Navegando Posts marcados como Bruno Marques

Santos 2 x 1 Inter de Limeira

Data: 18/04/2021, domingo, 20h00.
Competição: Campeonato Paulista – Grupo D – 6ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo.
Auxiliares: Fabrini Bevilaqua Costa e Vitor Carmona Metestaine.
VAR: Pericles Bassols Pegado Cortez.
Cartões amarelos: Lucas Barbosa, Lucas Lourenço e Alex (S); Thalisson, Deivid e Rondinelly (I).
Cartões vermelhos: Guilherme Nunes (S).
Gols: Deivid (16-1, contra) e Lucas Batatinha (28-1); Bruno Marques (41-2).

SANTOS
Vladimir; Robson, Luiz Felipe e Alex; Vinícius Balieiro, Guilherme Nunes, Lucas Barbosa (Sandro), Lucas Lourenço (Marinho) e Jhonnathan (Wellington Tim); Ângelo (Bruno Marques) e Kaio Jorge (Soteldo).
Técnico: Ariel Holan

INTER DE LIMEIRA
Rafael Pin; Elacio, Renan Fonseca, Thalisson e Rafael Santos; Deivid (Lucas Balardim), Igor Henrique, Thiaguinho (Bruno Xavier) e Rondinelly (Felipe Saraiva); Lucas Batatinha e Roger.
Técnico: Thiago Carpini



Com um a menos, Santos derrota Inter de Limeira e conquista segunda vitória no Paulista

O Santos conseguiu reencontrar o caminho das vitórias no Campeonato Paulista neste domingo. Jogando na Vila Belmiro, o time enfrentou a Inter de Limeira e conquistou o triunfo pelo placar de 2 a 1, pela sexta rodada da competição.

Com o resultado, o Peixe chegou a nove pontos e saltou para a liderança do Grupo D. Já o Leão da Paulista segue na lanterna do Grupo A, com apenas três pontos.

O Santos volta a campo nesta terça-feira, quando estreia pela fase de grupos da Libertadores contra o Barcelona-EQU, às 19h15 (de Brasília), na Vila.

O jogo

A Inter de Limeira teve a primeira chegada e ameaçou sair na frente logo aos três minutos, quando Rondinelly bateu forte por cima do gol de Vladimir. Porém, o Santos respondeu, foi para o ataque e conseguiu abrir o placar aos 16 minutos. Em escanteio cobrado por Lucas Lourenço pela esquerda, a bola passou por Robson e pelo goleiro Rafael Pin, bateu em Deivid e foi para as redes, deixando o Peixe em vantagem com um gol contra.

Só que o Leão da Paulista não se intimidou com o gol sofrido e empatou aos 28. Rondinelly recebeu passe de Elacio e lançou na área para Lucas Batatinha, que tocou com categoria na saída de Vladimir e igualou os marcadores.

As duas equipes seguiram buscando o gol e criaram mais algumas oportunidades para balançar as redes. Em jogada ensaiada dos visitantes aos 35 minutos, Igor Henrique finalizou forte da entrada da área e acabou mandando por cima. O Alvinegro Praiano deu resposta aos 45 com um chute de Ângelo no cantinho, mas Rafael Pin fez boa defesa e o resultado foi mantido até o intervalo.

O segundo tempo do confronto começou quente, com dois cartões amarelos para jogadores da Inter antes dos primeiros cinco minutos do período. Entretanto, a situação ficou pior para os donos da casa aos 14, quando Guilherme Nunes deu entrada dura em Elacio e, após análise do VAR, o volante foi expulso. Dessa forma, o Leão da Paulista passou a atuar de forma mais ofensiva atrás do gol da virada.

A Inter de Limeira obteve o controle da partida e construiu uma boa chance aos 28 minutos, quando Roger recebeu lançamento em profundidade na área e finalizou, mas pegou mal e Vladimir agarrou. Depois, aos 30, Lucas Batatinha ficou livre na área com a bola e tentou bate tirando do goleiro, porém acabou mandando para fora.

