saiu desviada, pela linha de fundo.

Pouco depois, aos oito, Neymar dominou no peito e, de frente para Robson, viu o arqueiro do Flamengo-PI sair bem da meta e travar o seu chute, evitando o primeiro gol dos donos da casa.

Aos 11, a Joia arrancou pelo lado esquerdo, deixou os seus marcadores para trás e soltou a bomba, de perna esquerda, defendida por Robson. O goleiro da Raposa espalmou a bola para escanteio.

Insatisfeito com o rendimento da equipe, o técnico Muricy Ramalho trocou o argentino Patito Rodriguez pelo jovem Giva, aos 18. No minuto seguinte, o Peixe voltou a levar perigo ao gol dos visitantes. Em cobrança de falta, após jogada ensaiada, Neymar chutou à esquerda do gol piauiense.

Depois de tanto insistir, enfim, os santistas chegaram ao gol. Aos 25, Galhardo resolveu soltar a bomba de fora da área e a bola entrou no ângulo direito de Robson, que não conseguiu evitar o gol que abriu o placar para os alvinegros.

Com a desvantagem no marcador, o técnico do Flamengo-PI, Josué Teixeira, resolveu queimar as suas três alterações. Lúcio saiu para a entrada de Augusto, Neilson deixou o campo, sendo substituído por Wildinho, e, por último, Rafinha foi sacado, dando lugar a Darlan. Já Muricy, aos 35, trocou o volante Arouca pelo meia Felipe Anderson, para os minutos finais do confronto.

Antes do fim do jogo, aos 40, Neymar fez grande lance individual, driblando um zagueiro na entrada da área, tirando mais dois marcadores com um corte seco e finalizando, com precisão, para o fundo das redes: 2 a 0 para o Santos.

Bastidores – Santos TV:

Neymar reclama de marcação adversária e defende atuação santista

Atacante do Santos, autor do segundo gol da vitória diante do Flamengo-PI, reclamou da violência dos adversários: “Hoje eles bateram mais ainda”

Mesmo sem conseguir apresentar um grande futebol, o Santos venceu o Flamengo-PI, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, e se classificou para a segunda fase da Copa do Brasil. Irritado com a marcação adversária, o atacante Neymar reclamou de algumas faltas duras cometidas pelos nordestinos e lembrou do primeiro jogo entre as duas equipes, disputado na última quarta, em Teresina (PI).

“Foi difícil, eu já tinha falado que o time deles é forte. Eles estavam empolgados lá, com a torcida incentivando, (os marcadores) batendo para caramba. Hoje (quarta) eles bateram mais ainda, só que foram derrotados”, disse o atacante, para depois falar sobre a atuação santista.

Indagado se o Peixe teria deixado a desejar, perante a sua torcida, Neymar retrucou e destacou as dificuldades encontradas pelo time praiano na partida. “A gente começou a trabalhar a bola, quem vê de fora acha que é fácil, mas não é assim. Você precisa ter paciência para encontrar os espaços”, comentou.

Sobre o seu gol, nos minutos finais do confronto, o camisa 11 alvinegro enalteceu o início da jogada, com o meia Montillo, antes da definição do lance. “Foi uma ótima jogada do Montillo, em que eu dominei a bola, consegui passar por dois ou três marcadores e fiz o gol”, encerrou.

Autor do 1º gol contra Flamengo-PI, Galhardo cita “pressentimento”

Questionado sobre o lance do gol, Rafael Galhardo não demonstrou surpresa pela felicidade no chute, que acertou o ângulo direito do goleiro Robson

Autor do gol que abriu caminho para a vitória sobre o Flamengo-PI, por 2 a 0 , na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, o lateral-direito Rafael Galhardo falou sobre o lance. Feliz por ter marcado pela primeira vez com a camisa do Santos, em jogos oficiais – o ala fez gol contra o Grêmio Barueri, em amistoso disputado no início deste ano -, Galhardo contou que teve um “pressentimento” de que iria balançar as redes nesta partida, que classificou o Peixe para a segunda fase da Copa do Brasil.

“Estava pressentindo que iria fazer o gol e dedico (o tento anotado) para a minha esposa”, disse o camisa 4 santista, que voltou a ser titular contra os piauienses, após ter ficado na reserva do improvisado volante Alan Santos, na goleada sobre o União Barbarense, no último sábado, pelo Campeonato Paulista.

