Cianorte-PR 0 x 2 Santos

Data: 01/06/2021, terça-feira, 19h00.
Competiçao: Copa do Brasil – 3ª fase – Jogo de ida
Local: Estádio Municipal Olímpico Albino Turbay, em Cianorte, PR.
Público: portões fechados devido a pandemia de Covid-19.
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Auxiliares: Jucimar dos Santos Dias e José Carlos Oliveira dos Santos (ambos da BA).
Cartões amarelos: Rael, Zé Vitor, Léo Porto e Vitor (C); Luiz Felipe e Lucas Braga (S).
Gols: Kaio Jorge (23-1); Marinho (34-2).

CIANORTE (PR)
Bruno; Michel, Vitor, Maurício e Rael; Zé Vitor (Sávio), Moreli, Erick Salles (Buba) e Gabriel Calabres (Rafael); Léo Porto (Tales) e Pachu (Wilson Junior).
Técnico: João Burse

SANTOS
John; Pará, Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Jean Mota e Gabriel Pirani (Marcos Guilherme); Marinho (Ângelo), Lucas Braga (Vinicius Balieiro) e Kaio Jorge (Marcos Leonardo).
Técnico: Fernando Diniz



Santos vence o Cianorte fora de casa e encaminha vaga na Copa do Brasil

O Santos venceu o Cianorte por 2 a 0 na noite desta terça-feira, no Estádio Albino Turbay, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O gols foram marcados por Kaio Jorge e Marinho, um em cada tempo.

O Peixe dominou as ações desde o começo e chegou a ter quase 90% de posse de bola, mas perdeu muitas chances para ampliar. O gol de Marinho só saiu na parte final da partida após muita insistência. Defensivamente, o time foi seguro diante da equipe da Série D.

A decisão ocorrerá na próxima terça-feira, na Vila Belmiro. O Santos pode até perder por um gol de diferença para avançar às oitavas de final da competição nacional.

O jogo

O Santos, como não poderia ser diferente, dominou as ações desde o primeiro minuto de jogo e beirou os incríveis 90% de posse de bola. Logo no comecinho, um pênalti em Marinho não foi marcado.

O Peixe, porém, teve dificuldade para transformar essa bola no pé em chances de gol. A saída foi uma finalização de fora da área: Luan Peres chutou, Bruno espalmou e Kaio Jorge aproveitou o rebote de cavadinha no minuto 23.

O Alvinegro teve outra grande oportunidade aos 31, quando Kaio Jorge cruzou, Lucas Braga ajeitou de calcanhar e Bruno parou em Marinho na pequena área. Por fim, Marinho deixou Pirani cara a cara com o goleiro e o meia chutou para fora aos 40.

Aos nove minutos, o Santos teve outro lance cristalino para marcar o segundo gol. Marinho driblou Rael e cruzou forte antes de Kaio Jorge errar na pequena área.

Quando o placar marcava 14 jogados, o Cianorte fez John trabalhar pela primeira vez. Rael puxou contra-ataque e bateu forte de fora da área para defesa segura do goleiro santista.

O Santos teve outras duas chances importantes em sequência. Aos 18, Luiz Felipe fez gol anulado por impedimento. Segundos depois, Marinho parou novamente no goleiro Bruno.

No minuto 30, Marinho foi tocado por Wilson Junior e o pênalti também não foi marcado. Aos 31, Kaio Jorge quase fez no segundo pau. E aos 33, Marcos Guilherme parou no goleiro Bruno (e na trave).

E, finalmente, o gol saiu no minuto 34. Kaio Jorge recebeu no contra-ataque e rolou para Marinho. O primeiro chute parou na zaga e o rebote parou no gol. 2 a 0 para o Santos.

Bastidores – Santos TV:

Fernando Diniz valoriza vitória do Santos sobre o Cianorte: “Time muito intenso”

O técnico Fernando Diniz gostou do desempenho do Santos na vitória por 2 a 0 contra o Cianorte na noite desta terça-feira, no Estádio Albino Turbay, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O gols foram marcados por Kaio Jorge e Marinho, um em cada tempo.

O adversário não é dos melhores, mas o treinador aprovou a quantidade de chances criadas no Paraná.

“Intensidade do time e respeito pelo adversário e camisa do Santos. Fizemos o melhor jogo possível. Muito intenso, marcamos e jogamos muito, com marcação pressão quase o tempo todo. Faltou aproveitar melhor as chances criadas”, disse Diniz.

Diniz explica chances para John e Luiz Felipe no Santos: “Bem nos treinos”

O técnico Fernando Diniz surpreendeu ao escalar o goleiro John e o zagueiro Luiz Felipe como titulares do Santos na vitória por 2 a 0 sobre o Cianorte nesta terça-feira, fora de casa, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Em entrevista coletiva, o treinador explicou os motivos para deixar João Paulo e Kaiky entre os reservas.

“A gente tem dois grandes goleiros. João Paulo está bem nos jogos e treinos. John também. Jogaram bem o ano todo e quis dar oportunidade para o John. Sobre revezamento, veremos depois. Vladimir é um grande goleiro também”, disse Diniz.

“Achei que Luiz Felipe vinha treinando bem e merecia oportunidade”, comentou sobre Luiz Felipe.

Luan Peres comemora reação do Santos: “Temos tudo para embalar”

O zagueiro Luan Peres valorizou a vitória por 2 a 0 contra o Cianorte na noite desta terça-feira, no Estádio Albino Turbay, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O gols foram marcados por Kaio Jorge e Marinho, um em cada tempo.

O Peixe venceu após três derrotas consecutivas e encaminhou a vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. A decisão será na próxima terça, na Vila Belmiro.

Luan destacou a ajuda da defesa no ataque e a lição aprendida após a derrota por 3 a 0 para o Bahia, em Salvador.

“O time inteiro ajuda na marcação e no ataque. Os zagueiros ajudam na armação, principalmente com o Diniz. Fui feliz ajudando no primeiro gol. Tivemos méritos, marcamos bem. Eles só tiveram um contra-ataque. Ficamos felizes por essa vitória nesse campo”, disse Luan Peres, ao SporTV.

“Conversamos no intervalo sobre não entrar como foi contra o Bahia no 2° tempo, com um apagão. Entramos mais focados, com muito mais vontade, mais ligados. Aprendemos com os erros e vamos seguir trabalhando. Trabalho é bem feito. Temos tudo para embalar”, completou.

Fernando Diniz defende Pará no Santos: “Tem todo meu respeito”

O técnico Fernando Diniz defendeu Pará, um dos jogadores mais criticados pela torcida do Santos nas últimas semanas.

O treinador destacou a importância do lateral-direito para o elenco e indicou a manutenção da titularidade.

“Ele é titular como outros titulares. Quem não joga também é titular e todos são importantes”, disse Diniz, antes de fazer elogios.

“Pará fez bom jogo hoje, é experiente e técnico. Um jogador que falam, mas está há 15 anos jogando em grandes clubes e quase sempre como titular. Tem todo meu respeito”.

Aos 35 anos, Pará tem contrato com o Santos até 31 de dezembro de 2022. O atleta já disputou 269 partidas pelo Peixe.