Tentando esboçar uma reação, o técnico Ariel Holan, que já havia colocado Soteldo, mandou Marinho para o jogo, que buscou chegar ao gol aproveitando a velocidade da dupla. O Peixe conseguiu deixar a partida mais equilibrada, mas foi em uma bola parada que a equipe marcou o tento da vitória.

Aos 41 minutos, Soteldo cobrou falta na área, Rafael Pin não segurou e Bruno Marques estava atento para aproveitar a sobra e mandar para as redes. Depois de o VAR analisar o lance por seis minutos, o gol foi confirmado. A Inter não desistiu e foi com tudo para o ataque nos últimos instantes, mas o Santos se segurou bem e saiu de campo com o triunfo.

Bastidores – Santos FC:

Ariel Holan destaca atuação de jovens do Santos e explica opção por três zagueiros

De olho na estreia na fase de grupos da Libertadores, o Santos entrou em campo diante da Inter de Limeira com um time repleto de jovens. A estratégia deu resultado e o Peixe conseguiu superar o adversário por de 2 a 1.

O técnico Ariel Holan destacou a atuação da jovem equipe após a partida. O técnico afirmou que os jogadores precisam ganhar experiência e que ainda é muito cedo para tirar conclusões sobre cada um, mas ressaltou que ficou muito contente com o desempenho do time.

“Hoje eu analiso o jogo como um time reserva, porque teremos que jogar a Libertadores em 48 horas. Mas sabemos que alguns jovens precisam ganhar experiência, e que a única maneira de fazer isso é jogando. São jovens, e não se pode ser categórico no que pensam, porque precisam de um processo de adaptação de trabalho e oportunidades de jogo”, disse.

“À medida que vão jogando, vamos tirando conclusões. Hoje é muito prematuro fazer análises sobre eles, mas estou muito feliz com o que fizeram dentro de campo”, completou o comandante argentino.

Holan ainda explicou porque decidiu iniciar a partida com uma formação de três zagueiros. O técnico declarou que a ideia era ter uma boa atuação nas bolas paradas, porém descartou que a equipe titular entre em campo utilizando este sistema.

“São opções, mas hoje buscamos também na altura, porque queríamos fazer um bom jogo na bola parada ofensiva e defensiva e realizar um jogo de transições. Hoje decidimos jogar dessa maneira, mas o time principal tem outro estilo de jogo e outra maneira de jogar. Vamos fazendo alternativas para os times diferentes que podemos armar”, completou o treinador.

Goleiro Vladimir valoriza vitória do Santos contra Inter de Limeira: “Seguimos vivos no Paulistão”

A vitória deste domingo do Santos por 2 a 1 sobre a Inter de Limeira, na Vila Belmiro, foi comemorada pelo goleiro Vladimir. O camisa 1 do Peixe reconhece que a atuação da equipe não foi de alto nível, mas destacou a importância do resultado, que levou o time à liderança do grupo D do Campeonato Paulista, somando agora nove pontos ganhos.

“É difícil exigir um entrosamento satisfatório de uma equipe que entra em campo bastante modificada. Isso já era esperado. Mas não faltou empenho e o time lutou o tempo todo. Mesmo com um jogador a menos durante boa parte do segundo tempo, conquistamos um resultado importantíssimo. Seguimos vivos no Paulistão e vamos buscar a classificação para as quartas de final”, declarou.

O jogo deste domingo foi o terceiro de Vladimir na meta santista no estadual. Nas duas primeiras rodadas, o goleiro também foi o titular nos confrontos com o Santo André, em 28 de fevereiro, e diante da Ferroviária, no dia 3 de março.

“Estava sem jogar há um mês e meio, mas a dedicação é máxima em todos os treinos. Estou sempre preparado para quando o Professor Ariel Holan precisar de mim”, finalizou o camisa 1 do Alvinegro.