Questionado sobre o lance do gol, Rafael Galhardo não demonstrou surpresa pela felicidade no chute, que acertou o ângulo direito do goleiro Robson, aos 25 minutos do segundo tempo. “O time deles estava fechado, e eu costumo chutar de longe nos treinamentos. Meus companheiros me incentivam para arriscar e acabou saindo o gol”, concluiu.

Classificado, o Alvinegro Praiano agora enfrenta o Joinville (SC), na segunda fase da competição nacional.

Santos 4 x 0 Grêmio Barueri

Data: 16/01/2013, quarta-feira, 21h00.
Competição: Amistoso
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: 14.589
Renda: R$ 377.425,00.
Árbitro: Renato Aparecido Fazanaro Canadinho
Cartões amarelos: Guilherme Santos e Montillo (S); Douglas, Marcio Pit, Maurício e Maycon (GB).
Gols: Neymar (25-1, de pênalti) e Galhardo (46-1); Miralles (06-2) e Bill (11-2).

SANTOS
Rafael (Aranha/Vladimir); Galhardo (Bruno Peres), Neto (Jubal), Durval (Gustavo Henrique) e Guilherme Santos (Paulo Henrique); Renê Júnior (Adriano), Arouca (Alan Santos), Cícero (Pato Rodriguez) e Montillo (Miralles); Neymar (Bill) e André (Victor Andrade/Gabriel).
Técnico: Muricy Ramalho

BARUERI
Mateus (Vagner); Mauricio Leal, Maycon e Lucas Claser; Júnior Rodrigues, Douglas Marques, Luan Andrade, Alê (Cristian ) e Marcio Pit; Tiago Brito (Pará) e Mauricio.
Técnico: Roberto Cavalo



Em noite de festa, Santos goleia o Barueri em treino de luxo para o Paulistão

Na estreia de Montillo e Cícero com a camisa do Santos, Neymar foi o destaque da primeira etapa e deixou a sua marca

Na apresentação dos novos reforços para 2013, o Santos aproveitou a fragilidade do Barueri e goleou por 4 a 0, nesta quarta, no Pacaembu, em treino de luxo antes da estreia do Paulistão. Montillo, Cícero e cia. atuaram na primeira etapa e os titulares marcaram dois gols, com Neymar e Galhardo. Muricy trocou o time inteiro e o Santos ampliou com Miralles e Bill.

Cinco dos novos reforços do Santos começaram a partida amistosa. Além do argentino Montillo, trajando a camisa 10 de Pelé, o zagueiro Neto, o volante Renê Junior, o lateral Guilherme Santos e o meia Cícero foram escalados como titulares. Os outros reforços da equipe paulista para 2013, Marcos Assunção, Pinga e Nei, não atuaram no amistoso.

Logo no primeiro lance da partida veio o primeiro ato da dupla Neymar e Montillo no Santos. O camisa 11 escapou pela esquerda, passou por dois zagueiros e cruzou para o meia argentino. Montillo apareceu sozinho dentro da área e cabeceou para fora.

O Barueri chegou apenas uma vez na primeira etapa. Márcio Pit acertou uma falta no travessão de Rafael, que já estava batido, e quase marcou para o time do interior. Porém, o Santos tem um time melhor tecnicamente e voltou a levar perigo em bela triangulação entre Montillo, André e Neymar. Com toques rápidos e movimentação, o camisa 11 saiu na cara do gol, mas mandou por cima da meta.

Mesmo voltando de férias e ‘teoricamente’ fora de ritmo de jogo, Neymar corria e driblava por todo o campo. O atacante fez bela arrancada pela direita, deixou três marcadores para trás e cruzou para Galhardo, que chutou em cima do goleiro Matheus.

Em nova aparição de Galhardo, o lateral recebeu passe de Montillo dentro da área e foi derrubado por Márcio Pit. Neymar cobrou o pênalti no canto direito, e abriu o placar.

Enquanto o Santos marcava a saída de bola do adversário e criava jogadas de perigo, o Barueri deixou o clima amistoso de lado e entrava duro nos santistas, principalmente em Neymar, para a irritação de Muricy Ramalho e dos torcedores. Com mais posse de bola e iniciativa, o Santos ampliou nos acréscimos da primeira etapa. Em nova subida de Galhardo pela direita, o lateral tentou cruzamento, mas a bola desviou no zagueiro Maycon e entrou.

Para preservar seus titulares para a estreia do Paulistão, Muricy trocou todo o time para a segunda etapa e mandou a seguinte formação para o campo: Aranha; Bruno Peres, Jubal, Gustavo e Paulo Henrique; Adriano, Alan Santos e Patito Rodrigues; Miralles, Bill e Victor Andrade.