Bruno Marques celebra gol da vitória e exalta importância do resultado para Libertadores

Bruno Marques teve a felicidade de marcar o gol da vitória do Santos sobre a Inter de Limeira neste domingo. O atacante foi o responsável pela segunda bola na rede da equipe e, após o lance ser analisado pelo VAR por seis minutos, pôde comemorar o tento que garantiu o triunfo por 2 a 1.

O jogador valorizou o gol após o término da partida. Ele ressaltou que “tirou um peso das costas” e destacou a conquista dos três pontos no Campeonato Paulista.

“Fazia um tempo que não balançava as redes, tirei um peso das costas. Graças a Deus consegui fazer o gol e saímos com três pontos. Pressão enorme, o coração ali quase para, mas deu tudo certo”, disse ao Premiere.

Bruno Marques ainda destacou como o triunfo foi importante para dar confiança ao time para a estreia na fase de grupos da Libertadores.

“É muito importante (o resultado). A gente perdeu o jogo passado, não foi como queríamos, mas hoje saímos com a vitória. É sempre bom ir para o próximo jogo com a vitória, dá uma confiança a mais. Então vamos com tudo para esse jogo da Libertadores”, acrescentou o atacante.


Santos 2 x 1 Botafogo

Data: 17/01/2021, domingo, 17h00.
Competição: Campeonato Brasileiro 2020 – 30ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: José Eduardo Bernardi e José Eduardo Calza (ambos do RS).
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartões amarelos: Laercio e Soteldo (S); Kevin (B).
Gols: Soteldo (03-1) e Pedro Raul (45-1); Bruno Marques (36-2).

SANTOS
Vladimir; Pará, Laércio, Alex e Felipe Jonatan; Sandry (Jean Mota) e Diego Pituca; Marinho (Arthur Gomes), Soteldo (Madson) e Lucas Braga (Jobson); Kaio Jorge (Bruno Marques).
Técnico: Cuca

BOTAFOGO
Diego Loureiro; Kevin, Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luís; José Welison (Cicero), Caio Alexandre, Bruno Nazário (Lecaros) e Kelvin (Davi Araújo); Matheus Babi e Pedro Raul (Matheus Nascimento).
Técnico: Eduardo Barroca



Santos vence o lanterna Botafogo na Vila Belmiro

Cuca colocou em campo o que tinha de melhor neste domingo e levou o Santos à vitória em cima do Botafogo, por 2 a 1, na Vila Belmiro, em duelo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Soteldo, de voleio, abriu o placar logo no início do confronto. Mas, antes do intervalo, Pedro Raul converteu pênalti cometido por Laércio.

Na etapa final, o jovem Bruno Marques aproveitou sua estatura e o bom cruzamento de Soteldo para, de cabeça, marcar o gol da vitória do Peixe.

O resultado levou o time paulista aos 45 pontos, na 8ª colocação, depois de 29 jogos. A equipe carioca estacionou nos 23 pontos, em 30 jogos, e segue na lanterna da competição.


Flamengo 4 x 1 Santos

Data: 13/12/2020, domingo, 16h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 25ª rodada
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, RJ.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR).
Auxilares: Victor Hugo Imazu dos Santos e Rafael Trombeta (ambos do PR).
VAR: Adriano Milczvski (PR).
Cartões amarelos: João Gomes e Filipe Luís (F); Marcos Leonardo (S).
Gols: Gerson (41-1); Gabigol (04-2, de pênalti), Filipe Luís (15-2), Gabigol (25-2, de pênalti) e Bruno Marques (29-2).

FLAMENGO
Diego Alves; Isla, Rodrigo Caio, Natan e Filipe Luís; João Gomes, Gerson (Pedro), Arrascaeta (Vitinho) e Everton Ribeiro (Michael); Bruno Henrique (Pepê) e Gabigol (Pedro Rocha).
Técnico: Rogério Ceni

SANTOS
João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Alex e Wagner Leonardo (Ângelo); Alison (Guilherme Nunes), Sandry e Jean Mota (Lucas Lourenço); Tailson (Felipe Jonatan), Lucas Braga e Marcos Leonardo (Bruno Marques).
Técnico: Cuca



Com dois de Gabigol, Flamengo goleia time reserva do Santos no Maracanã

O Flamengo goleou o time reserva do Santos por 4 a 1 na tarde deste domingo, no Maracanã, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Gabigol (2), Gerson e Filipe Luís. O Peixe descontou com Bruno Marques.

O Peixe poupou titulares antes da decisão contra o Grêmio, na Vila Belmiro, pela volta das quartas de final da Libertadores da América. O Alvinegro empatou em 1 a 1 em Porto Alegre e busca a vaga na semifinal na próxima quarta-feira. A opção de Cuca facilitou a vida do Rubro-Negro.

O Flamengo dominou as ações desde o primeiro minuto. Na etapa inicial, o Santos até se defendeu bem e só sofreu um gol. Nos 45 minutos finais, porém, os cariocas foram soberanos e contaram com duas falhas do goleiro João Paulo.

O jogo

O Flamengo, como era de se imaginar, foi superior diante do time reserva do Santos. Os donos da casa, porém, tiveram poucos espaços pelo meio e apostaram nas jogadas pelas pontas.

A primeira chance do Flamengo, porém, veio por baixo. Aos quatro minutos, João Paulo saiu jogando errado. Bruno Henrique acionou Gabigol, que driblou o goleiro e perdeu o ângulo.

Dois minutos depois, o Peixe respondeu com Jean Mota de fora da área. Diego Alves espalmou no cantinho e bateu a cabeça na trave. O goleiro se recuperou rapidamente.

No minuto 19, o Flamengo chegou outra vez. Filipe Luís encontrou Bruno Henrique pela ponta esquerda. O atacante cruzou para trás e Arrascaeta, sozinho, finalizou torto. Segundos depois, Gerson cruzou e Bruno Henrique cabeceou perto.

O Alvinegro assustou novamente aos 22, quando Madson cruzou e Jean Mota não pegou bem na bola. Mesmo assim, a bola passou perto da trave direita de Diego Alves.

Quando o placar marcava 31 jogados, Gerson mostrou que seu gol estava perto. Bruno Henrique cruzou e o meio-campista cabeceou com perigo. Aos 41, Gerson fez. E na base da insistência.

Everton Ribeiro cobrou escanteio e a bola sobrou para Arrascaeta, que cruzou de novo. Rodrigo Caio ganhou pelo alto, Natan acertou o travessão e Gerson apareceu no rebote para abrir o placar.

Já nos acréscimos, o Santos chegou pela terceira vez. Alison chutou muito errado, mas a bola desviou duas vezes na defesa do Flamengo e quase entrou.

E o Flamengo não demorou a aumentar a vantagem. Bruno Henrique fez jogada individual, cruzou e Alex puxou a camisa de Arrascaeta antes da saída do gol de João Paulo. Aos quatro minutos, Gabigol converteu.

A partir daí, os reservas do Santos não conseguiram mais segurar o adversário. Aos 15 minutos, Bruno Henrique passou novamente como quis, João Paulo falhou e Filipe Luís empurrou. 3 a 0.

O Flamengo seguiu em cima e confirmou a goleada aos 25 minutos. João Paulo, em nova falha, cometeu pênalti em Everton Ribeiro. Gabigol cobrou no mesmo canto e converteu. 4 a 0.

O Santos diminuiu aos 29 minutos, quando Madson fez boa jogada pela direita e cruzou para Bruno Marques cabecear com estilo. O atacante havia entrado há cinco minutos.

Ainda deu tempo do Flamengo acertar o travessão de João Paulo com Pepê aos 38 minutos. Vitória maiúscula do Flamengo contra os reservas do Santos.