O Santos logo fez o seu terceiro gol, com Miralles, aos sete. O argentino recebeu cruzamento de Patito Rodrigues e só completou para as redes. Quatro minutos depois, Bill bateu forte de esquerda e marcou o quarto do time de Muricy. O atacante ainda perdeu um gol embaixo das traves na sequência. E o Santos passou com facilidade pelo seu último teste antes do Paulistão.

Acompanhados de Neymar, os meias Montillo e Cícero e os novos reforços santistas fazem a primeira partida oficial com a camisa alvinegra neste sábado, diante do São Bernardo, fora de casa, na estreia do Paulistão 2013.

Bastidores – Santos TV:

Montillo aprova parceria com Neymar, mas admite falta de entrosamento

Novo camisa 10 do Santos elogiou a dupla com Neymar, mas ressaltou que ainda ‘falta muito’ para pegar ritmo e ganhar entrosamento com o time

O meia Montillo, novo camisa 10 do Santos, fez a sua estreia pelo time paulista na goleada diante do Barueri, por 4 a 0. O argentino aprovou a primeira vez que jogou ao lado de Neymar e se mostrou animado com a nova parceria.

“Aos poucos, vamos melhorando. Já deu para ver que o Neymar e eu podemos nos entender dentro em campo e fazer boas partidas”, comentou Montillo ao deixar o campo no intervalo.

A dupla mostrou a que veio logo no primeiro lance de partida. Neymar fez bela jogada pela esquerda, deixando dois marcadores para trás e cruzou para Montillo cabecear. O argentino arrematou para fora. “Infelizmente, eu errei. Não tinha visto onde estava o gol”, disse o meia.

Os dois voltaram a aparecer juntos em rápida triangulação ao lado do centroavante André. Neymar chutou por cima, após ficar de frente para o gol.

Mesmo com a boa atuação, o argentino frisou que ainda tem muito a melhorar, principalmente em relação ao entrosamento com Neymar e com o restante do time. “Para mim ainda falta muito, no entrosamento e na parte física também. Com o ritmo de jogo vai ter isso, depois do segundo ou terceiro jogo do Paulista”, prometeu o novo camisa 10 do Santos.

Muricy promove estreia de Gabigol, mas pede calma com promessa

“Não pode se entusiasmar, pois ele vai voltar para a base. Colocamos o garoto só para sentir o gosto, ele vai entrar pouco a pouco”, disse o treinador

Uma das promessas do Santos para o futuro, o meia-atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, fez a sua estreia no elenco principal do clube. O garoto, de apenas 16 anos de idade, entrou nos minutos finais da vitória de 4 a 0 sobre o Barueri, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, no lugar do também jovem Victor Andrade. Gabigol foi aplaudido pela torcida santista presente ao estádio.

Apesar de ter colocado o meia-atacante para fazer a sua primeira partida entre os profissionais, o técnico Muricy Ramalho não quis fazer elogios rasgados para Gabriel Barbosa. “O Gabigol não pode se entusiasmar, pois amanhã (quinta) ele vai voltar para a base. Colocamos o garoto só para sentir o gosto, ele vai entrar pouco a pouco. Ele está conosco de vez em quando. Quis dar uma oportunidade para o Gabriel saber o que é jogar no Pacaembu, com muita gente assistindo. É uma experiência a mais na trajetória dele”, analisou.

O treinador ainda aproveitou para pedir calma com o lançamento de Gabigol na equipe principal. “Ele é um menino que tem boa personalidade, mas sabe que precisa ter paciência. Ele tem que aprender muito e ser humilde. É uma promessa do clube e temos que tomar conta desse jogador”, explicou.

Sorridente com a primeira chance entre os profissionais, o novato mostrou ter assimilado as palavras de Muricy e garantiu não ter pressa para se firmar no time principal alvinegro. “Tenho muito respeito pelo professor Muricy Ramalho, que é um grande profissional e tem muita experiência. Estou tranquilo. Sei que tenho de trabalhar e muito para buscar o meu espaço. Todos os jogadores do mundo têm alguma coisa para aprender e eu não sou diferente. Tenho só 16 anos”, comentou.

Indagado sobre a emoção de ter feito a sua estreia no elenco profissional, Gabigol não escondeu a sua felicidade. “Quando eu entrei em campo, a torcida aplaudiu. Arrepiou todo o meu corpo. Estou muito contente. É uma felicidade enorme”, emendou.