Cuca vê “coisas boas” em derrota dos reservas do Santos para o Flamengo: “Não me arrependo”

Cuca analisou a derrota do Santos por 4 a 1 sobre o Flamengo neste domingo, no Maracanã, e explicou a decisão de poupar os titulares para a decisão contra o Grêmio na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro, pela volta das quartas de final da Libertadores da América.

O técnico viu pontos positivos mesmo com a goleada sofrida.

“Jogamos quarta, viajamos quinta. Treinamos na sexta e sábado. Trabalhei a equipe diferente do que foi hoje. Tínhamos o Vinicius Balieiro escalado como titular, com formação diferente. Ontem à noite fiquei sabendo que estava impossibilitado de jogar (covid-19). Muda muito. Balieiro iria numa função diferente, como lateral-direito como fazia na base. Meias do Flamengo jogam abertos para flutuar quando têm a bola na parte defensiva. Trabalhamos bem e perdemos Balieiro. E isso dificultou mais nosso trabalho. Responsabilidade desse jogo é do treinador, quem põe time em campo. Não me arrependo e faria de novo independentemente do placar. Preciso da melhor condição possível na quarta. Tivemos viagem, jogo desgastante hoje contra equipe que só está envolvida no Campeonato Brasileiro… Desgaste seria maior na quarta. Não tenho certeza de ganhar quarta, mas tenho certeza de desgaste menor. Temos que saber administrar essa derrota. Primeiro tempo foi quase igual, eles criaram e a gente também. Sofremos gol no fim. No segundo tempo sofremos dois gols em dois minutos. Se é uma equipe sem personalidade e poder de reação, toma seis ou sete. Nós equilibramos novamente, não sei se serve de consolo, mas o gol mais bonito do jogo foi nosso. Gol trabalhado. Eles tiveram dois de pênalti, outro em rebatida e um de cabeça”, disse Cuca, em entrevista coletiva.

“Seria influência grande se o time titular tivesse perdido de 4 a 1. Mas não, é risco que corremos. Temos um grupo de jogadores para hoje e outro grupo para a batalha de quarta. Faz parte da estratégia. Vi muitas coisas boas desses meninos hoje apesar da derrota”, completou o treinador.

Depois do empate em 1 a 1 com o Grêmio em Porto Alegre, o Santos pode empatar por 0 a 0 para se classificar. Novo 1 a 1 levaria a eliminatória para os pênaltis. E quem vencer avança.

Felipe Jonatan lamenta “desatenções” do Santos após 1º tempo “igual” contra o Flamengo

Felipe Jonatan lamentou as “desatenções” do Santos na derrota por 4 a 1 para o Flamengo neste domingo, no Maracanã, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com reservas, o Peixe fez primeiro tempo equilibrado. Na segunda etapa, sucumbiu. Felipe Jonatan, um dos titulares do técnico Cuca, entrou no intervalo.

“A gente sabia da qualidade do adversário. Sempre difícil jogar contra o Flamengo no Maracanã. Fazíamos jogo de igual para igual, mas por desatenção nossa eles fizeram dois gols no começo do segundo tempo. Agora é mudar a chavinha porque temos um jogo importante pela Libertadores”, disse o lateral-esquerdo, à Globo.

O Peixe poupou titulares antes da decisão contra o Grêmio, na Vila Belmiro, pela volta das quartas de final da Libertadores da América. O Alvinegro empatou em 1 a 1 em Porto Alegre e busca a vaga na semifinal na próxima quarta-feira, às 19h15 (de Brasília).

Depois do empate em 1 a 1 em Porto Alegre, o Santos pode empatar por 0 a 0 para se classificar. Novo 1 a 1 levaria a eliminatória para os pênaltis. E quem vencer avança.


Santos 4 x 2 Sport Recife

Data: 28/11/2020, sábado, 17h00.
Competição: Campeonato Brasileiro – 23ª rodada
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos, SP.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Bruno Raphael Pires e Christian Passos Sorence (ambos de GO).
VAR: Braulio da Silva Machado (SC).
Cartões amarelos: Lucas Veríssimo, Jobson e Lucas Lourenço (S); Adryelson, Lucas Mugni e Marquinhos (SR).
Gols: Marinho (05-1, de pênalti), Lucas Braga (11-1), Marquinhos (27-1) e Leandro Barcia (45-1); Bruno Marques (25-2) e Soteldo (36-2, de pênalti).

SANTOS
John; Pará, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Felipe Jonatan (Wagner Leonardo); Diego Pituca, Jobson (Sandry) e Lucas Lourenço (Soteldo); Marinho, Lucas Braga (Madson) e Kaio Jorge (Bruno Marques).
Técnico: Cuca

SPORT RECIFE
Luan Polli; Adryelson (Jonatan Gomez), Iago Maidana e Chico; Patric, Ricardinho (Bruninho), Márcio Araújo (Ronaldo Henrique), Lucas Mugni (Mikael) e Junior Tavares; Marquinhos (Maxwell) e Leandro Barcia.
Técnico: César Lucena



Estreante brilha, e Santos vence o Sport após “apagão” na Vila Belmiro

O Santos venceu o Sport por 4 a 2 na noite deste sábado, na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Marinho, Lucas Braga, Bruno Marques e Soteldo. Marquinhos e Leandro Barcia fizeram para o Leão.

O Peixe abriu 2 a 0 cedo, mas parou de jogar e sofreu o empate ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, o Alvinegro custou a encontrar espaços, porém, contou com o brilho de mais um Menino da Vila.

Bruninho, estreante como profissional, recebeu cruzamento de Marinho e cabeceou com categoria cinco minutos depois de entrar. Ainda deu tempo para Soteldo fazer o quarto e matar o jogo para os donos da casa.

Com a vitória, o Santos pula para a quinta colocação, com 37 pontos. O Sport é o 16ª, com 25.

O jogo

O início do Santos foi avassalador. Aos cinco minutos, Marinho cobrou falta, desvio com a mão na defesa do Sport e pênalti marcado. O camisa 11 converteu.

Logo depois, aos 11 minutos, Lucas Veríssimo acionou Lucas Braga após escanteio curto e o atacante não perdoou. Ambos os lances a favor do Peixe tiveram auxílio do VAR.

Daí para frente, porém, o Alvinegro parou. O Leão começou a ganhar confiança, dominou o meio-campo e diminuiu com Marquinhos, no minuto 27, em linda jogada de Patric.

Nos acréscimos, o Sport chegou ao empate. Lucas Mugni cruzou alto e Leandro Barcia, sozinho, cabeceou no contrapé de John. 2 a 2 na etapa inicial.

A etapa final começou de forma bem diferente. O Santos sem criatividade diante de um Sport bem fechado na defesa. E o Peixe precisou novamente de sua base para colocar emoção no confronto.

Aos 20 minutos, Cuca sacou Kaio Jorge para a entrada de Bruno Marques. E logo depois, aos 25, o centroavante aproveitou cruzamento de Marinho para desempatar logo na sua estreia como profissional.

O gol de Bruninho mudou a partida. Com mais tranquilidade, o Santos encontrou espaços e ampliou. Aos 34, Marinho aproveitou passe de Soteldo e sofreu pênalti. O venezuelano converteu e matou o jogo para o Peixe.

Bastidores – Santos TV:

Cuca elogia “determinação” do Santos para buscar vitória e explica John titular: “Meio certo”

Cuca elogiou a “determinação” do Santos para vencer o Sport por 4 a 2 na noite deste sábado, na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Peixe abriu 2 a 0 cedo, mas cedeu o empate ainda no primeiro tempo e precisou reagir na etapa final.

“Começamos muito bem. Fizemos gols nas primeiras oportunidades. Adversário se soltou um pouco mais, e numa jogada pela direita do Patric saiu o gol. Com 2 a 1 é outro jogo, adversário ganha confiança e corpo. O empate aconteceu em um contra-ataque de bola parada a nosso favor. No segundo tempo fiz mexidas, corrigimos algumas situações de posicionamento e movimentação. E fizemos segundo tempo precioso, bem ajustado, sem dar muitas chances ao Sport e criando. Fizemos terceiro e quarto e administramos bem o jogo. Com 2 a 0 tomar o empate o emocional vem para a conta, tem desgaste de jogo e viagem, mas nada disso influenciou. Foram determinados e souberam jogar o segundo tempo”, disse Cuca, em entrevista coletiva.

O treinador também explicou a decisão por John titular, com João Paulo no banco de reservas depois da covid-19.

“É a história do meio certo e meio errado. O que fizéssemos estaríamos meio errado. E seria assim com John ou João Paulo. Pesamos o momento, o gol é delicadíssimo. Tive tantos problemas no Botafogo e levo como maior aprendizado na minha vida. Pensamos nesse jogo contra o Sport e mais decisivo ainda contra a LDU. João saiu por covid, por coerência teria que voltar, mas coerência e necessidade andam juntas. Hoje, o momento do John é confiança pura. De todos os companheiros dele. João saindo e retomando treinamentos, buscando titularidade. Optamos pelo momento do John e acho que acertamos”, explicou o técnico.

Cuca vê Bruninho como atacante ‘único’ no Santos: “Está preparado”

A estrela de Cuca brilhou durante a vitória do Santos por 4 a 2 sobre o Sport na noite deste sábado, na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico promoveu a estreia de Bruno Marques, conhecido como Bruninho, como profissional. E o centroavante entrou aos 20 e fez o gol do desempate aos 25 minutos.

“Estamos vendo o Bruno há bastante tempo, conversando com ele. Está preparado, está no sub-23 e temos acompanhado o trabalho. Contra três zagueiros precisávamos de referência para ganhar essa bola, dispor aos demais. Sport defendia com linha de cinco, bem postado. Era mais difícil o caminho da velocidade. Conversamos com o Marinho sobre termos agora essa referência. E Bruno, com tempo de bola preciso, fez um bonito gol e nos ajudou muito. Fez paredes, protegeu, fez o pivô. Foi muito bem, ainda mais por ser estreia”, disse Cuca, em entrevista coletiva.

Bruninho tem 21 anos e 1,93 m de altura. O cabeceio, como no gol diante do Sport, é sua especialidade. As características são diferentes em relação aos concorrentes da posição: Kaio Jorge, Marcos Leonardo e Raniel.

Bruninho está emprestado pelo Lagarto (SE) até 31 de dezembro de 2020. O valor de compra combinado é de R$ 600 mil por 70% dos direitos econômicos.

Bruno Marques, do Santos, admite talento pelo alto: “Pode botar na área que vou ajudar”

Bruno Marques foi a grande novidade do Santos na vitória por 4 a 2 sobre o Sport na noite deste sábado, na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O centroavante estreou como profissional com gol pelo Peixe, o terceiro. Ele entrou aos 20 e marcou de cabeça aos 25, na sua especialidade.

“Passou aquele filme na cabeça, um frio na barriga. Olhei o bandeirinha e saí correndo, queria comemorar mesmo! Joga na área que eu vou estar brigando. No Aspirantes fiz 5 gols de cabeça. Se eu puder ajudar, pode botar bola na área que eu vou ajudar a fazer o gol”, disse Bruno, ao Premiere.

“Eu já tinha sonhado que na estreia eu faria um gol. Entrei muito confiante e com muita fé que esse gol iria sair. Estou muito feliz, trabalhei muito, batalhas. Esperei muito por isso! Deus honrou”, completou.